Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de 2012
Nunca sei o que hei-de fazer. Não sei se faço bem ou mal, se devo fazer mais ou menos. Se exagero ou se faço por menos. Simplesmente já não sei. Já passou tanto tempo que não sei como se faz. Neste momento sinto que estou a deixar fugir todas as minhas oportunidades e sei que nada ou muito pouco posso fazer. Sinceramente não sei mas também não posso esperar que ele faça tudo...
Às vezes é preciso parar um bocado. Pôr um stop em algo que não está bem. Aliviar os nossos ombros e seguir em frente. Ainda não sei para que lado vou seguir, ainda não sei o que fazer mas ficar aqui não faz sentido. Há que alargar horizontes, fazer coisas novas, conhecer novos lugares, viver novas experiências. Infelizmente a situação condicionadora que a crise faz nas nossas vidas não permite dar os passos com a rapidez desejada ma vou a passos pequenos. Sei que um dia chegarei a qualquer lado.

Oh se é :)

Daquelas coisas sem explicação

Eu preciso de chorar. Mas preciso mesmo de chorar desalmadamente, como se não houvesse amanhã e não consigo. As lágrimas estão ali mesmo quase  a romper e não consigo. Dói me a garganta pela força que faço para elas não correrem mas não consigo controlar. Foram demasiados anos a prender as lágrimas quando elas queriam correr que agora faço-o sem querer. Simplesmente não choro. É muito mais fácil não chorar. Mas agora eu preciso. Sei que se chorar vou ficar leve, vou ficar bem e não consigo. Realmente sou um ser estranho.

A sério, mesmo a sério?!?

Mas será que esta coisa da timidez nunca mais acaba? Já não chega de 29 anos de tormento e ainda vamos ter de continuar assim. Continuo a agir como uma gaiata de 15 anos quando tenho o dobro. Cura para isto, alguém conhece?!?  ou tomem a liberdade de me dar três pares de estalos que eu mereço, pois se continuar a queixar-me aqui é porque mereço mesmo :(

Esta noite temos:

Um episódio de cada :)

Hoje foi o dia :)

Eu não dormi só de pensar nas agulhas, no sangue e no cheiro. Oh God, às 8h da matina já andava às voltas na cama com os nervos. Mas fui e quando me perguntaram se queria doar sangue, não hesitei e disse que sim. Os nervos começaram a subir, a tensão começou a subir mas eu estava ali com um objectivo que há muito queria cumprir e que ia sendo sempre adiado. Quando cheguei à sala das recolhas não tinha fala, os nervos apoderaram-se de mim. Não desisti e graças às enfermeiras, médicos, auxiliares e a grande equipa que estava por detrás desta acção fui em frente. Não custa nada, era o que eu dizia por fim a quem entrava na sala. As enfermeiras só brincavam comigo porque entrei sem fala e depois só me ria e já dizia que não custava nada. E realmente não custa nada pelo bem que podemos fazer. Hoje foi o dia em que me tornei dadora de medula óssea e de sangue :)

Daquelas coisas que não matam mas moem

Num belo dia desta semana, daqueles dias em que acordamos e sentimos que éramos capazes de comandar o mundo, cheguei ao meu local de trabalho e tive a noticia mais bombástica de todos os tempos. Uma pirralha mimada e incompetente que trabalha comigo, tinha ido apresentar queixa de abuso de poder da minha parte no act. Não me chocou a atitude da pirralha mimada e incompetente, chocou-me sim que o meu patrão e gerente de loja acharem que não tinha razão de a ter chamado a atenção. Em 13 anos de casa, ambos, nunca ficaram do lado de quem defende o que é deles. Nunca apoiaram nada, nunca deram a razão às nossas atitudes, nunca agradeceram o suficiente. Ela foi apresentar queixa porque alterei o tom de voz com ela após a ter chamado a atenção calmamente por ter feito a empresa perder 2 clientes e lesar a empresa em cerca de 40€. Se ela tivesse simplesmente ouvido o que lhe disse à primeira, nada disto tinha acontecido. Mas a pirralha mimada e incompetente teve de continuar a mandar bocas pa…

Dos sentimentos

O amor não se aprende, sente-se. Faz-me confusão quando os meus pensamentos divagam para longe e fico a pensar que um dia ele poderá vir a gostar de mim. Mas quando desço com os pés à terra percebo que isso não muda de um dia para o outro. Se não há sentimento algum, também não será do nada que ele vai aparecer.

Consultório Clínico

O meu facebook pessoal funciona como um consultório clínico de psicologia. Não sou psicóloga nem coisa que se pareça, mas sei que acabo por ser o ombro de muita gente. Há pessoas que passam tempos sem me dizer nada, nem querem saber se estou viva, mas assim que se lhes atravessa um obstáculo pela frente correm a mim a pedir conselhos ou simplesmente para desabafar. Todos me dizem que lhes sabe bem falar comigo, que eu os ajudo bastante, etc...engraçado, nunca lhes falei de mim ou desabafei com a maioria.  Se lhes perguntar alguma coisa básica sobre mim não vão saber responder, ao passo que eu sei metade da vida deles...

