Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Julho, 2009
A minha casa (blog) está em obras, ainda não me decidi...pôr fundos e coisas dessas não é para mim, visto que sou um bocado bronca nestas coisas...
Não estranhem se cada dia o blog estiver diferente...

Crónicas de uma gaja que já não fuma #2#

Pois é, já la vão 5 meses e parece que já foi há uma eternidade. Na realidade, são raras as vezes que me apetece um cigarro, quando me apetece logo a seguir fico sem vontade. Eu era daquelas fumadores em que um cigarro me servia de companhia. Tomei grandes decisões na companhia do meu cigarro, mas também fiz muita asneira.
Hoje (à bocado), fui ali a uma esplanada bem fixe, beber um cafezito para pôr a conversa em dia e como é óbvio era só pessoal a fumar. Não tenho nada contra que o façam, só gostava era que não me deitassem o fumo para cima.
Agora a parte engraçada é que quando fumava nunca pensava nisso, e isto aborrece quem não o faz. É o cheiro que tenho na roupa, no cabelo, na pele...até me doí o nariz. Já no Alive'09 saí de lá enjoada só com o fumo, agora então é: 'cheguem-se para lá e não me deixem este cheiro em cima'.
O mais 'engraçado' (entre aspas, não tem piada nenhuma) é quando penso: mas eu cheirava assim???...desculpem-me se ficarem ofendidos...mas a re…

A Gaja e os barcos...

Estes barcos não são os relatados no post...mas bem que podiam ser...pelo menos estes têm remos...

Pois é, aqui a Gaja não simpatiza nada com barcos, independentemente do seu tamanho. Não sei explicar bem o porquê, deve estar relacionado com o Titanic, só pode.
Porém, quando chega a época balnear sou sempre tentada a ir para praias em que só se chega lá de barco (por aqui há umas quantas), e claro, nunca digo que não. Durante o tempo em que estou dentro do barco penso em tudo menos, onde estou, na água à minha volta e no que está dentro dela.
Explico melhor, não gosto de barcos porque, aquela coisa de estar simplesmente no meio de água assusta-me (mas eu sei nadar), muita água à minha volta com peixinhos lá dentro também não faz com que simpatize muito. Há aquele sentimento de que não tenho liberdade, nem mobilidade, ou seja, estou limitada. Se me sinto limitada entro em pânico. Há também há aquela questão dos coletes salva vidas com a identificação do barco, com apitos e tal, mas se …

Alguém quer ir???

Alguém quer ir ver esta menina (digo menina, porque ela ainda é novinha, mas tem cá uma voz), é que ela vem dar um concerto por aqui (Loulé) e ninguém quer ir :(, eu devo ter uns gostos mesmo muito maus, nunca ninguém quer ver o mesmo que eu.

A sombra do vento #2#

O livro até é bem interessante, acho que é desta que vou a Barcelona (ai eu quero tanto ir, mas quando posso nunca tenho companhia).

Bem cá vai a citação do dia:

'Alguém disse uma vez que no momento em que paramos de pensar se gostamos de alguém, já deixamos de gostar dessa pessoa para sempre.'


Pag. 189

Esta é bem mais bonita que a outra citação.

No meu tempo...

...era assim qualquer coisa do género: Kite Kite vem me buscar!!!




Agora é mais : This is my ride!!!




Isto está giro está...

Só para esclarecer, não acho piada nenhuma aos gajos, mas achei engraçado as diferenças.

Consegui!!!

Sempre consegui comprar a fantástica trotinete do Homem Aranha...quem é a melhor tia do mundo, que é???Quem é???
O mais engraçado foi ele dizer que estava avariada porque não andava sozinha...

Sim, eu sei

Perguntam-me vocês como é que eu passo de uma música como 'Return to Innocence' dos Enigma para João Pedro Pais, pois é fácil (podem até questionar o meu gosto) mas desde que ele apareceu que eu curto. Nunca lhe achei piada como homem , mas curto as músicas dele nem sei porquê.
Admito, tenho os cds todos originais...gostos não se discutem...nem se lamentam.

Também chove por aqui!

Já sei que me estou a tornar repetitiva, pois alguns dos blogs que leio falam do tempo...mas eu pensava que só lá para cima (entenda-se cima por norte e centro) é que estava um tempo de porcaria, e não é que ao sair do trabalho à bocadinho vejo que aqui também está a chover. Amanhã eu queria tanto ir para a praia :(.
Eu até gosto muito de chuva e do cheiro que a terra emana nestes dias, mas o que eu preciso mesmo é de um sol forte e um bom dia de praia para levantar os ânimos que a coisa não está nada fácil.

