Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Julho, 2011

Dar tempo ao tempo

Como é que posso ficar chateada com uma pessoa, porque este tomou a decisão correcta para consigo próprio, lesando-me a mim. Obviamente que não posso ficar chateada.  Mas custa um bocado, só um bocadinho. Já me disseram várias vezes, já o disse várias vezes, o tempo cura tudo.

Da estupidez de algumas pessoas...

Na vida já me deparei com todo o tipo de pessoas. Aquelas que realmente valem a pena são as que menos falo aqui. São as minhas pessoas. Todos temos as nossas pessoas e eu tenho as minhas. E cá me parece que são as melhores. Mas depois há as outras pessoas, aquelas que realmente me fazem dar valor às minhas pessoas. Há um tempo tive um problema com um amigo e a desejo/vontade dele deixamos de nos falar. Já de si estas coisas do não me falas mais não lembram nem ao menino Jesus. Então hoje somos amigos, amanhã já não somos?!? Acredito que as pessoas se podem afastar e se podem chatear, mas o verdadeiro sentido da amizade é tudo isso ser ultrapassado porque de outra forma não é amizade. Voltando ao meu amigo, quando nos deixamos de falar ouve outras pessoas que se aproximaram muito de mim. Obviamente nem percebi o motivo e claro que como gosto de me dar bem com todo o mundo não liguei nem dei importância. Dei-me a conhecer e deixei conhecerem-me.No entanto, passado uns tempo voltei a acert…

Stieg Larsson, e agora?!?

Já conclui a leitura da colecção do Stieg Larsson e pergunto: E agora?!? Quero mais, estes três livros não bastam. Quero continuar a saber da vida de Lisbeth Salander e do Mikael Blomkvist. Quero mais peripécias e casos loucos. Quero mais confusões policiais. Quero mais julgamentos e perseguições. Quero, pelo menos, mais 2 livros. Só de pensar que o dito escritor tinha planeado, pelo menos, mais uns 10 livros, mesmo que não fossem sobre as personagens mencionadas acima, eu iria lê-los todos.  Estes livros, para mim, têm a particularidade de no início serem um pouco confusos e não percebermos o envolvimento na história mas no fim tudo faz sentido. Recomendo a trilogia.

Para mim não faz qualquer sentido...

...deitar-me tardíssimo no verão. Sou daquelas pessoas que gosta de aproveitar todos os minutos de um grande e belo dia de Verão. Nesta estação não sou dada a noitadas, a bebedeiras e coisas dessas. Mas adoro acordar mais cedo que o costume e aproveitar os bons dias de sol e calor.Não quer dizer que não o faça mas custa-me muito ficar na cama até às tantas no dia a seguir. No Inverno, por sua vez, já gosto de dormir até mais tarde, sair durante a noite e enfiar-me em bares e discotecas, beber uns copos, etc... em suma, aproveitar a noite. Cheguei à conclusão que sou um bocado esquisita...

A maldição dos 27

As teorias da conspiração continuam em forte:

'O ‘Clube dos 27’, que gerou teorias no universo da pop, começou com Brian Jones, dos Rolling Stones, afogado numa piscina em 1969. Um ano depois, o mago das guitarras Jimi Hendrix engasgou-se no próprio vómito, num hotel londrino, depois de misturar vinho e drogas. Seguiu-se Janis Joplin, também em 1970, que terá sucumbido a uma overdose de heroína. O líder dos The Doors, Jim Morrison, morreu numa banheira em 1971, em Paris, e, em 1994, Kurt Cobain, também viciado em drogas, matou-se com um tiro.'*
 Assim sendo já estava mais que previsto que a jovem cantora britânica também não passaria deste ano. Triste ver um jovem perder a sua vida porque enveredou pelo mundo das drogas e se deixou levar por elas. Uma cantora que deixou marcas no mundo da música. E eu que disse tantas vezes que se ela viesse mesmo ao Sudoeste que faria o esforço para a ir ver...
 *in Correio da manhã online

Estou...