Das decisões

A vida é minha logo as decisões são minhas. Quando os outros tomam decisões nas suas vidas que englobam a minha ninguém me pergunta se concordo ou não. Seguindo esse raciocio, as minhas decisões foram tomadas e NINGUÉM tem o direito de contestá-las. Lamento imenso que a minha decisão afecte a vida de outras pessoas mas vão ver que a longo prazo o resultado é positivo e assim eu não farei papel de otária.

Desabafo

Epah é agora ou nunca. Em género de desabafo, não suporto pessoas que não sabem o que querem e arrastam as outras para o que acham que querem e depois, quando se apercebem que não é aquilo que querem, descartam-nas como se não se tratasse de uma pessoa com sentimentos. Pronto, já disse. Agora vou só ali mudar de vida e de tudo o resto e depois volto ao mundo.

Digo eu, que não percebo nada de relações

Não é suposto, num casal de namorados, serem o melhor amigo um do outro? Então porque raio passo a vida a ouvir:' Ah e tal, eu não quero estragar uma amizade. É porque se corre mal perco a amizade.' Tenho total consciência de que se correr mal fica um enorme constrangimento, mas se a amizade for verdadeira e sincera tudo se supera. Agora nem sequer tentar e ficarmos a pensar no que podia ter sido também não está com nada.

Desencontros

Anda tanta gente por este mundo fora com falta de amor e tantas pessoas com amor com fartura para dar. Porque é que não se encontram de uma vez por todas?!?

Dos amigos

é tão bom quando nos juntamos. mas é tão raro nos dias que correm :(

Retrospectiva

Ultimamente tenho pensado muito na vida e no que quero e não quero. É engraçado que ao fazer um apanhado de todas as relações da minha vida chego à tenebrosa conclusão que houve sempre aquilo a que se pode chamar de 'falsa amiga'. Daquelas c@br@s que se aproximam se fazem de amigas e quando damos por nós já não percebemos bem o que se passa. Depois eles dizem que não se passa nada, elas dizem que não se passa nada mas há a continuação de uma troca de sms, de conversas particulares e depois eu sigo a minha vida e eles seguem as deles. A verdade é que quando eu segui o meu caminho, eles também seguiram o deles em separado. Mas fica sempre aquela dúvida, aquela incerteza e aquela desconfiança. Agora eu pergunto, sou eu que sou e me tornei desconfiada demais ou são os outros? 

o acaso que é a vida

Não acredito no total acaso das coisas. Acho que tudo acontece por uma razão. Por vezes nós esticamos a corda e depois sai asneira. A razão tem sempre razão de ser, infelizmente nem sempre nos apercebemos com a rapidez que devíamos e da forma correcta, mas acabamos sempre por chegar lá. Quando se fecha uma janela abre-se uma porta e dessa porta pode vir muita coisa. Espero ansiosamente por tudo o que aí vem. Principalmente porque tenho a certeza que o que vem é bom, só pode ser muito bom. Mais um capitulo fechado.

Post informativo

Eu bem sei que ando a falhar nos comentários aos vossos posts, bem sei que só ler não chega e que devia deixar lá um pouco de mim, porém vejo-me impossibilitada a comentar os blogues que têm os comentários na mesma página. Há uns quantos blogues que quero comentar mas não consigo e não percebo porquê, deve ser algum problema do meu pc...é que isto anda meio agreste ultimamente. Por isso, eu não ando longe dos vossos blogues, não consigo é comentar e tenho tanto para vos dizer... enfim, hei-de resolver isto, espero.

Tira-me do sério

Pessoas que acham que não consigo fazer o que elas fazem. É coisa de me tirar do sério e de me irritar um bocado. Todos nós temos as mesmas capacidades, uns mais desenvolvidas que outras; uns fazem-no com mais paixão que outros; uns dedicam mais tempo e sacrificio, mas todos somos capazes de fazer tudo, excepto o que não queremos mesmo fazer. Como eu não nasci ensinada, como qualquer ser humano, com formação, vontade, esforço e dedicação tudo se faz e tudo se consegue. Irra, gente chata logo a chatear-me nos meus primeiros minutos de férias.
Estou cansada. Estou de rastos. o meu espírito académico já não é o que era.  Esta cidade é só sobe e desce e eu percorri tudo a pé mais de uma vez...mas vale sempre a pena :)

Amanhã :)

Dia de passeio por terras alentejanas.  Amo de paixão esta cidade com a qual não tenho vinculo nenhum mas é daquelas coisas que não se explicam, sentem-se :)

Awkward

A serie pode não valer nada mas este Mike Faiola tem muito que se lhe diga, oh se tem :)  Bom dia <3
"Enquanto passeava pelo País das Maravilhas, Alice deparou-se com um cruzamento e não sabia que estrada seguir. Bem no centro desse cruzamento, apareceu o gato, ao qual Alice perguntou: -  Que caminho devo seguir?  O gato, sorridente respondeu:  - Depende, para onde queres ir?  -Para qualquer lado, disse Alice.  Então o gato respondeu:  Assim sendo, qualquer caminho te serve"
E é este o espírito, qualquer caminho serve desde que nos leve a qualquer lado.

Qual a melhor/pior opção

Ao fazer uma pergunta:
a) não ter resposta
b) não ser aquilo que queríamos ouvir

Venha o diabo e escolha porque hoje não me apetece escolhas difíceis :(

Pergunta do mês:

What are I'm doing?!?

Como tudo na vida...

