segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

And the oscars goes to... (eu também tinha de ter um post com um título assim)


Eu juro que tentei, a sério que tentei mas não consegui. Cheguei a casa do trabalho, tomei um duche e alampei-me no sofá com a merenda para ver os óscares. Pimba, lá para as 3h da madrugada já dormia como um anjinho. Os prémios mais importantes não vi, pesquisei na net. Mas pelas criticas que ouvi de alguns filmes não sei não... Agora só me resta continuar a ver os filmes nomeados e premiados e tirar as minhas próprias conclusões.

A segunda escolha:

Esta foi a segunda escolha das prendinhas de aniversário. A escolha está a ser aleatória e por incrível que pareça estou a deixar os que mais queria para o fim... Gosto da escrita de Jodi Picoult, não é à toa que um dos meus livros favoritos é desta autora. Os livros dela tocam-me sempre muito, são demasiados reais. Como costumo dizer são de uma leitura pesada. Agora por acaso apetecia-me algo leve, fácil de ler e que não sobrecarregasse a minha carga emocional mas foi este que calhou... 

 
 'Jacob Hunter é um adolescente: brilhante a Matemática, sentido de humor aguçado, extraordinariamente bem organizado, incapaz de seguir as regras sociais. Jacob tem síndrome de Asperger. Está preso no seu próprio mundo – consciente do mundo exterior e querendo relacionar-se com ele. Jacob tenta ser um rapaz como os outros mas não sabe como o conseguir. Quando o seu tutor é encontrado morto, todos os sinais típicos da síndrome de Asperger – não olhar as pessoas nos olhos, movimentos descontrolados, acções inapropriadas – são encarados pela Polícia como sinais de culpa. E a mãe de Jacob tem de fazer a si própria a pergunta mais difícil do mundo: será o filho capaz de matar?'

domingo, 27 de fevereiro de 2011



Tudo o que tem um principio, tem um fim. Nada é eterno. Não parti a cabeça mas parti outras coisas.
Felizmente acredito que cada pessoa que passa na nossa vida tem um papel, um significado e este já estava cumprido por isso é tempo de seguir em frente. E com este tempo quente, com muito sol e a praia aqui ao lado...é sinal que vão ser uns bons dias :)

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Boa noite e até amanhã!

Depois de uma noite em branco, de uma manhã perdida num consultório posso, enfim, dormir. Vai ser uma aventura dormir com este galo na cabeça do tamanho de um limão mas pelo menos já não tenho ninguém a perguntar-me se estou bem de 5 em 5 minutos. Aquela expressão de 'cabeça dura' adequa-se perfeitamente à minha pessoa...
Bem, gostava de vos ler mas por agora é qualquer coisa como: Boa noite e até amanhã!

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Banda sonora do dia 2#


Don't let go
Never give up, it's such a wonderful life
Don't let go
Never give up, it's such a wonderful life

Hoje descobri:


Que sou o meu pior inimigo!!
 Sou demasiado teimosa e orgulhosa, posso sofrer e magoar-me, posso até perder tudo o que obtive mas nunca dou o braço a torcer... nunca disse que era um ser humano fácil, pois não?
Agora vou só ali agarrar-me à almofada e aconselhar-me sobre o que é o melhor para mim e decidir o que fazer...mas (in)felizmente acho que já está decidido:'(

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Do respeito

Isto de trabalhar atrás de um balcão tem muito que se lhe diga. Como é que um cliente quer ser respeitado se não se dá ao respeito. Apanha-se de tudo um pouco e por vezes também nós não estamos num bom dia, mas isso não nos dá ao direito de ser antipáticos e rudes. 
Na minha opinião (volto a frisar que é só a minha opinião) não precisamos de sorrir para saber atender, para sermos educados e atenciosos, claro que o sorriso ajuda e fica sempre bem mas nem sempre é possivel sorrir e quando a pessoa do outro lado nos falta ao respeito ainda menos vontade temos de sorrir. 
A realidade é que muitas vezes as pessoas chegam a qualquer estabelecimento e nem um 'Bom dia' dizem e por vezes nós falamos e ignoram-nos totalmente mas depois querem respeito só porque estão do outro lado do balcão...e quando o atendimento é feito pelo telefone então a coisa piora.
Isto não é fácil mas tem de ser, uma pessoa tem de trabalhar e calar quando a vontade é simples, manda-los para aquele lugar que cá sei...

