domingo, 31 de janeiro de 2010

Espelho meu, Espelho meu...

...de momento haverá alguém mais 'parva'* do que eu?!?
Não, agora bem a sério, tenho cá com cada saída que só visto.
Só gostava de perceber o que vai na cabeça dos outros para saber como agir. 


*Parva no sentido de tentar fazer as coisas certas para as pessoas erradas..aaaaaargh.

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Recomecei a ver a Anatomia de Grey...

...porque me faltam ver alguns episódios. Isso quer dizer que me ando a babar para este gajo. Não lhe acho piada todos os dias, só às vezes. Mesmo com barbinha está irresistível...


Where the wild things are

 

Às vezes nem no nosso mundo conseguimos ser felizes!!!!
Vale a pena ver, mas é tão triste...

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Olhó miminho!!!


 

A Mariquita e a Diabo de Mulher propuseram-me este longo desafio, não sei se estou à altura mas cá vai:

Questão 1: Tens medo de quê?
De um dia deixar de ser quem sou, e passar a ser quem querem que eu seja.

Questão 2: Tens algum guilty pleasure?
Comer bolo de chocolate conta? É que nesta fase da minha vida, bolo de chocolate está fora de questão...mas é tão bom.

Questão 3: Farias alguma loucura por amor/amizade?
Acho que já fiz algumas coisas parvas, loucuras não sei se fiz...mas parvoíces... até podia contar algumas, querem?

Questão 4: Qual o teu maior sonho? Responder paz, amor e felicidade é trapacear ;)
O meu maior sonho é paz no mundo, amor para a vida e felicidade a sair dos poros. lol
Neste preciso momento o maior sonho é arranjar um emprego normal e na minha área, estou a tentar mas está difícil...um dia hei-de conseguir.

Questão 5: Nos momentos de tristeza/abatimento, isolas-te ou preferes colo?
Isolo-me. É qualquer coisa assim do género: Onde está a Gaja?!?!?

Questão 6: Entre uma pessoa extrovertida e uma introvertida, qual seria a escolha abstracta?

Extrovertida.

Questão 7: Sentes-te bem na vida, ou há insatisfação além do desejável?
Tudo tem dias, mas hoje é assim uma insatisfação além do desejável...mas tenho quase tudo o que quero, excepto aquelas coisas que não posso controlar que são uma grande maioria.

Questão 8: Consideras-te mais crítico ou ponderado? Sabendo, contudo, que existem críticas ponderadas.
Nem sei, não gosto muito de criticar mas acabo por o fazer na mesma.

Questão 9: Julgas-te impulsivo, de fazer filmes, paciente...? Define-te, de uma forma geral.
Já fui mais impulsiva, já deixei de fazer filmes e não tenho por hábito ser paciente. É nesse aspecto que me surpreendo a cada dia que passa, pois continuo à espera de um milagre.

Questão 10: Consegues desejar mal a alguém e, normalmente, concretizar? Sê sincero.
Como costumo dizer que só desejo o que me desejam a mim, por isso se me desejarem mal, levam o mesmo. Acho que como todo o ser humano às vezes penso ou digo coisas parvas mas nunca o disse ou pensei com vontade que se realizasse. Se realmente acontecesse acho que me dava uma coisinha má e ficaria com um enorme peso na consciência.

Questão 11: Contens-te publicamente em manifestações de afecto (abraçar, beijar, rir alto...)?
Eu já falo alto por natureza, logo isso chama a atenção. Não sou daquelas pessoas que está num café como se estivesse num quarto mas beijo, abraço, rio, e muitas mais coisas em lugares públicos. Só evito mesmo é chorar, para mim isso é algo muito pessoal.

Questão 12: Qual o teu lado mais acentuado? Orgulho ou teimosia?
Sou demasiado orgulhosa e também demasiado teimosa, mas também sei que nenhum deles me vai levar a lado algum.

