Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Dezembro, 2009
Estava tão chateada com ele, mais uma vez ele tinha-se esquecido de mim, mais um ano que tinha passado e nada, como se eu não existisse.
E foi assim, de uma forma fria que soube, num corredor do hospital e com um saco preto na mão.
Os corredores dos hospitais são frios, impessoais e tristes.
Disseram-me aquelas palavras que preferia não ter ouvido, e naquele momento fiquei vazia... estava tão chateada, tão fula, tão tudo...pela milésima vez ele tinha-se esquecido de mim e era tão importante que ele se tivesse lembrado.
Mas era costume ele não se lembrar, entre mim e um copo de aguardente ou qualquer outro liquido com uma quantidade exagerada de álcool, ele preferia sempre o álcool.
O que dói mais é saber que se tivesse tentado mais, se tivesse sido mais presente, se estivesse estado lá, tudo poderia ter sido diferente...esta é a pior dor de todas, saber que podia ser diferente se tivesse feito tudo de outra forma.

2009

2009 foi um ano igual a tantos outros, aconteceram-me coisas boas e coisas más, coisas que quero recordar e outras que quero esquecer, dias bons e outros nem por isso, momentos únicos, fantásticos, divertidos, tristes...enfim, houve de tudo.
Mas numa retrospectiva assim rápida posso dizer que até foi positivo...e que só espero que o que aí vem seja bem melhor.
2009
fiz um piercing (coisa que nunca pensei que fosse capaz, mais depressa fazia uma tatuagem) fui à capital uma data de vezes, fiz muitas compras por lá, conheci muitas de coisas novas e não perdi o bichinho que me faz adorar aquela cidade fui a muitos concertos e adorei todos conheci melhor algumas pessoas que já conhecia, fiz novas amizades, mantive as que já tinha desiludi-me com algumas pessoas mas a parte boa é que houve outras que me surpreenderam chorei sorri e ri estridentemente deixei crescer o cabelo, há pelo menos 11 anos que não estava tão comprido deixei de fumar...mas nestes dias apetece-me tanto, mas tenho uma aposta para …
I'm the rule, not the exception!!!


É mais ou menos isto, ver filmes lamechas logo pela manhã dá nestas coisas...
Só assim para entrarem no contexto, o filme é : He's just not that into you



Epah é já hoje

Pois é, aqui a Gaja bem que se tentou esquivar deste dia, adiei os planos até ao último minuto, não disse a muita gente (até à véspera) mas hoje é o tal dia...
Há coisa de 27 aninhos que caí neste mundo sem saber ao que vinha nem para o que vinha...mas cá estou.
Certas coisas em mim nunca mudaram, como o facto de ter sempre sono, ser friorenta (tipo bloco de gelo), tímida (há quem diga que não sou), doida, parvinha (coisa que adoro que me chamem)...enfim, sou como sou e é assim...de dia para dia mudo algumas coisas, melhoro outras mas nunca deixarei de ser quem sou... a Gaja.
Tentei ser uma mulher com M grande, mas porra andar de botas um dia inteiro é para masoquistas e eu não sou assim, por umas horas ainda vá...
Um dia, com algum esforço deixarei de ser aquela gaiata de calças descaídas, tennis largachões e riso estridente mas para já deixem-me lá curtir a minha juventude...
E hoje digo que sorrir é a melhor coisa do mundo mesmo que o sorriso esconda as lágrimas que por vezes querem cai…

O vazio

Pensei que estava vazia de sentimentos.
Pensei que já não sentia nada por ti.
Sentia-me vazia... mas não era de ti, não eram os sentimentos que tinha por ti, pois esses ainda continuam aqui.
Sinto algo, mas pensava que a questão era essa, que já não sentia... mas afinal ainda sinto o coração a palpitar, as borboletas no estômago, o sentir desfalecer porque não tenho força nas pernas, o rubor na cara cada vez que olho nos teus olhos... pensava que tinha perdido isso tudo, que fazia parte do passado... como é tão fácil iludir-me quando o assunto principal são os meus sentimentos por ti...
E que sentimentos são estes?!? Que raio de sentir é este que não quero sentir, talvez preferisse sentir o vazio de sentimentos a sentir o vazio que é não ter o teu cheiro em mim, o teu toque no meu corpo, o teu sussurro no meu ouvido, sem te ter em mim...
Afinal ainda sinto o que quero esquecer, o que não quero lembrar...e quando penso que já esqueci parece que tropeço em ti de propósito... se isso ainda f…
Levei uma noite inteira a perguntar-me se esta gente não tinha comida em casa...é que ainda estou cheia do almoço e até nem comi muito, na realidade, estou meio enjoada e só de olhar para a comida ainda fico mais agoniada...