Porque raio implico tanto com as mãos???

Tenho que admitir, as mãos são o meu fetiche. Independentemente do que o gajo for ou disser, as mãos são o ponto fulcral. Não gosto de mãos efeminadas, nem de mãos de homem (por isto quero dizer cheias de calos, pele extra seca, unhas sujas, unha do dedo pequenino grande, ou seja, aquele conceito do tipo homem que é homem não liga a essas coisas), gosto delas simplesmente normais. Agora o que considero normal é que é complicado...nem tenho palavras para explicar. Mas vou tentar...são aquelas mãos que não são demasiado gentis/brutas, com um toque sensível, unhas curtinhas e limpas, pele assim para o hidratado, que costumam andar limpinhas, que são fofinhas, que dão vontade de dar a mão, de tocar, entre outras coisas (é difícil explicar, mas vocês perceberam).

Mas agora podem perguntar, porque raio me fui eu lembrar disto, é simples. Ao contrário do que podem pensar não encontrei as mãos da minha vida, mas sim comecei a reparar que alguns gajos não ligam nada a isso. Pior ainda é que con…

Momento What The Fuck!!!!!!

Someone explain me!!!
Por alma de quem, é que alguém me liga às 4 e tal da manha só por ligar...epá é que se fosse algo urgente ou importante, ou alguém que eu conhecesse ainda era aquela (ficava irada e tal), depois passa...mas assim...

Assim para lavar a vista...

Não é lindo de morrer mas é giro...ai e eu que não gosto nada de barbas, mas esta fica-lhe a matar.

A Sombra do Vento

Até estou a gostar do livro, mas não sei explicar esta minha demora em lê-lo. Normalmente leio um livro por semana, mas este já está na mesa de cabeceira há um mês, sempre que lhe pego leio como se não houvesse amanha, mas depois fica ali parado muito tempo...

Então cá vai:

'Nunca confies em ninguém, (...), especialmente nas pessoas que admiras. São essas que te cravarão as maiores punhaladas.'

Pag. 32 CCarlos Ruiz Zafón

Bonito isso né...
As coisas não estão a correr lá muito bem e isso começa a notar-se na minha impaciência. Estou a ficar farta de determinadas situações, mas a boa educação que os meus paizinhos me deram, faz com que eu vá esperando por dias melhores, que me aguente. Até onde aguentarei não sei, o mais provável é ir parar ao Júlio de Matos antes do final do Verão. Sei que o melhor era falar com as pessoas em questão e resolver as coisas, mas também sei que com o meu feitio acabaria por fazer asneira, talvez até não me arrepende-se do que faria, mas que passaria um mau bocado lá isso passava.
Às vezes pergunto-me porque me deixei agarrar a isto, o porquê de tanto comodismo. O que é que eu fiz ao meu espírito aventureiro...quer dizer, quero fazer muitas coisas (algumas delas até nem sei se serei capaz) e não sou capaz de virar as costas a isto..OH GOD, o que é feito daquela gaja que se perdeu ao longo desta transição da adolescência para a fase adulta? Cada vez tenho mais a certeza que as aparências ilud…

W's Chelsea

São lindas, lindas, lindas...digam lá que eu não tenho bom gosto?!?...qual sandálias, sapatos com salto agulha ou cunha...

Mais uma concentração...

Como eu tenho sonhos pequeninos, este era o meu ;)

A capital do motociclismo está em alta com mais uma concentração a decorrer aos mais altos níveis (dizem por aí que o cartaz está bem fixe [como se isso interessasse])...
Desde pequenina que conheço a cidade parar neste dias, vive-se de diversão, convívio, boa organização, música, praia e muito álcool (dizem os entendidos na matéria), porém cada vez mais o espaço para os motociclistas está mais apertado.
Ao longo desta semana têm sido sucessivas operações stop para controlar o álcool, a falta de documentos entre outras, para os motociclistas.
Para variar só um pouco eu nem vou para aqueles lados. A praia está praticamente interdita a quem não vai à concentração ou a quem não é morador.
Também não tenho muita pena, pois apesar de gostar muito de motos dispenso a confusão, a cerveja, e a miss t shirt molhada (aquilo que a maioria aprecia).
Tenho pena sim que já não façam a exposição que faziam antes na baixa, mas também não devem faltar lá m…

Gary Dourdan

E porque precisava alegrar os meus dias, também porque ontem antes de me deitar vi o CSI e porque adoro este gajo. Tem qualquer coisa, acho que é sexy e depois tem aquele ar de bad boy e tal...simplesmente adoro (dispensava aquela pancada que ele tem por drogas, jogo e meninas de rua, mas enfim, estrela é estrela e pode-se dar a estes luxos).