Questão 13: Casamentos homossexuais e direito à adopção?
Por mim são seres humanos iguais a mim, façam o que quiserem. Se querem casar porque não, se querem ter filhos força, desde que sejam bons pais e boas mães. Só tenho uma coisa a apontar na adopção, não duvido que um casal homossexual dê tanto ou mais amor que um casal heterossexual, só acho que as crianças conseguem ser más umas para as outras e que se antigamente uma criança com pais separados já sofria na escola, imagino uma criança com 2 pais ou mães. Porém, um dia isso vai mudar e tem de começar por algum lado. A educação parte de casa. Mas sou a favor de que adoptem porque acredito que uma criança será feliz na mesma.

Questão 14: O que te faz continuar o blogue?
Sempre gostei de escrever, sempre tive o meu caderno na cabeceira para escrever o que vai dentro desta cabecinha, o blog só mostra ao 'mundo' o que aqui vai.

Questão 15: O número de visitas e comentários influencia o teu blogue?
Se todos (as) que passam no meu blog comentassem eu tinha mais comentários do que tenho. Há pessoas que me dizem as coisas pessoalmente, ou mandam piadinhas por causa do que leram, ou criticam, ou querem perceber mais, enfim, às vezes exponho-me demais. Acho que influencia, apesar de nunca saber ao certo o numero de visitas que tenho, apesar de ter o contador nunca sei em que número é que fica no dia anterior :S

Questão 16: Na tua blogosfera pessoal e ideal, como seria?
Por enquanto está bom assim como está, não me queixo.

Questão 17: Deviam haver encontros de bloguistas? Caso sim, em que moldes? Caso não, porquê?
Não sei não, já conheci 2 pessoas aqui da blogsfera e por acaso são excelentes pessoas, mas não sei se alinharia num encontro. Isto porque, de certa forma, o blog é uma coisa muito pessoal e estaria a mostrar quem sou e não sei se me sentiria à vontade...já bastam os que me conhecem e que lêem. Não sei, um caso a pensar. Façam lá um e depois eu aviso se vou ou não, pode ser?

Questão 18: Sabes brincar contigo e rir com quem brinca contigo? Sem ironias.
Acho que sim, mais ou menos. Ás vezes aborrece-me um bocado que gozem comigo por certas coisas, mas tento levar tudo na boa. Mas também há coisas que vale a pena eles gozarem comigo, passamos bons momentos a gozar comigo, lol

Questão 19: Quais são os teus maiores defeitos?
Quase que arriscaria a dizer que sou perfeita no meio de tantos defeitos, lol... são tantos que nem sei. Mas dizem as más línguas que sou teimosa, impulsiva, bruta, e muito mais...

Questão 20: Em que aspectos te elogiam e/ou achas ter potencialidades e mesmo orgulho nisso?
Elogiam?!? Não me lembro a última vez que me elogiaram...
 Tento estar onde precisam de mim, não que o consiga sempre mas às vezes é bom saberem que nós estamos aqui...sei lá.

Questão 21: Entre uma televisão, um computador e um telemóvel, o que escolherias?
De momento era um computador, mas já devo ter passado pela fase da televisão e do telemóvel.

Questão 22: Elogias ou guardas para ti?
Guardo tudo para mim...acho que não sou pessoa de falar das coisas. Digo muitas parvidades e nada de jeito, mas na hora de dizer o correcto faltam-me as palavras. Mas já fiz elogios, por vezes faço-o, mas nem me apercebo.

Questão 23: Tens humildade suficiente para te desculpar, sem ser indirectamente?
Sim, se errei peço desculpa por mais que me custe, agora o que me irrita mesmo é obrigaram-me a pedir desculpa quando a culpa não é minha.

Questão 24: Consideras-te, de grosso modo, uma pessoa sensível ou pragmática?
Demasiado pragmática. Mas também sou sensível, assim um bocadinho.

