Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Novembro, 2012

Oh se é :)

Daquelas coisas sem explicação

Eu preciso de chorar. Mas preciso mesmo de chorar desalmadamente, como se não houvesse amanhã e não consigo. As lágrimas estão ali mesmo quase  a romper e não consigo. Dói me a garganta pela força que faço para elas não correrem mas não consigo controlar. Foram demasiados anos a prender as lágrimas quando elas queriam correr que agora faço-o sem querer. Simplesmente não choro. É muito mais fácil não chorar. Mas agora eu preciso. Sei que se chorar vou ficar leve, vou ficar bem e não consigo. Realmente sou um ser estranho.

A sério, mesmo a sério?!?

Mas será que esta coisa da timidez nunca mais acaba? Já não chega de 29 anos de tormento e ainda vamos ter de continuar assim. Continuo a agir como uma gaiata de 15 anos quando tenho o dobro. Cura para isto, alguém conhece?!?  ou tomem a liberdade de me dar três pares de estalos que eu mereço, pois se continuar a queixar-me aqui é porque mereço mesmo :(

Esta noite temos:

Um episódio de cada :)

Hoje foi o dia :)

Eu não dormi só de pensar nas agulhas, no sangue e no cheiro. Oh God, às 8h da matina já andava às voltas na cama com os nervos. Mas fui e quando me perguntaram se queria doar sangue, não hesitei e disse que sim. Os nervos começaram a subir, a tensão começou a subir mas eu estava ali com um objectivo que há muito queria cumprir e que ia sendo sempre adiado. Quando cheguei à sala das recolhas não tinha fala, os nervos apoderaram-se de mim. Não desisti e graças às enfermeiras, médicos, auxiliares e a grande equipa que estava por detrás desta acção fui em frente. Não custa nada, era o que eu dizia por fim a quem entrava na sala. As enfermeiras só brincavam comigo porque entrei sem fala e depois só me ria e já dizia que não custava nada. E realmente não custa nada pelo bem que podemos fazer. Hoje foi o dia em que me tornei dadora de medula óssea e de sangue :)

Daquelas coisas que não matam mas moem

Num belo dia desta semana, daqueles dias em que acordamos e sentimos que éramos capazes de comandar o mundo, cheguei ao meu local de trabalho e tive a noticia mais bombástica de todos os tempos. Uma pirralha mimada e incompetente que trabalha comigo, tinha ido apresentar queixa de abuso de poder da minha parte no act. Não me chocou a atitude da pirralha mimada e incompetente, chocou-me sim que o meu patrão e gerente de loja acharem que não tinha razão de a ter chamado a atenção. Em 13 anos de casa, ambos, nunca ficaram do lado de quem defende o que é deles. Nunca apoiaram nada, nunca deram a razão às nossas atitudes, nunca agradeceram o suficiente. Ela foi apresentar queixa porque alterei o tom de voz com ela após a ter chamado a atenção calmamente por ter feito a empresa perder 2 clientes e lesar a empresa em cerca de 40€. Se ela tivesse simplesmente ouvido o que lhe disse à primeira, nada disto tinha acontecido. Mas a pirralha mimada e incompetente teve de continuar a mandar bocas pa…

Dos sentimentos

O amor não se aprende, sente-se. Faz-me confusão quando os meus pensamentos divagam para longe e fico a pensar que um dia ele poderá vir a gostar de mim. Mas quando desço com os pés à terra percebo que isso não muda de um dia para o outro. Se não há sentimento algum, também não será do nada que ele vai aparecer.

Consultório Clínico

O meu facebook pessoal funciona como um consultório clínico de psicologia. Não sou psicóloga nem coisa que se pareça, mas sei que acabo por ser o ombro de muita gente. Há pessoas que passam tempos sem me dizer nada, nem querem saber se estou viva, mas assim que se lhes atravessa um obstáculo pela frente correm a mim a pedir conselhos ou simplesmente para desabafar. Todos me dizem que lhes sabe bem falar comigo, que eu os ajudo bastante, etc...engraçado, nunca lhes falei de mim ou desabafei com a maioria.  Se lhes perguntar alguma coisa básica sobre mim não vão saber responder, ao passo que eu sei metade da vida deles...