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Epah, aquilo é de loucos

Tenho que deixar aqui escarrapachada a minha admiração pelas meninas que vão se salto alto para o Bairro Alto. É que andar naquela calçada desregulada uma noite toda com um copo na mão e manter o equilíbrio não é para qualquer menina...isto para dizer que no Sábado o Bairro foi nosso (e de mais uma multidão de gente) e não houve pessoa que não reparasse nas Algarvias Marafadas que por  lá andavam...

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

'O céu não é um quadrado de uma manta de retalhos, às vezes atravessado por duas ou três barras negras, outras vezes por arame farpado. O céu é imenso e profundo e capaz de me asfixiar.'

in Um erro inocente, de Dorothy Koomson

É um livro fantástico mas por vezes mostra uma realidade tão cruel. Estou fascinada mas ao mesmo tempo fico em choque por saber que coisas destas podem acontecer na porta ao lado, com familares nossos e podemos nunca vir a descobrir. 
Até que ponto é que o suposto amor nos pode atraiçoar? Até que ponto o primeiro amor pode matar...

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

do ser uma gaja à maneira até às unhas pintadas...

Esta coisa de ser gaja tem muito que se lhe diga... Uma vez que ando com demasiado tempo livre resolvi pintar as unhas, tarefa árdua para uma gaja como eu. Como disse aqui algures (ou não sei se disse), isto de pintar unhas é um real novela na minha vida. Resolvi pintar de um maravilhoso vermelho esquisito que tinha ali para o armário mas isto de ter umas unhas perfeitas e ser dona de casa não combina. Não me venham cá com tangas porque não funciona mesmo. Pintei as unhas (e os dedos) maravilhosamente bem mas dois dias depois e depois de lavar a loiça umas 4 vezes, lavar roupa e arrumar a casa o verniz já saiu quase todo e só tenho uns restos de cor nas unhas. Assim uma coisa demoníaca mas vontade de tirar o que resta também não é muita. Pode ser que esta noite a vontade volte e que volte a pintar as unhacas como deve ser e ser uma gaja à maneira...

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Desafio - igual a ter demasiado tempo livre então não faço mais nada que isto

 Agora dei para responder a estes desafios, cá vai mais um pouco de mim. Desta vez copiei a ideia da Roxanne. Quem quiser pode copiar também, estão à vontade.