Questão 25: Perdoas com facilidade?
Depende. Raramente fico chateada com alguém porque é cansativo ficar chateada. Ficar chateada com alguém exige demasiado, é um não esquecer que aquela pessoa está ali e nos magoou, é ficarmos a matutar nisso e não gosto de pensar nessas coisas, gosto de pensar no que fazem de bom para nós. Mas há uma pessoa que ainda não consegui perdoar umas coisitas mas agora também já não vou a tempo...mas um dia será o dia.

Questão 26: Qual o teu maior pesadelo ou o que mais te preocupa?
O meu maior pesadelo é não conseguir fazer tudo o que quero fazer, mas o que mais me preocupa é não ser capaz de fazer tudo o que tenho que fazer. O medo de falhar nas coisas que não posso falhar. Tenho mesmo um medo terrível de falhar.


E não fica por aqui, agora tenho que dizer aqui 3 blogs que são de passagem obrigatória:




Por fim, agora tinha de nomear aqui 5 blogs a quem passo este desafio, no entanto, tenho visto que a maioria das pessoas já respondeu ao desafio e já tem o selo por isso não vou nomear os blogs e deixo aqui para quem tiver um bocadinho de tempo livre e que ainda não tenha respondido.

Step one

Já consigo olhar nos olhos sem ficar vermelha que nem um tomate...

Adenda ao post anterior

Não, ainda não estou doida, nem sou masoquista, nem gosto de apanhar porrada...apenas disse isso porque já comecei a minha guerra com a balança e como não sou menina para andar a esbofetear-me sozinha pedi ajuda a alguém que lhe apeteça fazer isso. Mas pelos vistos ganhei foi muitos beijinhos :) obrigado

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Estão abertas as inscrições...

Oportunidade única para todos aqueles (as) que têm um odiozinho de estimação por mim, que já não me podem ver à frente, que enfim, gostam menos de mim e que infelizmente têm que me aturar...
Estou a oferecer a minha carinha laroca para apanhar um valente par de estalos, quem der mais é o (a) feliz contemplado (a).
Sim, eu mereço.

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

E só porque eu quero!!

A partir de agora vamos deixar de supor que as outras pessoas sabem tudo o que pensamos e queremos dizer. Raios!!!Já ninguém agradece a ninguém, já ninguém dá elogios a ninguém, já ninguém diz o quanto importante os outros são para si...já ninguém diz a ninguém um simples: Gosto de ti!!!
Passamos a vida a pensar que se tu sabes porque vou dizer...e se for preciso dizer, gritar aos sete ventos para as outras pessoas saberem que nós estamos aqui...porque é que temos receio de dizermos o que sentimos??

domingo, 24 de janeiro de 2010

Ainda sou do tempo...

...desta música, please alguém por aqui que se lembre disto.




'If I would tell you
how much you mean to me
I think you wouldn´t understand it
so I wait,I wait
until this day comes
when you will understand me'

Nesta altura, tinha 14 anos e nada fazia mais sentido que os intervalos passados atrás do Bloco 3 ou do Ginásio, com a Deb, a Carla, a Ana e a Cristina. Faziamos interpretações desta música e do 'Romeu e Julieta', andávos de olho nos rapazitos (Bad boys que iam fumar para trás do Bloco). Foi na altura do Ricardo e do Marco. Foi na altura de escolher entre uma amizade ou um amor (escolha óbvia esta). Foi nesse ano que tivemos um professor estagiário todo giro. Que passávamos as tardes todas a rir que nem doidas. Que íamos para a ponte (um dos lugares mais bonitos da minha cidade). Foi o ano que repeti e que tive melhores notas. Foi aqui que conheci uma das minhas melhores amigas. Foi um ano de mudanças boas na minha vida. Foi um ano de atrasos nas aulas da manhã. Foi um dos melhores anos da minha vida (até agora, porque sei que ainda vêem por aí muitos anos que devem ser bem melhores).

