domingo, 16 de dezembro de 2012

Nunca sei o que hei-de fazer. Não sei se faço bem ou mal, se devo fazer mais ou menos. Se exagero ou se faço por menos. Simplesmente já não sei. Já passou tanto tempo que não sei como se faz. Neste momento sinto que estou a deixar fugir todas as minhas oportunidades e sei que nada ou muito pouco posso fazer. Sinceramente não sei mas também não posso esperar que ele faça tudo...

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Às vezes é preciso parar um bocado. Pôr um stop em algo que não está bem. Aliviar os nossos ombros e seguir em frente. Ainda não sei para que lado vou seguir, ainda não sei o que fazer mas ficar aqui não faz sentido. Há que alargar horizontes, fazer coisas novas, conhecer novos lugares, viver novas experiências. Infelizmente a situação condicionadora que a crise faz nas nossas vidas não permite dar os passos com a rapidez desejada ma vou a passos pequenos. Sei que um dia chegarei a qualquer lado.

sábado, 1 de dezembro de 2012

Desde 1982 e troca o passo a desmitificar mitos

Quem disse que quando se bate com a cabeça se vê estrelas é mentira. Posso aqui garantir que quando se bate com a cabeça em algum lugar com toda a força pode deixar de ver momentaneamente, pode ver assim meio desfocado mas nunca em hipótese alguma vê estrelas. Isso posso eu, Gaja Maria, garantir.