P.S.-Não tem nada a ver com o post abaixo, é pura coincidência.

Tamanho!!! interessa ou não???

Às pessoas mais pudicas, façam o favor de ignorar este post, voltem amanha. Estará cá uma coisa assim menos sexual e mais aparvalhada (nem sei se é possível coisas menos aparvalhadas neste blog, mas enfim).


Há já algum tempo que não escrevia assim mais qualquer coisa sobre sexo, e como disse que falaria de sexo, vou abordar uma temática assim um pouco discutível.
Bora lá, isto começou porque na Cosmopolitan de Agosto (a minha bíblia, ou qualquer coisa assim do género. Compro todos os meses mas nunca leio tudo ao pormenor, ou melhor, nem sei porque compro. Coisa de gaja.), na pág. 71 (versão pequena, não sei se na grande a página é outra), artigo: 'Serei Boa na cama?', tem assim um quadradinho a dizer: ''Um pénis erecto tem cerca de 3.8cm de diâmetro. Já a vagina ronda os 3.3cm. O homem será sempre um tamanho superior ao seu!''


Agora digam-me vocês, o tamanho conta ou não? é porque o que está descrito naquele excerto pequenino da revista é o diâmetro do pénis, não …

Rock One 09

dia 5 lá estarei se tudo correr bem...eheheh

E se alguém quiser ir que avise, porque se forem 4 a comprar o bilhete sai bem mais barato...

Histórias cor de rosa

A proposta, nova comédia romântica em que contamos com a presença da Sandra Bullock e do Ryan Reynolds. Este rapaz tem qualquer coisa, ainda não percebi bem o quê, se são aqueles olhos de sofredor ou aquela cara banal, mas que tem qualquer coisa, lá isso tem. Por seu lado, a Sandra, ou é impressão minha ou pôs qualquer coisa nos lábios...parecem bem maiores.
Bem, ontem lá fomos (só gajas, mas havia muitos gajos a ver também) ver este filme (mais uma história cor de rosa). E não é que além daquela parte toda melosa, me fartei de rir. Normalmente as comédias românticas são demasiado românticas, mas esta está bem engraçada...claro, que também tem aquela parte melosa, mas tolera-se bem...
Recomendo a quem quiser rir durante um bom bocado, pois vale a pena...

Hoje quero ter um dia assim...

com muita areia e agua fria para molhar os pés...;)




Faz assim muito mal, ir numa rua em que supostamente só podem passar veículos autorizados? E quando, nessa rua há uma esquadra em que a sra policia fica assim a olhar para mim com cara de poucos amigos, também faz mal?

Onde me dá sono...

Sempre adorei dormir, mas antes tinha muitos problemas em me deixar de dormir em lugares que não fossem a minha caminha. Mas cá ficam os 3 lugares mais engraçados onde me deixei dormir...

No ginásio - depois de uma aula estafante, fizemos um pouco de relaxamento...deitar no chão apagar as luzes e deixar-mo-nos levar...só acordei quando estavam todos a sair da sala.A fazer a depilação - a minha esteticista pediu-me delicadamente para eu abrir os olhos porque tinha de me virar... supostamente aquilo deve doer...À porta de um bar - mas não foi tipo mendigo, sentei-me num canteiro de flores e debrucei a cabeça e deixei-me dormir. Acordei para fazer algo que é melhor não dizer (depois de muitos copos e muitas misturas), mas isto já aconteceu há algum tempo...a sorte é que tinha uma amiga comigo...ai o que ela aguentou.

