Daquelas coisas sem explicação

Eu preciso de chorar. Mas preciso mesmo de chorar desalmadamente, como se não houvesse amanhã e não consigo. As lágrimas estão ali mesmo quase  a romper e não consigo. Dói me a garganta pela força que faço para elas não correrem mas não consigo controlar. Foram demasiados anos a prender as lágrimas quando elas queriam correr que agora faço-o sem querer. Simplesmente não choro. É muito mais fácil não chorar. Mas agora eu preciso. Sei que se chorar vou ficar leve, vou ficar bem e não consigo. Realmente sou um ser estranho.

Comentários