. Qual é a primeira coisa que lavas no duche? lavar é o cabelo mas a primeira coisa que molho são os pés
. De que cor é o teu casaco preferido? preto
. Costumas planear o que vais vestir? não, visto o que vier à mão
. Como te sentes AGORA? cheia, estive a beber chá e a comer bolachas com pepitas de chocolate
. Qual é a coisa vermelha mais próxima de ti? o pacote de bolachas
. Qual foi o ultimo sonho que tiveste, que te lembres? sonhei com osgas e acordei em pânico
. Conheceste alguém novo hoje? não
. O que é que desejas? arranjar um trabalho que me ajude a evoluir os meus conhecimentos
. O que te vem à cabeça quando eu digo 'couve'?couve roxa...adoro salada com esta couve
. És sensível? depende do que se considera sensível, não sou daquelas pessoas que chora por tudo e nada mas tenho o meu grau de sensibilidade para situações que realmente exijam sensibilidade de mim
. Alguma vez contaste até 1000?sinceramente não me lembro, talvez quando era pequenina...
. Costumas lamber ou morder o gelado? lamber, porque tenho uns dentes sensíveis
. Gostas do teu cabelo? gostava mais se fosse como o da minha irmã, forte e ondulado mas é fraco e liso
. Gostas de ti? tem dias que sim, outros que não
. Gostas de queijo? ADORO
. O que é que estás a ouvir? a novela como música de ambiente
. Quantos países é que já visitaste? 2
. Os teus pais são severos? nem por isso
. Há alguma coisa brilhante na sala onde estás? nops
. Alguma vez estiveste num castelo? sim, principalmente em visitas de estudo
. Costumas alugar filmes? antes alugava agora sou rica e tenho home cinema e internet em casa por isso não preciso de alugar filmes
. Quem é que se senta atrás de ti na aula de matemática? já lá vão muitos anos mas era a Carla e a Susana
. Alguma vez ligaste a alguém a gozar? tenho a certeza que sim
. Tens uma arma? o taco de beisebol conta?
. Consegues contar de 74 a 0 (ao contrário)? espero bem que sim
. Com quem vais estar hoje à noite? com ele, espero
. Alguma vez estiveste num comboio? claro que sim, as visitas à capital fazem-se como? de comboio está claro
. Alguma vez estiveste apaixonada(o)? sim claro, mas que raio de pessoa seria se nunca estivesse sido apanhada pelas teias de uma paixão louca e avassaladora como o amor...agora se já amei a conversa é outra.
. Tens telemóvel? e quem não tem nos dias que correm
. Perdoas com muita facilidade? esqueço com mais facilidade do que perdoo, se me magoam a sério não é assim tão fácil
. Usas bâton do cieiro? não gosto de batons, se pudesse nunca usaria mas por vezes é necessário
. O que é que a tua melhor amiga vai fazer amanha?umas estudar, outras trabalhar é assim a vida
. Consegues usar pauzinhos do chinês?é muita teoria para as minhas mãozinhas, faca e garfo serve
. Já alguma vez viste o filme 'Efeito Borboleta'? sim e quero muito rever, o filme é brutal
. Qual foi a ultima pergunta que fizeste? 'Estás muito molhado?'
. Qual foi o ultimo cd que compraste? recordem ali a parte do home cinema e da internet...não compro cd's há séculos.
. Rapazes ou raparigas? como amigos tanto faz, podem ser rapazes e raparigar
. Qual é o teu numero da escola? 24248
. O teu cabelo é encaracolado? liso mais liso não há
. Quando choraste pela ultima vez? ontem à noite
. Alguma vez foste contra uma parede?contra um poste de cimento conta? ia a andar com os meus amigos e olhei para trás e pimba em cheio num poste de electricidade...fui tão gozada que nunca mais bati em nada
. As aparências importam? importam mas iludem por isso primeiro conheço e tiro as minhas conclusões, só depois é que olho para a aparência.
. Qual é a tua altura do ano preferida? Inverno

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Happy Valentine's Day


Leva-o contigo porque sem ti aqui ao pé de mim não faz mais sentido ter o meu coração. Leva-o contigo para que saibas dar-lhe o devido valor. Leva-o contigo e trata-o como eu trataria o teu. Leva-o contigo e não o jogues fora porque por ti ele faria tudo. Simplesmente leva-o contigo e guarda-o junto ao teu coração para que sempre que o teu bata saberes que o meu só bate junto do teu...

A bela e o paparazzo


Ver este filme foi um aconchego para os meus olhinhos...gosto tanto deste Marco D'Almeida que nem vos conto. Uma comédia romântica ao estilo português, um pouco mais do mesmo mas a diferença é que como pano de fundo temos a fantástica Lisboa no seu melhor :)
Gostei, leve, romântico, e muito bom para uma noite de domingo... agora vou só ali cantarolar Jorge Palma até me deixar dormir :P

Eu não sei bem quem tu és
Sei que gosto dos teus pés
Do teu olhar atrevido
Tu baralhas-me a razão
Invades-me o coração
E eu ando um pouco perdido
Troco tudo por um beijo
Mais vale morder um desejo
Que ter toda a fama do mundo

Vi este filme porque a Corina de Oliveira sugeriu e porque há que tempos estava para ver...foi uma boa aposta.

domingo, 13 de fevereiro de 2011

Desafio - Mais um pouco sobre mim...