Eu apego-me demais às pessoas. Sempre fui assim desde pequena. Se sinto uma afinidade com as pessoas, apego-me a elas. Não sou tipo lapa, não ando colada as pessoas sem as deixar respirar, mas sinto falta delas se vão para longe, se se afastam. Teimosa como sou, nunca ando a lamentar a sua ausência, mas sinto-o. Por exemplo, quando as minhas amigas foram estudar para longe senti imenso a falta delas mas nunca andei a espalhar pelo mundo que não queria que fossem e isso tudo. Elas foram e eu sobrevivo mas custa a habituar, pois elas estão lá e eu aqui. Não estão comigo sempre que preciso ou vice versa mas as tecnologias são uma boa ajuda. Obviamente, que com os melhores amigos, e se a amizade continua, nunca nada muda com a  distância e quando nos encontramos é tudo igual. Com o resto das pessoas e com o tempo deixa de fazer falta. Essa é a diferença entre um verdadeiro sentimento e o resto.

O fantástico e inesquecivel carrossel : A Selva

Em miúda todas as idas à feira eram sinal de dar umas voltas na Selva. Eu ia com as minhas irmãs para aquele género de chávena que rodava e a minha irmã ia dando à perna para aquilo rodar com mais força.  A minha mãe ia nas cadeirinhas a controlar-nos. Aquilo era tão giro que ontem não resisti e fui matar saudades. Claro que já não tem tanta piada e que há coisas bem mais divertidas e melhores, mas este será sempre o tal carrossel :)

A vida continua... e de que forma!

O que o caloroso mês de Agosto me trouxe e o doce Setembro manteve, o frio do Outubro levou. Interessante esta minha visão últimos meses. 

É de mim...

...ou meio mundo está à espera de algo que pode ser um marco decisivo na sua vida.

Quando me voltarem a dizer que saio ao meu pai, já sei o que responder.

O meu pai detestava médicos. Simplesmente não punha lá os pés porque detestava-os. Nesse ponto sou tal e qual ele. Vou porque sou obrigada, pois a minha vontade de lá ir é muito reduzida.   Este ano só fui ao médico duas vezes até hoje. Fui quando tive uma grande gripe e já não conseguia respirar com as dores que tinha nas costas e as pessoas começaram-me a assustar a dizer que estava com pneumonia e sei lá que mais. E da outra vez fui quando já não conseguia mexer o pescoço de tão inchado que estava e obviamente com as dores que também sentia e isso tudo era papeira.  Mas agora decidi que tem de ser, tenho que ir ao médico regularmente. Hoje fui ao médico e ia morrendo com os nervos só de pensar o que podia advir dali, mas está tudo bem. Para o mês que vem temos dentista e ainda este mês temos consulta de rotina no médico de família para análises e exames a uma dor que tenho no calcanhar há mais de 4 meses mas que fui adiando até agora que a dor é insuportável. Ainda fica a faltar derm…

Friends with benefits

Lamento informar, mas nunca corre bem. E quem diga que corre está a enganar-se a si próprio. Há sempre uma parte que quer mais, que espera mais. Pode nunca o mostrar, pode até guardar para si esse sentimento, mas ele acabará por vir ao de cima e estragar tudo, ou melhor, por um ponto final em tudo. O pior desta coisa da amizade colorida é que um dia uma das partes vai sofrer.

Quando pensamos que não pode acontecer mais nada é aí que acontece algo mais.

Não sou optimista por natureza, mas ultimamente tento com muito esforço pensar que melhores dias virão. Se bem que olhando para o futuro próximo, só vejo é tudo a ficar pior e nada a melhorar. Na sexta recebi mais uma má noticia. Tenho uma divida brutal (para mim é) nas finanças do antigo carro que dei para retoma. Já me chateei e enervei bastante mas aprendi a lição, oh se aprendi. Agora é esperar que tudo se resolva de forma positiva para meu lado e que eu me veja livre dessa divida.
Epah não sei se sou eu que já estava em modo de Outono, mas este calor que se faz sentir pelo Algarve está a dar cabo de mim e das minhas alergias e afins. Que chegue o tempo mais fresquinho que isto assim não se aguenta!!!

Epifania

Estava naquele momento antes de dormir em que tudo me vem à cabeça e que penso em mil e uma coisa. Estava a formular textos fantásticos e elaborados para escrever aqui no blogue. Então dá-me o vaipe e penso, é agora, vamos quebrar a barreira do silêncio. Ligo o pc e toca de abrir o blogue e pôr uma música porreira para as palavras saírem melhor e não sai nada. Não consigo escrever mais de três palavras sem apagar duas. Raios pah!!!

I told you so

Toma-te!!! Quem te avisa teu amigo é, agora toma lá morangos e não digas que vais daqui.  Isto com o tempo está a ficar mais fácil de aceitar, até já dá para rir. Até ao próximo tropeção...

Eu sou um desses bichos raros que deixa de fazer certas coisas por não ter companhia.