sábado, 23 de janeiro de 2010

Monstro da Bolachas II


A tpm já se foi mas o monstro das bolachas continua em mim. 
Acho que preciso de um exorcismo para tirar este monstro do meu corpo. Continuo com vontade de devorar bolachas e bolachinas  e já só me apetece dar dois pares de estalos a mim própria e dizer: ''hey Gaja acorda, andas a estourar dinheiro para quê. Fecha essa boquinha fofinha porque senão a tua relação com a balança vai sofrer alterações...''
E agora ando na procura das bolachas que a Suspiro falou aqui, é que não as encontro em lado algum :S.
A modos que é isto.

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Nunca pensei que aqui chegassemos, mas chegámos!!!



Faz exactamente 1 ano que por estas horas criava este espacinho aqui.
Chovia nesse dia (não me perguntem porque me lembro, lembro-me sempre do que normalmente as pessoas se esquecem e esqueço-me do que me devia lembrar).
Tudo por causa de um almoço de gajas, uma brincadeira.
Há um ano pensava que isto ia ser mais uma coisa qualquer que faria quando não tivesse mais nada que fazer e que nunca me deixaria absorver por esta coisa da blogsfera. Sim, há 1 ano atrás não pensava que isto ia ser o que é hoje, um género de diário.
Aqui, falo de tudo e de nada ao mesmo tempo, fujo da realidade mas ao mesmo tempo ela solta-se nas minhas palavras. Sou eu, mas também não sou eu. Como costumo dizer a quem me conhece, sou um pouco mais do que estas palavras, mas esta serei sempre eu, a Gaja.
Choro, rio, divirto-me e fecho-me a sete chaves, mas sou eu.
Muitas vezes dizem-me que isto não presta, que devia estar calada e não dizer asneiras, por outro lado há aqueles que me dizem que gostam e vêm cá sempre. Já ouvi de tudo.
E pelo que me parece vou continuar a ouvir, porque, cá vou estar até que me faltem as palavras...



Isto é caso para admirar, raramente me lembro destas datas...



Há dias assim...


Em que só me apetece chorar, mas que as lágrimas teimam em não cair.
Em que sinto um aperto tão grande que só me apetece gritar para ver se alivia um bocado.
Em que sorrio, mas que não me apetece.
Em que por mais que me esforce não estou bem.
Em que nada me corre bem.
Em que só estou bem se estiver isolada e incontactável.
Em que sinto que é melhor desaparecer.
Que passam mas que deixam marcas.
Hoje (ontem) foi esse dia, sinto que perdi algo, que acabou... mas o quê?

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Desafio

A Kitty pediu aos seus leitores que respondessem ao seguinte desafio, as 10 coisas em que estão sempre a pensar.

Então cá vai:

1º A minha mãe, ando sempre a pensar nela porque ultimamente as coisas estão complicadas e ela é a minha primeira preocupação

2º A minha mana que anda algures pela Europa fora, as condições climatéricas não são as melhores e fico preocupada

3º Um novo emprego, há alturas que temos que mudar...

4º Fazer formações, visto que uma licenciatura não é suficiente é hora de apostar na minha formação

5º O meu carro, estou a pensar que ele tem de ir à oficina

6º Arranjar o meu cantinho de vez

7º A minha viagem a Londres, estou a contar os dias.

8º A minha viagem a Barcelona, ainda falta arranjar companhia

9º Na minha dieta e no 1.5l de água que tenho de beber...

10º Em coisas que não quero pensar mas que penso na mesma...os pensamentos não se controlam e por vezes isso é mau.

Estas são as coisas que andam na minha cabecinha constantemente...irra que nada tem haver com nada.
Já me aborrece andar ás voltas e com rodeios sobre certos assuntos.

A partir de hoje o que é, é. 

O que não é, fosse.

Já estou farta de supor que todos sabem o que não sabem e o que não percebem.

Mas que raio de confusão é esta?!?