Vi no blog Há luz ao fundo do tunel há uns tempos e decidi copiar a ideia :)

Este desafio consiste em colocar a negrito as frases verdadeiras.

Sinto falta de alguém agora.
Amo dormir.
Já vi um filme porno.
Acredito que a honestidade é a melhor política.
Mudei muito mentalmente desde o ano passado.
Sou muito, muito inteligente.
Nunca parti um osso do corpo.
Tenho um segredo que tenho vergonha de revelar.
Amo a chuva.
Sou paranóica.
Preciso de dinheiro agora.
Queria ter um irmão (rapaz).
Menti a um bom amigo nos últimos seis meses.
Normalmente sou pessimista.
Tenho oscilações de humor.
Acho que a prostituição deve ser legalizada.
Sou bipolar.
Tenho um talento escondido.
Gosto de falar ao telefone.
Praticamente vivo de camisas e calças de ganga.
Tenho um telemóvel.
Actualmente tenho um fraquinho por alguém.
Não tenho nenhuma ideia do que quero fazer o resto da minha vida.
Não quero ter filhos no futuro.
Sou muito tímida perto do sexo oposto.
Amo os meus melhores amigos.
Vejo canal Panda e gosto.
Tive uma queda por alguém que nunca conheci.
Beijei alguém que sabia que não devia.
Não toco um instrumento musical.
Caio mais rapidamente em “desejo” do que “amor”.
Sou uma pessoa totalmente diferente em torno de pessoas diferentes.
Não importa onde estou ou com quem estou, pareço sempre uma solitária.
O meu coração reside abaixo dos meus pés.
Uma vez roubei um chocolate no supermercado.
Não tenho a capacidade de tomar decisões sem mudar a minha forma de pensar.
Sou mais analítica sobre as pessoas que conheço.
Acredito na perda de tempo.
O meu feriado favorito não é o Natal.
Não sei o que faria sem os meus amigos.
Estou com fome.
Tenho um problema em expressar as coisas.
Sou a pessoa mais necessitada que conheço à face do planeta.
Só vejo televisão quando está alguém no computador.
Sou um pouco louca.
Apaixono-me com muita facilidade.
Adoro cheirar cola.
Sou muito egoísta.
Sou tão emo, às vezes.
Acho que a raça humana está mal e deve ser demolida.
Já copiei num teste.
Estou farta de drama.
Preciso de um emprego digno.
Já fingi que estava a estudar.
Não sou burra, sou um depósito de informações inúteis.
Já fiz um teste sem estudar.
Já me quis matar.
Já tive vontade de mandar todos p’ra puta que os pariu.
Amo ficar apaixonada, mesmo que não seja correspondida. É uma sensação tão boa.
Tenho nojo de baratas.
Já pensei em fugir de casa.
Os meus conselhos são os piores possíveis.
Já fingi estar doente para não ir às aulas.
Tenho medo de ficar sozinha no escuro.
Menti sobre um dos itens desta lista.


Se alguém quiser copiar a ideia está à vontade...