Como é que deixamos de fazer aquelas coisas que realmente gostamos por ninguém ir connosco. Eu quase que nasci com uma bicicleta nas mãos. Lembro-me perfeitamente quando comecei a andar de bike sem rodinhas, era numa bike quatro vezes maior do que eu e num instante dominei a coisa. Lembro-me das inúmeras quedas que dei por distracção, parvoíces e brincadeiras.
Todos os dias andava km de bicicleta. Entretanto vim morar para cidade, deixei o campo e deixei a bike também. Há uns tempos voltei a pegar na minha querida bike e andei uns km com amigos mas como ninguém mais quis pegar nas bichinhas deixei de o fazer.
Hoje acordei e decidi ir pedalar, precisava de desanuviar, de me distrair e pimba. Andei uns quantos km e agora sinto-me tão bem :)
Acho que descobri a minha terapia: eu, os pedais e uma boa música a fazer companhia.
É com estas pequenas coisas que sou feliz. Agora vou só relaxar um pouco porque o trabalho espera por mim!!!


Bom feriado*

Há dias como o de hoje que só me apetece pôr uma mochila às costas e partir por este mundo fora. Afastar-me de tudo e de todos e conseguir respirar fundo sem ter nada em que pensar. Infelizmente não é a virar as costas que as coisas se resolvem.

Hoje parece-me um bom dia

Para o tal rapaz ir procurar a tal Diana. afinal não foi na manifestação que eles se conheceram?!? Por mais romântico que isto possa parecer, a mim só me faz pensar que o gajo é um stalker qualquer atrás de uma miúda e que ela não quer ser encontrada. Lembram-se de uma história há uns anos atrás de um Pedro que procurava a sua Inês...pois eu lembro-me bem, era tudo a apelar à rapariga e esta apareceu a dizer que ele era passado dos pirolitos e que ela não queria nada com ele. Para mim o caso é igual, sem tirar nem por.  Nunca me passaria pela cabeça conhecer um gajito interessante e não lhe dar ao menos o meu numero de contacto ou email do fb, qualquer coisa.

Witchcraft!!

Não que acredite muito nestas coisas de bruxaria, mas cada vez que alguém usa este conceito, há algo dentro de mim que causa um arrepio só de pensar. Na verdade, e apesar de não acreditar muito, acho que a mente humana tem demasiada força e mesmo que as bruxarias feitas não façam efeito a mente da outra pessoa pode ao menos trazer uma má energia.
Quando era mais nova, não sei bem como, mas veio cair-me às mãos um livro de bruxarias demasiado falado e abordado. Curiosa como sou, dei uma espreitadela e fiquei em choque com o que li, usa-se com cada coisa para realizar esses rituais que é de ficar com o cabelo em pé. Tão depressa desfolhei o livro como o larguei e disse que isso não era para mim. Que só o facto de o ter nas mãos me dava uma energia negativa. Isto tudo para divagar no assunto que realmente queria abordar. Ontem, uma colega minha disse-me que outra ex colega usava bruxaria para prender os homens que ela gostava e eu fique: WTF?!? A sério que há quem faça mesmo isso?  Será qu…

Why?!?

Gostava de não ser assim como sou. Gostava de ser daquelas pessoas que se deixa levar e que se entrega sem pensar duas vezes. Gostar, até gostava mas não sou eu. Aliás, a gostar até estou, o problema é mesmo esse. Damn it, porque não consigo aproveitar o que tem de bom sem pensar no que pode vir a fazer de mal...

A prova que faltava!!!!

Na altura do filme, Senhor dos Anéis, eu era louca por este senhor. Beleza fora da tela é coisa que até não lhe assiste muito. mas assim sujinho e com tudo a que tinha direito, eu suspirava nas salas de cinema :)

Branca de Neve e o Caçador

Mas esperem lá, a branca de neve não era salva pelo príncipe? Que história é esta do caçador? Se bem que eu já não me lembrava da história da maçã envenenada e nem dos lendários anões (está na hora de pegar nos livros infantis e recordar as histórias de encantar). No entanto, a minha teoria confirma-se, gosto deles sujinhos...e este caçador assim sujinho não foge à regra :) Sobre o filme, bem é giro. Vê-se bem e o desempenho da Charlize é brutal...o da Kristen não me disse nada. Acho que ela é quase uma péssima actriz sem expressão. Bem podia ter escolhido uma actriz melhorzinha para o papel.

dona de casa desesperada

não me importo de fazer um montão de coisas em casa. não me importo de limpar, aspirar, sacudir, varrer, lavar e fazer comida. mas se há coisa que me aborrece é tratar da roupa. devia haver um robot que viesse buscar a roupa ao cesto da roupa suja, que a pusesse a lavar e que a secasse e que por fim a passasse a ferro e a arrumasse nos seus devidos lugares. era bem mais fácil assim.

Irra!!

Que há alguém que está a falar mal de mim. Tenho as orelhas tão vermelhas, mas tão vermelhas que até me doem de tão vermelhas e quentes que estão.  Sempre ouvi dizer: 'Falem bem ou mal, o que interessa é que falem!' Eu até preferia que não falassem.

Once in a lifetime!

Eu trocaria as mãos de fada da minha irmã pelas mãos deste senhor por uma vez na vida. Sim, eu adorava o trabalho dele lá no programa da Stacy e do Clinton e substituíram-no. Pessoalmente gosto mais dele do que do que lá anda agora, mas pronto, sou só eu :) Dito isto, tenho a dizer que a minha irmã é uma cabeleireira com muito jeito e já trata do meu cabelo há demasiados anos para saber perfeitamente o que eu gosto e o que me fica bem. Confio nela totalmente e seria incapaz de trocar aquelas mãos de fada por outro profissional qualquer, exceptuando aqui o sr Nick Arrojo.