Second Round : Natal

Nova tradição de Natal, não sei como vocês fazem as coisas, mas eu só costumo acordar mesmo a tempo de tomar um duche a sair para ir para o fantástico almoço de Natal, mas este ano inventámos uma nova tradição, pequeno almoço de Natal.
E que pequeno almoço fantástico, cheio de coisas boas e que engordam...só é pena é que nem assim conseguimos estar todas juntas, mas um dia conseguiremos ou pelo menos espero assim...o único senão é que não dormi quase nada...
E o meu Natal foi mais ou menos assim, correr de um lado para o outro mas feliz...
Prendinhas, bem o que me ofereceram dá para começar a nova fase da  Gaja...lol, fartei-me de ouvir elogios, não fossem eles a minha família que até contava para me alimentar o ego, mas assim também animou um bocadinho...
Agora vou ver se consigo inteirar-me do que se passa aqui nesta coisa de blogsfera porque a net hoje é precária e também não tenho muito tempo, que por aqui trabalha-se daqui a bocadinho :(


Mistério de Natal: Alguém roubou a minha árvore…

É quase Natal...

Espero que tenham sido simpáticos (as) e tenham limpado as chaminés para o gordo das barbas brancas, porque eu limpei e como prometido vai ter ali o seu chazinho e as suas bolachas de água e sal...



Desejo 
Um
Feliz Natal
para 
TODOS
vós :)



Vai ser primeiro Natal que não janto e nem almoço com a minha mãe...mas há que fazer sacrifícios :(
A minha mana já chegou e a viagem correu bem... tinha o coração nas mãos porque já sabia que eles vinham a pisar o risco com os prazos das entregas...mas já cá estão!!!

Isto dos posts agendados funcionam mesmo, a esta hora ainda estou a trabalhar...e ainda faltam umas 4horinhas para bazar...

Farmville e afins

Tão depressa veio a loucura como foi... a minha quinta, café e afins estão entregues aos vizinhos... já não há paciência e nem vontade.

Desafio

A Kitty do Amor a Dois deixou-me este desafio no seu blog e antes que me esqueça vou responder...cá vai, não sei se é bem isto mas...
No entanto, vou quebrar as regras, não vou passar a ninguém porque por onde ando já vi que este desafio foi respondido e não quero que se repitam...
O desafio consiste em dizer 5 manias minhas...nem sei bem que manias tenho mas deixa cá ver...

1- Sempre que chego a casa ligo o pc, mesmo que não lhe vá mexer mas é mais forte do que eu...

2-Estou sempre a dizer que tenho sono... por assim dizer é a frase que mais digo...até quando não tenho sono o digo... já é um hábito.

3- Quando acordo olho sempre para o telemóvel para ver as horas e se for cedinho volto para o lado e continuo o dormir

4- Sempre que tranco o carro confirmo 2/3vezes que o tranquei...isto porque antes o deixava sempre aberto...

5- Uso expressões irritantes ao falar, tipo... fantástico... oba oba... a maior parte delas num tom irónico.

E é mais ou menos isto...
O Inverno começou, e está mesmo tempo de Inverno... e eu gosto mesmo deste tempo (sim eu sei, sou um bocado masoquista) só me vai aborrecer ter de sair para ir trabalhar... mas é a vidinha...
Hoje é o dia mais pequeno do ano (supostamente) e ninguém vai reparar porque está de chuva e  não vai haver pôr do sol e por isso: era uma vez...
Recordo-me sempre deste dia porque há uns anos, num dos dias que passava com o meu pai ele disse-me isso e apesar de já ter aprendido na escola, fixei o que ele me disse, pela forma como me disse. Sei lá, são recordações, nesta época lembro-me sempre dele e o pior é que nem sempre é pelos melhores motivos...
Hoje estou chateada e apetece-me comer porcarias e ainda agora o dia começou...
Ainda para mais, disseram-me que o tempo no Norte de Espanha está intragável e as estradas estão fechadas por causa da neve e afins e a minha mana não tarda nada está a passar por lá para vir passar o Natal a casa, e tenho medo que eles fiquem presos na estrada. Enfim, o Nat…
Amigos como sempre
Dúvidas daqui pra frente
sobre os seus propósitos
é difícil não questionar.
Canto do telhado para toda a gente ouvir
os gatos dos vizinhos gostam de assistir.