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Destino Imortal

Há uns dias falei da nova serie ou novela da TVI cujo o nome é o titulo deste post.
Devem-se estar a perguntar, mas que raio, esta miúda não tem mais nada que falar...pois, ter até tenho mas isso vai-me fazer pensar e hoje aborrece-me, por isso vou mesmo falar da série.
Não, não estou a desejar que comece. De certeza que não vou ver mais que um ou dois episódios se tanto, mas o que achei curioso foi que afinal não é uma cópia do Twilight, porque eles inventaram uma nova espécie de vampiros...não percebi, por isso também não sei explicar, lol...(secalhar até não inventaram, há mesmo outra espécie de vampiros... e eu que pensava que só haviam aqueles sexy's que davam mordiscadelas sensuais nos pescocinhos...)
A modos que é só isto.
Até hoje quase que jurava a pés junto que o nome desta serie era Desafio Imortal...Jasus mas será que nem vejo tv como deve ser...vá-lá que ainda fui a tempo de corrigir o erro.

Há falta de conseguir escrever algo que faça o mínimo sentido


Não queiras gostar de mim
Sem que eu te peça,
Nem me dês nada que ao fim
Eu não mereça
Vê se me deitas depois
Culpas no rosto
Eu sou sincera
Porque não quero
Dar-te um desgosto
De quem eu gosto
nem às paredes confesso
E nem aposto
Que não gosto de ninguém
Podes rogar
Podes chorar
Podes sorrir também
De quem eu gosto
Nem às paredes confesso.
Quem sabe se te esqueci
Ou se te quero
Quem sabe até se é por ti
que eu tanto espero.
Se gosto ou não afinal
Isso é comigo,
Mesmo que penses
Que me convences
Nada te digo.

De: MAximiano de Sousa
Interpretado por: Amália Rodrigues

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Post de utilidade pública

Isto é para não dizerem que não se aprende nada útil no meu blog ... lol, não sei se funciona mas se alguém quiser experimentar, está à vontade.


1 Basta pegar no telemóvel , secar, retirar a bateria e coloca-lo num recipiente cheio de arroz cru.
2 Não usar o secador de cabelo no telemóvel. Assistências técnicas aconselham evita-lo, já que o ar quente pode danificar os componentes do telefone.
3 "O arroz tem a propriedade de absorver água porque é rico em amido.

Recebido por email, vou dar uso às coisas que me mandam...

domingo, 17 de janeiro de 2010

Monstro das Bolachas

É assim que me sinto.
Nunca fui muito fã de bolachas, claro que de vez em quando comia, há algumas que gosto muito, outras que nem por isso.
Normalmente, as que têm chocolate e afins são as minhas preferidas, aquelas de dieta e fibras e coisas assim não gosto muito mas também se come.
Agora ando com vontade de devorar bolachas, quero muitas bolachas, qualquer coisa marcha...mas ando mesmo a sonhar é com umas que a minha mana costuma ter que em vez de pepitas de chocolate tem M&M's e são deliciosas, muito doces, com muito chocolate e fantásticas...Quero-as!!!
Mas também comia umas que são um género de waffles com chocolate mas em bolacha...
oh!!!tpm já me deixavas em paz...

Façam lá um metro no Algarve :)


Opah e eu não estava em Lisboa para andar de Metro sem calças...
Sim eu sei, soa a parvidade mas deve ser muito divertido, lá isso deve...e eu queria!!

S. Pedro

Estou chateada com o S. Pedro.
Isto é mais ou menos assim, já me fez ir trabalhar com temporais medonhos, em que está a chover a cântaros, a fazer um vento de levar tudo à frente, trovões, and so on, so on...
E hoje, pedi-lhe especificamente que queria um tempo assim, e porquê, perguntam-se vocês?
Porque hoje queria ficar aninhada numa mantinha polar bem quentinha ao pé da lareira e ver todas as séries que estive a tentar arranjar durante a semana, ler um livro qualquer (ou não porque não ando para aí virada), ou então, simplesmente, não fazer nada...mas não, hoje o S. Pedro não fez o que eu tanto lhe pedi, está assim um lusco fusco de nublado e pouco frio...está aquele tempo que não dá vontade de fazer nada, mas que também dá vontade de sair e ir por aí palmilhar a cidade e beber um bom capuccino na companhia da amiga que por sinal não pode :S

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Is there anybody out there!!!!