Mudança de look :)

Nunca na vida me custou cortar o cabelo, excepto desta vez. Já tinha o cabelo tão comprido e há tanto tempo que cada tesourada era como se me tivessem a tirar o coração. Adoro o resultado e não me arrependo, mas custou tanto! E, sem dúvida alguma que o laranja é a minha cor favorita e a que melhor me fica!

Não consigo perceber

Como é que alguém se deita numa posição e acorda na mesma, com a cama toda direitinha, almofada no lugar tudo muito certinho.  Aqui no meu quarto reina a confusão.Mais parece que passou um furacão na cama e eu durmo sozinha. É lençóis para um lado, almofadas para o outro e pronto é assim que eu durmo feliz. Gosto desta rebaldaria na cama, ahahahahahahah

Das invenções.

Já há algum tempo que criaram as uvas sem grainhas, agora vi através do fb do blog Devaneios Infundados que já melancias sem sementes e eu pergunto: para quando cebolas que não façam chorar? É que não me dá jeito nenhum, estar a fazer um jantar todo catita e pimba, começar a chorar como se não houvesse amanhã por causa do raio da cebola. Não fica nada bem!

Quem não tem cão caça com gato!

Há falta de um saco de boxe para descomprimir os problemas recentes, atiramos garrafas vazias para dentro do vidrão. E se este estiver vazio ainda melhor. O som da garrafa a estilhaçar-se quando bate no fundo é assim algo reconfortante. Não sei explicar mas alivia. Dito isto, não quer dizer que vá andar por aí a partir coisas...

Daquelas bofetadas que temos de apanhar para aprender.

Descobri que trabalho com uma cambada de falsos. Assim, de rajada, levei uma bofetada das grandes. Faço tudo por aquela gente e depois, toma e embrulha. Detesto o meu trabalho e algumas daquelas pessoas. Não consigo suportar pessoas que me fazem ir contra os meus principios e contra aquilo que acredito só porque é para o melhor da empresa.  Mas, depois de dois dias a ouvir e ter de interiorizar tudo isto descubro que ainda há pessoas boas ou pelo menos melhores. Há sempre pessoas boas, ou pelo menos quero acreditar que sim.

Da austeridade

Lixa-me só assim um bocadito ficar a saber que vou passar a descontar mais 7% do meu ordenado quando ainda esta semana, em reunião de empresa, fiquei a saber que tenho de trabalhar ainda mais. Começo a achar que as coisas estão a ficar descontroladas neste país, pois ou cria-se empregos para haver mais pessoas a trabalhar e menos a reeber subsidios ou então tenho a dizer que estamos na merdinha. É que o primeiro ministro tem de entender que cada vez somos menos a descontar e mais a receber e garantidamente que assim não vamos a bom porto. Ainda há tempos, num daqueles jantares regados a alcóol eu dizia que concordava com algumas (cada vez menos) 'regalias' que os trabalhadores têm, nomeadamente o facto de termos direito a 12h de pausa entre cada turno de trabalho igual ou superior a 8h. No meu trabalho, isso não acontece. Ainda este Domingo vou sair daqui pela 1h da madrugada e volto a entrar logo de manhã. E eu reclamo, digo que não o quero fazer porque vou andar em estado zo…

Já dizia a minha avozinha!!

'Gato escaldado de agua fria tem medo'
E eu estou em modo gato escaldado e tenho medo, muito medo. Não sei o que pensar, o que fazer, o que dizer mas estou a gostar e mais do que devia. Porém, tenho total conhecimento de causa e sei que se subir muito alto, a queda vai ser bem maior. Porque é que comigo as coisas nunca são fáceis e simples?

O meu doce Setembro chegou!

E com ele chegaram os dias mais pequenos e as noites mais frescas. Com este mês começamos aos poucos a puxar o lençol e a desligar a ventoinha. Aconchegamos-nos mais facilmente aquele colo tão nosso para ver um filme qualquer.Vestimos o casaquinho para passear à beira mar. Acabam as festas badaladas e as toneladas de pessoas pelas ruas fora.  E com ele veio o primeiro fim de semana de folga em que deu para aproveitar tempo com os amigos de sempre, com a família e ainda dar aquele gostinho à vida. Há coisas tão boas no meu doce Setembro :)

E também tenho de falar disto aqui, pois está claro!