...mesmo muito cansada. A precisar de férias das férias...

Há coisas assim...

Quem já leu os primórdios deste blog sabe que vivi um amor platónico (não foi bem platónico), assim para o impossivel, talvez. Um amor não correspondido durante muito tempo...no fundo, acho que ainda não o esqueci totalmente mas já lá vai. Hoje fiquei a saber que esse meu amor/paixão que supostamente era um gajo super feliz e que tinha a seu lado a suposta mulher da sua vida, já não tem.  Ao invés de ficar feliz com essa revelação, estou triste. Sinto que ele perdeu uma parte dele assim de um momento para o outro porque pelos vistos ela nunca quis estar com ele. Revelação a mais, já sei que dispensam isto. Mas o cerne da questão é mesmo, o que umas não querem e jogam pela janela, outras davam tudo para ter...mundo injusto, este.
Há pessoas que teimam em saber mais da minha vida que eu. Essas mesmas pessoas acham e supõem que percebem mais da minha vida que eu. Essas ditas pessoas aborrecem-me e enervam-me. Por vezes sinto que a minha vida é um livro aberto, todos opinam, põem e dispõem. Isso aborrece. Não sou pessoa de andar a falar de mim a torto e direito. Se uma coisa boa acontece, quem me rodeia, só fica a saber uma quota parte da coisa boa. Se for uma coisa má é igual. Não falo assim tanto sobre mim como as pessoas pensam. Por vezes até sinto que falo tão pouco e o que pensam que sabem são meras suposições e muitas delas erradas.

Não sei não...

Gosto de motas de quase todas as cores e feitios. De preferência gosto de motas de velocidade e de pista. Gosto delas pretas, amarelas, azuis, vermelhas, brancas, laranjas, etc...agora cor de rosa?!? e ainda por cima quando me sai um machão lá de cima...epah achei no mínimo estranho!!

Eu fui, Eu fui

Pela primeira vez na minha humilde vidinha entrei no recinto da concentração. Sempre vi muitas motas na cidade e na praia, em tempos, vi espectáculos na baixa, já tinha chegado aquela espécie de feirinha que eles faziam ao lado mas nunca tinha entrado no recinto. Pelo primeira vez dei-me à loucura de arranjar convite (diga-se de passagem que não é assim tão difícil de arranjar) e lá me aventurei para o recinto. Opah aquilo é um género de festival de verão com a diferença que é só motas por todo o lado. E mais motas e mais motas. Muita cerveja e muita loucura. Tudo boa gente e muito divertida. Gostei, programa a repetir.

Apetece-me...

...tanto, mas tanto comprar um livro. Ainda tinha uns quantos para ler dos que recebi no Natal e no aniversário, mas queria ter o prazer de procurar um livro que me chame a atenção quer pelo design da capa, quer pela sinopse. Desfolhar pela primeira vez, o cheiro a novo...sei lá, pancadas ou assim. Gosto de livros, é isso.

dammit!!! and the kiss doesn't happens

Isto de ter mais tempo livre que o normal, viva as férias no Algarve, tem muito que se lhe diga. É ver filmes atrás de filmes, séries atrás de séries. Afinal tinha um ano de filmes e series atrasadas e agora é só papar tudo ao final do dia. Pois bem, numa destas maratonas lá foi mais uma comédia romântica visionada. Estas comédias já não trazem nada de novo. É sempre alguém que se apaixona e que antes de ficar com o dito cujo passa as passinhas do Algarve, porém, no fim tudo se resolve e o amor leva a sua avante.Na vida real, às vezes, também é assim. umas vezes o amor vence, noutras nem por isso mas nunca deixa de ser o amor...