Isto faz-me só alguma (para não dizer muita) confusão

Ultimamente nos noticiários não se fala de outra coisa (entre muitas outras coisas mais importantes talvez) que a solidão e o facto de se morrer e ficar em casa tempos sem fim até alguém descobrir o corpo. Isto é um tema um bocado macabro, mas faz-nos pensar um bocadinho. Então vamos lá pensar em conjunto, a dita senhora faleceu há 9 anos e nesse tempo todo só uma vizinha estranhou a sua ausência e agora aparecem os sobrinhos que querem cancelar a venda do imóvel em hasta pública. Mas onde é que esses sobrinhos andaram nos últimos 9 anos, não estranharam a ausência da tia já idosa? Não se lembraram de fazer uma visitinha para saber se está tudo bem... Não insistiram? Nada, mas agora que pode haver bens a ser reclamadas parecem abutres à volta de um ossinho já sem carne.
Epah o que me revolta é que se a dita senhora não tivesse família ainda era compreensível mas que pessoas são estas? Em que mundo eu vivo? A crueldade tem nome e esse é a solidão e o interesse. Estamos a falar de uma pessoa que ninguém quis saber se estava viva ou morta e que agora já lhes sabe bem a herança...mas esta gente não devia ser punida nem nada disso???

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Da insistência e persistência


Não entendo o que leva algumas pessoas a insistir, e insistir e ainda não sendo suficiente voltar a insistir. A paciência de quem leva com tanta insistência tem um limite, a pessoa cansa-se de ser indirecta, de ser directa e perde a compostura e manda tudo pelos ares e lá vão uns quantos alhos e bugalhos e há alguém que sai magoado. 
Compreendo que por vezes temos que ser persistentes, há que lutar pelo que queremos, mas até que ponto é que toda essa persistência e insistência nos leva a lado algum quando directamente e indirectamente já nos disseram que não vamos a lado algum porque essa porta fechou e não há meio de abrir...
Não sei se sou eu e o meu lado insensível, se sou eu e a mania que sou durona mas não tenho paciência para tanta insistência e persistência. Até eu que que sou uma pessoa com muita paciência para esperar sei que há um limite que não devemos ultrapassar. Será que sou só eu a achar que se nos informam que de momento não se está disponível, se não respondemos as sms's ou não atendemos os telefonemas, ou se não respondemos no messenger ou facebook após inúmeras investidas e tentativas isso quererá dizer qualquer coisa do tipo que é tempo de ir pregar para outra freguesia. É que se ainda formos a tempo de pregar para outra freguesia o nosso orgulho pode sair intacto e sem mazelas que ao invés pode sair pelas ruas da amargura pisado e repisado sem necessidade disso.
Juro que não entendo as pessoas e já não sei se quero entender.
Ok tenho que admitir que há insistência e persistência que nos leva a conseguir o nosso objectivo mas neste caso nem vale a pena...

é pena...


...mas a vida não é uma comédia romântica e nem sempre as histórias reais têm finais felizes...

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Reflexões


O ser humano é surpreendente. Nós somos seres fantásticos e únicos. Cada qual tem a sua forma de levar as coisas e de as superar, viver à sua maneira fazendo da vida uma passagem que valha a pena ou não. 
Todos nós falhamos, todos caímos, tropeçamos mas todos (ou quase todos) temos força para superar essas adversidades. Por mais que soe a cliché o tempo cura tudo, levando mais ou menos tempo mas na sua hora tudo será superado. Por vezes não é fácil, por vezes sentimos o peso do mundo nos nossos ombros mas um dia, um dia tudo passa, ou melhor, tudo não passa de uma mera recordação que pode ou não valer a pena ser recordada. Às vezes dou por mim a olhar para trás e a perceber que sofri demasiado por algo que não valia a pena, criei demasiadas expectativas em torno de algo irreal e que não era de todo o que eu queria. 
Hoje o dia de ontem não faz sentido. O agora faz com que o à bocado deixe de ser o tal momento. Agarro-me aquilo que me faz sentir bem, não faço o denominado frete, vivo um dia de cada vez.

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Acho-lhe tanta piada...

que era capaz de tatuar o meu corpinho todo só para o ter assim pertinho de mim (ahahahaha).


Até não sou muito apreciadora de gajos com muitas tatuagens mas este é a excepção da minha vida...