A sra Margariada Rebelo Pinto resolveu que podia dizer as bacoradas que lhe apetecia e que ninguém se importaria. Eu até a entendo, olha eu aqui a escrever o que me apetece e sem pensar nos outros, mas pronto, eu sou só uma gaja sem nada de útil para fazer ao que ela é uma escritora e que depende das vendas dos seus deprimentes livros para viver (espero bem que tenha outras fontes de rendimento, pois gordinha alguma devia lhe encher mais os bolsos). Eu, que tanto me identifiquei com o que ela escreveu só tenho a dizer que eu pertenço às gordinhas sim, sou daquelas gajas que é bem capaz de fazer xixi atrás de um carro, que diz palavrões e que faz aquele rol de coisas só possiveis às gordinhas. No entanto, também sou mulher e além de gordinha também tenho gajos interessados em mim e que me querem saltar pra cima equejá consegui emagrecer uns quantos kilos e atrelar uma depressão aos kilos perdidos. Já bati no fundo do poço por perder o raio dos kilos tão indesejados mas consegui-me ergue…

O problema de morar num res do chão com quintal

Já me apareceram dos mais variados animais (por norma não simpatizo com eles) dentro da minha casa. Não os convido a entrar mas basta uma distracção e pimba, já cá estão. Depois é ver-me aos gritos pela casa porque da maior parte deles tenho assim um medo inexplicável. Hoje foi a vez de formigas. Saem em carreirinho do meu quarto em direcção à cozinha. Destas eu não tenho medo mas também não as quero aqui. Irra que isto é coisa de me tirar do sério.

O karma é um brincalhão

Pelo menos comigo dá-me sempre a volta. Se funciona ou não, nunca saberei. Mas nos entretantos vou ser a melhor pessoa possivel, não vá ele me passar a rasteira e depois fico a afundar na minha própria merd@. Visto isto, vamos lá animar que a semana já vai a meio e o fim de semana está a chegar :)

É qualquer coisa assim

Não me apetece que seja segunda feira. E só de pensar que podia estar de férias ainda fica a apetecer-me menos. Enfim, pensamento positivo. Já só faltam mais 4 dias para a semana acabar :)

Meu querido mês de Agosto!

Este mês tem sido de uma loucura sem fim. Inicialmente foram as férias que não me deram sossego nenhum e que foi sempre de um lado para o outro. Agora, já com vontade de ter mais férias, ando para aqui numa correria desenfreada e sem tempo para nada. Pelo menos para aceder a internet e afins. Todos os dias passo aqui e leio isto ou aquilo mas é a correr e nem dá tempo de escrever grande coisa. E eu gostava mesmo de mudar isso. Gostava de voltar e montar arraiais novamente por este blog, pois afinal esta é a minha casa. Esperam-se tempos mais calmos ou pelo menos uma melhor divisão de tempo.

Banda Sonora 12#

Sensações

É tão bom acordar com o coração a palpitar e olhar para o telemóvel e ter aquela sms logo assim tão desejada. É um sorriso que não se tira da cara. O problema é que quanto maior é o salto, maior é a queda.  Tenho uma queda para situações em que fico a perder que até me aborrece. Mas não há-de ser nada a que não esteja já habituada.  A parte compensatória disto tudo é saber que ajudei alguém a sair do buraco se bem que me empurro um pouco mais a mim. Não podemos ganhar os dois, mas que haja um de nós que ganhe :)

Do últmo dia de férias

Demasiado vento, uma tarde de praia que virou tarde de piscina porque estávamos fartos de comer areia. Tostas mistas com compal de laranja e manga. Concerto na praia vestida dos pés à cabeça com o vento frio e por fim, comprar um romance de faca e alguidar para ajudar uma associação de animais. Adoro livros em segunda mão, já com as folhas amarelas da velhice e com tanto por contar. Sinto-me bem :)

Do blog

Há muito que deixou de fazer sentido escrever. Perdi a vontade de partilhar o que me apetecia por não querer que saibam isto ou aquilo de mim, porque fulano ou beltrano vai ler e tirar as suas conclusões por mim. Apesar de todos os dia me apetecer escrever sem fim, partilhar coisas boas ou más, de ler e comentar o que todos vós partilham fui-me deixando estar aqui sossegadita no meu lugar e deixando a banda a passar, que é como que diz, vou assistindo ao espectáculo dos fundos sem me pronunciar. Isso vai mudar, apetece-me partilhar as minhas coisas, apetece-me viver. Por isso, voltei e hoje há festa. Concerto de amigos, crepes e gelados e uma bela tarde de praia. Divirtam-se por aí que eu vou pavonear as minhas banhas ali para a praia dos ricos :)

Da falta de sal ou da abundância do mesmo

A minha vida anda demasiado estagnada. Férias tem sido simplesmente praia todos os dias desde que acordo até à noite. Carradas de protector no lombo e mesmo assim não me escapei do nariz à Batatinha, bolas de berlim para a engorda, litros de água digeridos e álcool nem uma gota. A modos que é isto, boa vida ao estilo típico do Algarve.

Modo: FÉRIAS :)

Sei que não faço nada de novo, nunca vou a lugar algum, fico sempre no mesmo lugar...mas para quê mais, férias no Algarve todo o ano e com direito a tudo o que isso tem de mal...vou só ali dar um mergulho e já volto. Este ano não há meio de a água aquecer...
Não consigo abrir nenhum vídeo do you tube, dá erro e para voltar a tentar outra vez mais tarde. Já andamos nisto há 2 dias. É só comigo ou com vocês também está a acontecer?

Banda Sonora #11

Esta música mexe com o mais intimo do meu ser. Acabo sempre por chorar que nem uma Madalena arrependida e o pior é que oiço em modo repeat sem conseguir parar. E as insónias que não me largam. Preciso desesperadamente de dormir!

