Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Agosto, 2012

E também tenho de falar disto aqui, pois está claro!

A sra Margariada Rebelo Pinto resolveu que podia dizer as bacoradas que lhe apetecia e que ninguém se importaria. Eu até a entendo, olha eu aqui a escrever o que me apetece e sem pensar nos outros, mas pronto, eu sou só uma gaja sem nada de útil para fazer ao que ela é uma escritora e que depende das vendas dos seus deprimentes livros para viver (espero bem que tenha outras fontes de rendimento, pois gordinha alguma devia lhe encher mais os bolsos). Eu, que tanto me identifiquei com o que ela escreveu só tenho a dizer que eu pertenço às gordinhas sim, sou daquelas gajas que é bem capaz de fazer xixi atrás de um carro, que diz palavrões e que faz aquele rol de coisas só possiveis às gordinhas. No entanto, também sou mulher e além de gordinha também tenho gajos interessados em mim e que me querem saltar pra cima equejá consegui emagrecer uns quantos kilos e atrelar uma depressão aos kilos perdidos. Já bati no fundo do poço por perder o raio dos kilos tão indesejados mas consegui-me ergue…

O problema de morar num res do chão com quintal

Já me apareceram dos mais variados animais (por norma não simpatizo com eles) dentro da minha casa. Não os convido a entrar mas basta uma distracção e pimba, já cá estão. Depois é ver-me aos gritos pela casa porque da maior parte deles tenho assim um medo inexplicável. Hoje foi a vez de formigas. Saem em carreirinho do meu quarto em direcção à cozinha. Destas eu não tenho medo mas também não as quero aqui. Irra que isto é coisa de me tirar do sério.

O karma é um brincalhão

Pelo menos comigo dá-me sempre a volta. Se funciona ou não, nunca saberei. Mas nos entretantos vou ser a melhor pessoa possivel, não vá ele me passar a rasteira e depois fico a afundar na minha própria merd@. Visto isto, vamos lá animar que a semana já vai a meio e o fim de semana está a chegar :)

É qualquer coisa assim

Não me apetece que seja segunda feira. E só de pensar que podia estar de férias ainda fica a apetecer-me menos. Enfim, pensamento positivo. Já só faltam mais 4 dias para a semana acabar :)

Meu querido mês de Agosto!

Este mês tem sido de uma loucura sem fim. Inicialmente foram as férias que não me deram sossego nenhum e que foi sempre de um lado para o outro. Agora, já com vontade de ter mais férias, ando para aqui numa correria desenfreada e sem tempo para nada. Pelo menos para aceder a internet e afins. Todos os dias passo aqui e leio isto ou aquilo mas é a correr e nem dá tempo de escrever grande coisa. E eu gostava mesmo de mudar isso. Gostava de voltar e montar arraiais novamente por este blog, pois afinal esta é a minha casa. Esperam-se tempos mais calmos ou pelo menos uma melhor divisão de tempo.

Banda Sonora 12#

Sensações

É tão bom acordar com o coração a palpitar e olhar para o telemóvel e ter aquela sms logo assim tão desejada. É um sorriso que não se tira da cara. O problema é que quanto maior é o salto, maior é a queda.  Tenho uma queda para situações em que fico a perder que até me aborrece. Mas não há-de ser nada a que não esteja já habituada.  A parte compensatória disto tudo é saber que ajudei alguém a sair do buraco se bem que me empurro um pouco mais a mim. Não podemos ganhar os dois, mas que haja um de nós que ganhe :)

Do últmo dia de férias

Demasiado vento, uma tarde de praia que virou tarde de piscina porque estávamos fartos de comer areia. Tostas mistas com compal de laranja e manga. Concerto na praia vestida dos pés à cabeça com o vento frio e por fim, comprar um romance de faca e alguidar para ajudar uma associação de animais. Adoro livros em segunda mão, já com as folhas amarelas da velhice e com tanto por contar. Sinto-me bem :)

Do blog

Há muito que deixou de fazer sentido escrever. Perdi a vontade de partilhar o que me apetecia por não querer que saibam isto ou aquilo de mim, porque fulano ou beltrano vai ler e tirar as suas conclusões por mim. Apesar de todos os dia me apetecer escrever sem fim, partilhar coisas boas ou más, de ler e comentar o que todos vós partilham fui-me deixando estar aqui sossegadita no meu lugar e deixando a banda a passar, que é como que diz, vou assistindo ao espectáculo dos fundos sem me pronunciar. Isso vai mudar, apetece-me partilhar as minhas coisas, apetece-me viver. Por isso, voltei e hoje há festa. Concerto de amigos, crepes e gelados e uma bela tarde de praia. Divirtam-se por aí que eu vou pavonear as minhas banhas ali para a praia dos ricos :)

Da falta de sal ou da abundância do mesmo

A minha vida anda demasiado estagnada. Férias tem sido simplesmente praia todos os dias desde que acordo até à noite. Carradas de protector no lombo e mesmo assim não me escapei do nariz à Batatinha, bolas de berlim para a engorda, litros de água digeridos e álcool nem uma gota. A modos que é isto, boa vida ao estilo típico do Algarve.

Modo: FÉRIAS :)

Sei que não faço nada de novo, nunca vou a lugar algum, fico sempre no mesmo lugar...mas para quê mais, férias no Algarve todo o ano e com direito a tudo o que isso tem de mal...vou só ali dar um mergulho e já volto. Este ano não há meio de a água aquecer...
Não consigo abrir nenhum vídeo do you tube, dá erro e para voltar a tentar outra vez mais tarde. Já andamos nisto há 2 dias. É só comigo ou com vocês também está a acontecer?

Banda Sonora #11

Esta música mexe com o mais intimo do meu ser. Acabo sempre por chorar que nem uma Madalena arrependida e o pior é que oiço em modo repeat sem conseguir parar. E as insónias que não me largam. Preciso desesperadamente de dormir!

As voltas da vida

No outro dia li uma reportagem numa revista que acompanha do Diário de noticias sobre casais que acabaram casamentos e relações supostamente estáveis por causa do facebook. Na altura fiquei confusa, como é que as pessoas se deixam levar por estas coisas.  No entanto, há pouco tempo um ex namorico de infância descobriu-me no facebook e de vez em quando vamos comentando e gostando das coisas um do outro e falando sobre isto ou aquilo, vamos ali mantendo um género de amizade. Obviamente que não estou a meter-me no meio de uma relação (pois ele já é mesmo divorciado), mas admito que me faz alguma, para não dizer muita, confusão esta amizade. Passámos anos sem nos falarmos, sem nos lembrarmos um do outro. Seguimos a nossa vida e cada qual vive à sua maneira, não há aqui nada mas que é meio esquisito andar a remexer no passado é.