Das decisões

A vida é minha logo as decisões são minhas. Quando os outros tomam decisões nas suas vidas que englobam a minha ninguém me pergunta se concordo ou não. Seguindo esse raciocio, as minhas decisões foram tomadas e NINGUÉM tem o direito de contestá-las. Lamento imenso que a minha decisão afecte a vida de outras pessoas mas vão ver que a longo prazo o resultado é positivo e assim eu não farei papel de otária.

Desabafo

Epah é agora ou nunca. Em género de desabafo, não suporto pessoas que não sabem o que querem e arrastam as outras para o que acham que querem e depois, quando se apercebem que não é aquilo que querem, descartam-nas como se não se tratasse de uma pessoa com sentimentos. Pronto, já disse. Agora vou só ali mudar de vida e de tudo o resto e depois volto ao mundo.

Digo eu, que não percebo nada de relações

Não é suposto, num casal de namorados, serem o melhor amigo um do outro? Então porque raio passo a vida a ouvir:' Ah e tal, eu não quero estragar uma amizade. É porque se corre mal perco a amizade.' Tenho total consciência de que se correr mal fica um enorme constrangimento, mas se a amizade for verdadeira e sincera tudo se supera. Agora nem sequer tentar e ficarmos a pensar no que podia ter sido também não está com nada.

Desencontros

Anda tanta gente por este mundo fora com falta de amor e tantas pessoas com amor com fartura para dar. Porque é que não se encontram de uma vez por todas?!?

Dos amigos

é tão bom quando nos juntamos. mas é tão raro nos dias que correm :(

Retrospectiva

Ultimamente tenho pensado muito na vida e no que quero e não quero. É engraçado que ao fazer um apanhado de todas as relações da minha vida chego à tenebrosa conclusão que houve sempre aquilo a que se pode chamar de 'falsa amiga'. Daquelas c@br@s que se aproximam se fazem de amigas e quando damos por nós já não percebemos bem o que se passa. Depois eles dizem que não se passa nada, elas dizem que não se passa nada mas há a continuação de uma troca de sms, de conversas particulares e depois eu sigo a minha vida e eles seguem as deles. A verdade é que quando eu segui o meu caminho, eles também seguiram o deles em separado. Mas fica sempre aquela dúvida, aquela incerteza e aquela desconfiança. Agora eu pergunto, sou eu que sou e me tornei desconfiada demais ou são os outros? 

o acaso que é a vida

Não acredito no total acaso das coisas. Acho que tudo acontece por uma razão. Por vezes nós esticamos a corda e depois sai asneira. A razão tem sempre razão de ser, infelizmente nem sempre nos apercebemos com a rapidez que devíamos e da forma correcta, mas acabamos sempre por chegar lá. Quando se fecha uma janela abre-se uma porta e dessa porta pode vir muita coisa. Espero ansiosamente por tudo o que aí vem. Principalmente porque tenho a certeza que o que vem é bom, só pode ser muito bom. Mais um capitulo fechado.

Post informativo

Eu bem sei que ando a falhar nos comentários aos vossos posts, bem sei que só ler não chega e que devia deixar lá um pouco de mim, porém vejo-me impossibilitada a comentar os blogues que têm os comentários na mesma página. Há uns quantos blogues que quero comentar mas não consigo e não percebo porquê, deve ser algum problema do meu pc...é que isto anda meio agreste ultimamente. Por isso, eu não ando longe dos vossos blogues, não consigo é comentar e tenho tanto para vos dizer... enfim, hei-de resolver isto, espero.

Tira-me do sério

Pessoas que acham que não consigo fazer o que elas fazem. É coisa de me tirar do sério e de me irritar um bocado. Todos nós temos as mesmas capacidades, uns mais desenvolvidas que outras; uns fazem-no com mais paixão que outros; uns dedicam mais tempo e sacrificio, mas todos somos capazes de fazer tudo, excepto o que não queremos mesmo fazer. Como eu não nasci ensinada, como qualquer ser humano, com formação, vontade, esforço e dedicação tudo se faz e tudo se consegue. Irra, gente chata logo a chatear-me nos meus primeiros minutos de férias.
Estou cansada. Estou de rastos. o meu espírito académico já não é o que era.  Esta cidade é só sobe e desce e eu percorri tudo a pé mais de uma vez...mas vale sempre a pena :)