Coisas boas que passam na Tv

Estou aqui deliciada a ver o Storytellers da Mtv com os No Doubt. Estou deliciada. Já quase não me lembrava deles e logo eu, que gostava tanto deles. Sabe tão bem estar aqui a recordar os antigos sons da juventude. Ah e também já percebi que os fantásticos abdominais que ela tinha já se foram. E ela já se veste como uma senhora grande e deixou aqueles trapinhos todos desportivos para trás. Ah como é bom recordar...

opah, isto há gente para tudo

Eu até percebo que haja gente doida ao ponto de cometer as maiores parvoices e atrocidades para fazer parte do Guiness. Mas para mim há limites para tudo.  Não é que li no site do Correio da Manhã que uma mulher nos Estados Unidos quer engordar até aos quatrocentos e não sei quantos quilos para ser a mulher mais gorda.  A vontade que me dá é de lhe dizer: Oh minha senhora, chega cá há minha beira que eu dou-te os kilos que tenho a mais neste meu corpinho de baleia.  Na minha opinião isto é um absurdo, mas que raio de exemplo.

Pois é...

...sou uma daquelas poucas pessoas que não se deslocou ao Alive, o melhor e maior festival do País. Com grande pena minha, é claro...mas isto não dá para tudo e temos que fazer escolhas. Mas só para que saibam, ouvi grande parte do concerto dos Coldplay na Rádio Comercial, por isso não foi assim tão mau quanto isso.

Banda sonora da noite #1

Há músicas que nos fazem lembrar pessoas que queremos esquecer. Depois há músicas que simplesmente nos fazem lembrar pessoas que queremos esquecer mas que são tipo droga, quanto mais ouvimos mais queremos ouvir. Fiz-me entender?

Aprovado!!!

Não é que deva comer batatas fritas mas não resisti a provar estas e adorei. Não quero é pensar na celulite e na pela casca de laranja...

Aquele sentimento de que tanto oiço falar

Todos os dias oiço falar do amor. Amor para lá, amor para cá. Esse bendito sentimento é uma constante nas nossas vidas. Há pessoas que lhes dão valor, outras nem por isso.  Eu talvez pertença ao grupo do nem por isso, não sei bem. Claro que gosto de várias pessoas que estão há minha volta. Obviamente que amo a minha família, uns mais que outros, mas sem eles é como se faltasse algo. Também amo os meus amigos (as), sem nenhum motivo especial, sendo que todos eles (as) são especiais. Mas amar outra pessoa, a quem seria capaz de dar tudo e fazer tudo, acho que nunca o fiz. Já senti muito carinho, paixão, amizade, um género de amor mais soft, por pessoas que passaram pela minha vida.  Mas amar, amar no sentido lato da palavra, acho que nunca amei. Já gostei muito, mas mesmo muito. Capaz de fazer os maiores sacrifícios e parvoíces que se possa imaginar mas acho que nunca amei verdadeiramente e unicamente alguém.  Sinceramente, também não sei bem se o quero fazer. Vejo tanta boa gente desperdiça…

Ai meu Deus...

Foi nomeada no blog da Miss Crises como blog do mês e fiquei cheia de calores, lol. Isto fez-me sentir importante pah. Agora a sério, são estas pequenas coisas que nos fazem largar um sorriso enorme quando nada nos corre bem. São estas pequenas coisas que faz, desta coisa que dá pelo nome de blogsfera, valer a pena. Obrigado, Miss Crises, foste uma querida e espero realmente que o meu blogue esteja realmente há altura dessa posição. Agora, meus caros leitores, vão lá dar uma vista de olhos e deliciem-se com a querida Miss Crises. Vão ver que vale a pena :)

Banda sonora do dia 6#

I'll be there for you
These five words I swear to you
When you breathe I want to be the air for you
I'll be there for you
I'd live and I'd die for you
I'd steal the sun from the sky for you
Words can't say what love can do
I'll be there for you

Sei...

... que algo não está bem comigo quando me vou deitar às 23h para dormir. Sem ver tv, sem ouvir música e sem ler. Simplesmente deitar, chorar e dormir. De certeza que é tempestade se avizinha no meu mundinho de cristal... Quando penso que tudo se está a encaminhar lá dou mais um tropeção.