As voltas da vida

No outro dia li uma reportagem numa revista que acompanha do Diário de noticias sobre casais que acabaram casamentos e relações supostamente estáveis por causa do facebook. Na altura fiquei confusa, como é que as pessoas se deixam levar por estas coisas.  No entanto, há pouco tempo um ex namorico de infância descobriu-me no facebook e de vez em quando vamos comentando e gostando das coisas um do outro e falando sobre isto ou aquilo, vamos ali mantendo um género de amizade. Obviamente que não estou a meter-me no meio de uma relação (pois ele já é mesmo divorciado), mas admito que me faz alguma, para não dizer muita, confusão esta amizade. Passámos anos sem nos falarmos, sem nos lembrarmos um do outro. Seguimos a nossa vida e cada qual vive à sua maneira, não há aqui nada mas que é meio esquisito andar a remexer no passado é.

Olha que bom!!

Faro está a evoluir e eu aprecio muito isso. As bandas são muito banais, mas eu não vou faltar e desta vez vou mesmo sozinha se ninguém quiser ir :)


Vicios!!!

Voltei ao meu vicio primário e nomeadamente mais saudável, ler. Sou daquelas pessoas de fases, há alturas em que leio tudo o que me aparece à frente, outras, em que ando a arrastar uma livro durante décadas.  A maior parte das vezes tem a ver com o facto de não estar a gostar da leitura e de não me cativar.
Mas há umas duas semanas para cá, encostei o Kafka e comecei a devorar outros livros e não paro de ler. Qualquer dia vou começar a vender os livros que não gosto para poder comprar outros que goste, tá dito.

Sábado à noite!

Sessão de cinema caseira com Twilight , pizzas e minis. A sobremesa foi comida durante a tarde, um Llao Llao com bolacha caramelizada, oreo e chocolate branco :).  Depois disso uma volta pela rua dos bares, agora deserta, pois, as pessoas vão atrás dos lugares movimentados pelo Algarve fora, e mais uma mini no bar do costume. Vida boa esta, foi pena tar um vento frio durante a tarde e ter impossibilitado uma bela ida à praia.

Oh meu Algarve!!!

Onde anda aquele Algarve quente e caloroso que tanto conheço?!? Há duas noites que a mantinha e o casaquinho fazem parte do meu outfit da noite...as noites estão geladas e isto não se admite.  Além de tardio, este verão veio ventoso e assim meio esquisito. Gosto do tempo assim, a sério que gosto mas é quando estou enfiada no boteco a trabalhar que aquilo já é quente que se farta. Agora as minhas férias estão aí a chegar e eu quero calor e muito bom tempo para fazer praia todo o santo dia, por isso, oh S. Pedro põe-te lá em modo verão e deixa-te de brincadeiras que já chega né.

É oficial

Já não consigo mais, apelo ao país para parar de me torturar. Parem de passar nas rádios e meios de comunicação a música dos aviões e a outra dos maridos das outras...é que não dá mesmo mais. Se no inicio ouvia e gostava da primeira, da segunda nem tanto, hoje já não suporto nenhuma das duas e é pura tortura.

Esta coisas das redes sociais tem muito que se lhe diga

Apago e bloqueio todas as pessoas do Facebook que comentam e gostam das minhas publicações e depois passam por mim na rua e não me falam. Era só o que me faltava, partilhar a 'minha vida'* com pessoas que apenas querem saber, cuscar e meter o bedelho no que não são chamadas.  Na minha página é tudo muito pessoal e restrito, excepto, às pessoas que realmente faz sentido terem acesso ao que publico.

Ai (suspiro)

Basta ver aquele olhar e aquele sorriso para o mundo desabar a meus pés. O coração já não bate como batia mas ainda bate. Ainda me incomoda. Ainda me afecta.... e já passou tanto tempo!  Obviamente que não fico ali feita parva mas ainda fico meio parva e não queria. Queria ter superado tudo, queria não querer. Mas vou ser forte e seguir a minha vida, ele já seguiu a dele.

O Fogo - aquele sacana sem escrupulos que varre tudo o que se mete no seu caminho

Acho de depois deste incêndio não restam muitos espaços verdes neste meu Algarve. Felizmente a casa da minha irmã e mais umas quantas ali da zona estão fora de perigo, mas estão outras tantas em perigo e outras que não foi possível salvar. Os esforços dos bombeiros são enormes. Podemos dizer que são mesmo heróicos e imparáveis. Apesar de nas noticias dizerem que não há bombeiros aqui e acolá, pelo que tenho lido também nunca houve tanto bombeiro num incêndio só. Eles não conseguem fazer melhor mas acredito que fazem tudo o que lhes é possível e impossível.  Durante o dia houve mil pedidos para lhes levarem comidas e bebidas e pelo que sei houve muitos donativos. Houve inúmeros voluntários para lhes distribuir os bens.  Isto só diz uma coisa da nossa população, independentemente de tudo, nós damos as mãos e fazemos tudo uns pelos outros. Que mais posso dizer, Um obrigado a todos aqueles que põem a sua vida em risco para salvar os outros e os seus bens, a todos aqueles que ajudam das mais…