Serei só eu que me sinto perdida?!?
Não sei para que lado seguir, o meu discurso não é coerente com a forma que ajo, não mostro os meus sentimentos da mesma forma que os sinto, não consigo exteriorizar o que penso e sinto, estou confusa e sinto-me perdida.
Não encontro o caminho de regresso aquilo a que chamo normal.
Não consigo abrir as asas porque as sinto presas.
Vivo um dia de cada vez, mas com a sensação que o podia ter vivido mais.
Sinto que a vida passa por mim e que não a agarro com a força que devia.
Sinto que não estou a fazer o correcto e que nada faço para mudar.
Sim, sinto-me perdida desejando conseguir encontrar-me o mais rápido possível para viver a vida como ela deve ser vivida. Intensamente.

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

I've Got a Right to be Wrong




'I've got a right to be wrong
My mistakes will make me strong
I'm stepping out into the great unknown
I'm feeling wings though I've never flown
I've got a mind of my own
I'm flesh and blood to the bone
I'm not made of stone
Got a right to be wrong
So just leave me alone'

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

E se eu gritar bem alto


Não gosto de ti


Não gosto de ti


Não gosto de ti


Não gosto de ti


Não gosto de ti


Será mais fácil de interiorizar?

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Eu quero...

...ir ao cinema. Apesar de não ter horário durante a semana para ir, hei-de ir no fim de semana. Só não sei é o que vou ver...estou dividida entre Sherlock Holmes e O sitio das coisa selvagens...Quero tanto ver os dois que acho que vou mesmo ver os dois, só não sei é quando. O tempo livre não abunda e o dinheiro também não :(

A escolha difícil é entre estes dois estarolas


E esta coisa fofinha

E porque todos nós temos algo de selvagem dentro de nós, uns mais que outros mas todos temos...

segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Pessoas


Não tenho estado lá muito bem comigo própria e acho que isso se nota na falta de escrever qualquer coisa com início, meio e fim... não que noutras momentos alguma coisa faça sentido para o comum mortal que não me entende (incompreendida pela própria, oh coitadinha...lol, estou a fazer-me de vítima) mas agora então, irra que ando complicadinha como tudo.
Mas nunca se esqueçam, não sou eu que sou complicada, os que me rodeiam é que o são.
Hoje passo por aqui para dizer que às vezes canso-me das pessoas, daquelas pessoinhas que se não sabem o que dizer mais vale ficarem caladas.
Ora vejamos, há uns meses atrás comecei uma dieta porque enfim, estava assim tipo cachalote (não que esteja muito diferente agora) e na altura era tudo a dizer-me:
Oh, mas estás tão bem assim!!! (mas estão a tentar enganar quem? é que eu tenho espelhos em casa) 
Desperdício de dinheiro é o que é, não precisas de dieta para nada!!! (nadinha, não tenho problemas de peso nem nada)
Agora só comes legumes e grelhados, vais cá passar uma fome!!! (é que só por acaso as nutricionistas são burrinhas e não sabem o que fazem)
Adiante, essas mesmas pessoas levaram o Verão inteiro (para não dizer muito mais tempo) a dizer-me que eu estava a ficar com peso a mais, que devia fazer qualquer coisa...enfim, primeiro incentivavam, depois quando tomei a iniciativa, deitavam a baixo tudo o que eu fazia.
Agora, para cúmulo do cúmulo, como sou uma comum mortal, depois destas semanas de festas, comes e bebes em excesso e tudo coisas boas, calóricas e nada saudáveis avizinha-se mais uma consulta. Claro está que sei que já lá vou com mais uns quilos e como tal, não deixa de ser desmotivante jogar por terra 4 meses de árduo trabalho por apenas 3 semanas de excessos...é ouvir essas mesmas pessoinhas a dizerem-me para não ligar a isso, que estou bem assim, dietas para quê, etc...
Agora, a modos que desabafo, e que tal deixarem que eu tomo conta de mim...sei bem o que estou a fazer, oh se sei...
Ok, também não posso deixar de dizer que houve muito mais pessoas a apoiar e dizer coisas simpáticas do que as pessoinhas, mas porque será mais fácil ouvir e interiorizar o que as pessoinhas dizem do que aquelas que são mesmo importantes?