Teoria do gajo...(não de todos mas de alguns)

Não estou a generalizar nem nada que se pareça, mas que tive algumas conversas para chegar a esta conclusão, lá isso tive. Além de conversas tive discussões acesas com alguns dos meus amigos (no fim ficou tudo bem como é óbvio, mas discutir pontos de vista diferentes e com uns copos dá nisto).
Então cá vamos, a teoria do gajo baseia-se...se já fui para a cama com uma gaja, ela não serve para namorada. Namorada para ser apresentada aos amigos e à família é daquelas que só vão para a cama depois de, pelo menos, um mês de namoro e que obrigatoriamente tem de haver um pedido..do tipo...conhecem uma rapariga, saem, divertem-se, vão ao cinema e num daqueles ambientes românticos (jantar à luz das velas) salta um: 'Queres namorar comigo?'.
Agora, eu pensava que essa coisa do pedir em namoro já não se usava (ou pelo menos desde os 16anos que não me pedem em namoro), pois os meus ex namorados não me pediram em namoro, a coisa simplesmente aconteceu...e sexo? para ser uma rapariga séria só…
Eu disse que era só naquele dia, hoje já me passou (como quem diz que não quero pensar nisso) porque sinto que tentei, que fiz tudo o que podia fazer e que nada deu em nada. Na realidade não fiz nada do que devia, fiz sempre tudo ao contrário (mas qual é o meu problema???psicologos por aí???ajudem-me) que raio de gene fui eu herdar que só faço merda, faço sempre tudo ao contrário...
Mas isso deve ser a minha piada (ou então não), enfim hoje não quero pensar nisso.
Mas para não falar nisso, tenho que falar em coisas que me aborrecem mesmo...eu curtia mesmo saber o que os outros (vá, não era todos, só alguns, ou mais concretamente só um) pensam...há pessoas que me confundem tanto que parece (não parece, é mesmo) que não sei o que fazer e depois faço o quê??? asneiras e só complico tudo...um conselho aos homens (não é que tenham pedido): não compliquem as coisas, sejam assim mais decididos...as mulheres não têm bola de cristal para adivinhar o que vos vai na cabecinha.
Ok, mas nada disto in…
Há coisas que nos partem o coração (ou o que resta dele). Por vezes não pensamos na forma como agimos, no que dizemos ou mesmo no que fazemos e o quanto isso pode magoar alguém. Não há nada pior do que pensarmos que conhecemos alguém e num determinado momento percebermos que afinal essa pessoa não é bem aquilo que pensávamos (mais concretamente o que imaginávamos). As vezes, por gostarmos de alguém, idealizamos a pessoa da maneira que gostaríamos que ela fosse e pimba...um dia percebemos que não era bem assim e parece que o mundo treme (mas é só o nosso). Hoje, mas só hoje (porque amanha já volto a cair) tenho noção que me deixei levar por algo que não existe nem nunca existiu, agarrei-me a palavras que foram ditas ao vento e que vieram cair à minha porta...resumindo iludi-me. Preciso de sair daqui, é o único caminho a seguir, a viagem que me espera para o outro lado do mundo. E a vontade, onde está? Ás vezes pergunto-me porque há decisões tão difíceis de tomar e porque as vou adiando…

Sobrevivi

Só para que conste escrito em algum lugar, para todos saberem o quanto distraída e despistada sou...no outro dia em arrumações ia jogando fora o meu bilhete para o Alive'09. O meu coração parou...juro.
Podem-se perguntar o que faço eu a escrever a esta hora...(ainda não enlouqueci) apenas acordei para ir para a formação e enfim...foi cedo demais. Agora já percebi porque é que me levanto tão cedo...não é por demorar muito tempo a despachar-me, mas sim para fazer muitas coisas úteis na net (tal como postar uma coisa parva...lol).
Vou contar a minha breve aventura na caixa de um hipermercado desses que tem montes de spots publicitários que passam na tv ao longo o dia e da noite a dizer que alguém é rato ou macaco...já estão a ver né. Pois é, a minha aventura começa quando, na mania das minhas pressas vou aquelas caixas rápidas (só para me despachar mais rápido) em que somos nós que passamos os artigos...não é que eu levasse algo de urgente...apenas um livro, um filme, um gelado e outra coisa qualquer... Resumindo começo a tentar passar aquilo e nada, não havia aquele som irritante do pi...como eu não consigo, a minha sobrinha começa a tentar e não é que ela conseguiu passar tudo. Enfim,…

Viva a Confusão...

Quando chegamos aquele momento em que de tanto sabermos o que queremos já não sabemos nada do que queremos ou fazemos? É que eu cheguei a esse ponto, todas as certezas que tinha não passam de incertezas e de pontos de interrogação na minha vida. Não é que não saiba onde estou ou o que quero... ok, na realidade não sei mesmo, acho que estou um bocado confusa. É um querer de não querer, é um desejar indesejado; é uma vontade sem vontade...enfim nem me estou a reconhecer.
É urgente encontrar-me.
É urgente saber o meu papel neste mundo.