A coisa está feia para estes lados

O pânico é geral. Não parece de todo aquele paraíso a que estamos habituados. São brás de Alportel está em alerta amarelo, a casa da minha irmã está mal situada, pois está pertinho das chamas que por sinal (diz ela, que não é entendida na matéria) estão mais calmas e só rezamos para que o vento não levante e não mude de direcção. Ela conhece pessoas que perderam tudo durante a noite. É demasiado triste e horrivel. Neste momento só nos resta rezar a um Deus para que nos ajude e para que os bombeiros (abençoados senhores) consigam fazer o milagre de controlar a coisa. Já se houve por aí que presidentes apelam a que seja considerada calamidade pública. O que pergunto é: como é que há pessoas que sentem prazer nisto? Como conseguem pegar fogo ao que quer que seja e virar as costas sem pensar nas consequências? O que ganham com a desgraça dos outros? Há pessoas mesmo más, crueis e insensiveis e não me venham dizer que são pessoas com problemas psicológicos e tretas dessas porque hoje não é …

Um final de dia de praia

Arruinado pelo incêndio na serra Algarvia. Apesar da distância e dos quilómetros de distância a nuvem de fumo e as cinzas chegaram à praia de Faro. Sinto um aperto no coração sempre que isto acontece. Acho simplesmente horrível, já tive a infelicidade de ver um de perto com o pânico, a loucura, a tristeza e a perda. São sentimentos devastadores.

O que se vê no céu é fumo e não nuvens. Dava a sensação que o sol já se estava a pôr quando ainda tínhamos umas horas de sol pela frente.

Uma sombra de verão

Não há nada melhor que uma bela sombra de uma árvore, para se estender uma manta ou toalha, fazer um pic nic, estar em contacto com a natureza e descansar. Sabe tão bem!

Pior que danada

Esta semana o meu disco rigido externo decidiu dar de si. Logo no momento em que me apercebi que o camelo não ligava o meu coração parou de bater mas depois lembrei-me que o da minha irmã é igual ao meu e que podia ser dos cabos. Antes de cortar os pulsos por ter perdido montes de coisas lá experimentei com os cabos dela e pimba, acertei. É quase como se me fosse dada uma segunda oportunidade. Agora é copiar as coisas mais importantes, nomeadamente, fotografias e trabalhos dos tempos de universidade e outros que tais, e ir com ele para a garantia. Sou uma pessoa com sorte, não sou?

O melhor pequeno almoço do mundo!

Café com leite fresquinho e uma bela torrada com manteiga!!! e lá se foi a dieta...

Das novelas

Não sou muito dada a novelas. Normalmente canso-me a meio, mas desde que começou a Dancin Days que me esforço para ver. Infelizmente dá cedo demais para mim, mas quando posso lá me colo à tv para ver. Não preciso de ver diariamente para perceber e obviamente que as revistas cor de rosa também ajudam a não haver o factor surpresa. No sábado até me preparei para ficar a noite toda no sofá a ver os episódios da semana que repetiram para aí nas primeiras semanas...mas o que era bom acabou-se e fiquei sem novela ao sábado.

Os meus óculos de sol

São os óculos que 'comprei' num dos leilões das me7ades pelo facebook :) Adoro-os!

Da vida!

Todos nós temos fases menos boas. Vivemos de acordo com as nossas expectativas e sonhos e ou nos acomodamos ou procuramos mais e quiçá melhor. Acho que há anos que procuro algo melhor. Sinceramente, nunca o fiz com grande força e desejo. Era mais do género, se acontecer acontece. Agora, hoje, ontem e quiçá amanhã sinto que desperdicei tantas e boas oportunidades só pelo receio da novidade, do novo, da descoberta. Sinto que podia ter feito mais e melhor, bastava acreditar bem mais nas minhas capacidades e em mim. Acho que não me dava o valor suficiente. Acho que andava ao sabor do que os outros queriam para mim. Acho que até hoje só houve uma coisa que desisti a meio da sua concretização e cá me cheira que no final do verão vou voltar à carga e acabar o que desisti. Esta pessoa que desiste e vive aos empurrões não posso ser eu. Eu mereço mais e muito melhor. Por isso, oficialmente, estou a lutar por algo melhor e que vá de encontro à pessoa que sinto que sou :)

Depois da tempestade vem sempre a bonança

Pelo menos prefiro acreditar que sim.  Estes últimos tempos foram meio complicados. Houve acontecimentos muito bons e alegres, houve muita preocupação e momentos piores. Mas o fim reserva sempre algo bom. Hoje que a minha mana regressou a casa, com um pé partido e depois de estar longe e de nos preocupar sem intenção não é que recebo uma prenda muito boa. Houve alguém demasiado cruel que abandonou um cãozinho muito pequenino numa berma de uma estrada demasiado movimentada e em que os carros passam sempre a grandes velocidades, mas fez esse acto de crueldade no momento certo, pois, eu estava a passar e recolhi-o. Agora está ali no meu quintal, com o dono do território às turras com ele, mas uma coisa é certa, mimos e comida nunca lhe faltarão :)

Um outfit de verão

Algo assim do género e fico feliz. Um calçoes mais pelo joelho, uma mala mais desportiva e sem brincos. Perfeito. Imagem foi retirada do google images, não sei de quem é a autoria mas foi o outfit mais próximo do que posso usar nos meus dias de folga e com o qual mais me identifiquei :)

Uma fruta de Verão

Adoro todas as frutas de verão, cerejas, morangos, melão, pêssegos, necterinas, enfim, uma boa salada de frutas é fantástico. Mas a minha preferida sem dúvida alguma é a melancia. Sabe tão bem!!