domingo, 10 de janeiro de 2010

E se a TVI não tivesse  uma novela ou serie com vampiros e afins não era a TVI...

Pensamento do momento


Se preciso de algo para recordar é porque na verdade não quero relembrar.
As pessoas que nos são inesquecíveis não precisam de bens materiais para ser relembradas, simplesmente o são pelo que significaram em determinados momentos.
Quero recordar-te!


sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Striptease



Mandaram-me para o mail e fartei-me de rir a ver isto, realmente foi muito azar para o rapaz...ahahah

Oh inspiração volta novamente, estás perdoada!!!

Atrasado, mas não esquecido!

A Rainbow deu-me este selinho à tanto tempo que quase ficava no esquecimento, mas como me podia esquecer de um selo tão fofinho...por isso cá está:


E as regras são:

1º Mostrar o selinho no blogue.

2º Dizer quem deu o selinho.
3º Indicar o selo a mais 3 blogs. 


Mas mais uma vez não vou indicar blogs, isto porque, todos aqueles aqui da lista do lado direito (se não estou em erro, porque eu sou daquelas pessoas que trocam o direito com o esquerdo), os que eu sigo são os mais fofinhos de todos. Vá minha gente, toca a copiar o selo e colar no vosso blog...


Um dia ainda vou criar um selo do meu blog...ahahah vai sair uma coisa mesmo gira.



 
Xarope errado, diz alguma coisa? Nunca mais confio na palavra de nenhum farmacêutico...estou eu a tossir desalmadamente e a tentar comprar um xarope...tossi umas 40 vezes para conseguir dizer que precisava de um xarope e não perceberam que raio de tosse é que eu tinha!!!
Afinal estava a tomar o xarope para me lixar os pulmões e o mais certo era ficar com m*rd* (ah!!! desculpem a palavra certa era espetoração) colada aos pulmões até eles deixarem de existir (parte boa de já não fumar é que a porcaria é bem menor). Vamos lá ver se é desta... vá estava a brincar,confio nos farmacêuticos ainda para mais que uma das minhas manas trabalha na farmácia, foi ela que corrigiu o pequeno lapso do xarope.



De momento não sai mais nada, desculpem mas a zona do cérebro ligada à imaginação e coerência de escrita está bloqueada.

quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Na caixa do xarope diz para beber 3 a 4 colheres por dia com intervalos no meio, e se eu tomar meio frasco o que me acontece?
Ando nisto desde Domingo, o trajecto maior que percorri foi do quarto para a cozinha e vice versa, para a casa de banho e para o boteco...sim porque o dinheiro faz falta e ficar em casa também é chato.
O raio do frio persegue-me e gela-me os ossinhos todos, a tosse não vai embora, e com ela vem a dificuldade em respirar e a irritação na garganta...era bom demais para ser verdade.
Já não me apetece fazer nada, nem escrever nada de jeito, nem ler os inúmeros livros que passam pela mesa de cabeceira, nem ver as séries que queria tanto ver, nem aprender a fazer umas coisas giras no pc...oba oba isto é que é motivação :S

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Prazos de Validade

Detesto quando as pessoas passam para as relações os prazos de validade.
Como é possível sabermos ao certo quanto tempo pode durar uma amizade, um amor, uma paixão...
Acho que qualquer tipo de relação não deve ter prazo, mas porque é que nós continuamos a dar prazos de validade às relações???
Não entendo esta necessidade do ser humano em fazer determinadas escolhas e colocar prazos.
Por norma, não costumo pensar em prazos quando as pessoas são os principais intervenientes, mas às vezes dou comigo a pensar que hoje me dou com determinadas pessoas e que daqui  uns tempo já não será igual. Isto porque por exemplo, nos dias que correm, no local onde trabalho tenho amigos, mas um dia quando sair de lá, continuarão a ser meus amigos?
Sei que há amizades verdadeiras e eu já comprovei isso com algumas pessoas que em determinadas fases da minha vida passaram e ficaram. Ficaram e espero que continuem por muito mais tempo, pois são aquelas pessoas que posso não estar todos os dias mas que também posso estar em qualquer altura que é sempre igual. Se precisar sei que estão aqui para mim e para o que vier...tal como eu estou para eles...que me aturam naqueles momentos mais difíceis, aturam as minhas paranóias e que estão sempre lá para me dizer: Gaja, olha que talvez essa não seja a decisão mais certa, tens de ver desta e daquela perspectiva...e no fim não é que eles têm razão..
Voltando aos prazos de validade, aborrece-me quando alguém me diz que só nos vamos 'entender' até determinada altura por isto ou por aquilo , e será que depois já não podemos mais ser amigos, porque é que tenho de me estar já a mentalizar que só vamos ser amigos até aquele tal dia, o dia D.
Não gosto do dia D, não vou gostar do dia D, mas não posso adiar mais o dia D.
É triste percebermos que no fim os prazos existem até para uma amizade e que pelos vistos não é verdadeira mas que nos toca e marca como se fosse.
Hoje talvez seja o dia D, ou amanhã... esse dia vai chegar e não vou gostar dele mas nesse dia saberei o que realmente essa pessoa significou para mim...

domingo, 3 de janeiro de 2010

I'm back

 Porto, simplesmente é o Porto.
Infelizmente não deu para conhecer muita coisa, mas gostei do que conheci, por norma gosto das cidades grandes, têm algo que me fascina, e o Porto não seria diferente. Apesar da achar que tem uma rede de transportes públicos confusa, de ser tudo a descer e subir (aí as minhas perninhas) é lindo...
Os dias são pequenos, o pessoal também não conseguiu acordar muito cedo porque também tivemos direito a curtir a passagem de ano e enfim, conhecemos pouquinho...
Não gostei muito da gastronomia, a expectativa era alta para as Francesinhas e por fim não gostei, as Tripas nem cheguei perto porque só de pensar o meu frágil estômago revolta-se...
Subir aos Clérigos foi uma aventura, pois tenho assim um certo medo de alturas e aquilo não me mostrou assim muita segurança... o Palácio de Cristal é lindo, tem umas vistas fantásticas, passei pela caves, pela ribeira (a minha paixão), pelo Bolhão, enfim palmilhámos a baixa quase toda a pé...
Agora a Passagem de Ano foi assim para o molhada, esqueci-me de pedir desejos, de comer as passas e nem me apercebi quando foi mesmo meia noite porque os espumantes começaram a abrir todos antes...ah!!não vesti as cuecas azuis, esqueci-me. Mas foi muito divertida, pelo menos foi numa cidade diferente.
Muito frio, mas muita boa disposição, alegria e vontade de arriscar, de viver e de sorrir...
Houve coisas que deixei mesmo em 2009, como o meu piercing...infectou e tirei, cansei-me de me doer a orelha e de estar sempre a ter imensos cuidados.
Enfim, agora vou pôr-me a par do que se passa pelos vossos cantinhos :)

Porto pelos meus olhos...