Enquanto a musica não me acalmar
não vou descer, não vou enfrentar
o meu vício de ti não vai passar
e não percebo porque não esmorece
ao que parece o meu corpo não se esquece.

Não me esqueci, não antevi, não adormeci, o meu vício
de ti 

Levei-te à cidade, mostrei-te ruas e pontes
Sem receios atrai-te as minhas fontes
Por inspiração passamos onde mais ninguém passou
Ali algures algo entre nós se revelou.

Enquanto a música não me acalmar
não vou descer, não vou enfrentar
o meu vício de ti não vai passar
não percebo porque não esmorece
será melhor deixar andar
Será melhor deixar andar

Não me esqueci, não antevi, não adormeci, o meu vício
de ti

Eu canto a sós pra cidade ouvir
e entre nós há promessas por cumprir
mas sei que nada vai mudar
o meu vício de ti não vai passar, não vai passar...

a Gaja e os sismos

Posso dizer que o tempo que perderam em acções de formação comigo na escola foram bem empregues...isto porque quando se deu o sismo, levei uns bons 30 segundos a perceber o que se passava, no meu quarto comecei a ouvir uns barulhos e senti a cama a mexer...assim que me mentalizei que podia ser um sismo, e que o melhor a fazer era sair de casa, acendi a luz peguei no tlm e levantei-me...sim, ia mesmo sair. Descalça, como meu pijama velhinho (mas tão confortável), sem óculos nem nada. O primeiro objecto que peguei foi o tlm, podia ficar sem casa e despida, mas o telemóvel levava comigo... foi uma sorte não ter pegado no portátil...
Não cheguei a sair mas faltou mesmo pouco, por isso quando me dizem que foi uns segundos não acredito porque ainda tive tempo de fazer muita coisa.
Agora descobri que o meu estômago é muito sensivel, que enjoo a andar de carro já é muito batido, que enjoa com sismos é que não... por isso sra mãe Natureza não aprontes muitas coisas destas que não achei a menor p…

Julie & Julia

Fui com a Su ver este filme e adorámos. É daqueles filmes que não me importava nada de ver em casa em vez de gastar um dinheirão no cinema, mas devido ao meu problema com as legendas... lá vou indo ao cinema gastar fortunas para ver uns filmezitos... Posso dizer que saí de lá com uma vontade de comer e de fazer comida que nem imagimam...De si, já adoro cozinhar e depois de ver este filme ainda fiquei com mais vontade, não fosse eu não poder comer uma data de coisas que era ver-me a pegar nas minhas revistas de culinária (que são muitas), agarrar-me ao fogão e fazia tudinho também... tenho é de arranjar mais cobaias...alguém se oferece?

Inscrevi-me

No Super blog Awards, categoria pessoal...por isso minha gente quando chegar a altura da votação façam o favor de votar em mim...nunca se sabe...


Dúvidas

Desde pequena que oiço a história que temos que ter cuecas azuis no Ano Novo. Agora alguém que me explique como é a tradição, se tenho de passar a meia noite com elas vestidas ou se tenho de as vestir no dia 1...Minha gente, preciso mesmo de esclarecer esta dúvida antes da Passagem de Ano, é que este ano as cuecas vão ser azuis...

Até andei à procura de imagens de cueca azul, mas acho que ainda me iriam dizer que este blog continha pornografia, por isso usem a imaginação... lol

Vou só ali...

....comprar uma lata de tinta para dar cor à minha vida, já volto...


Ai que isto das publicidades de Natal já me começam a chatear

Para não variar muito aquela publicidade do Pingo Doce já era assim irritante, agora a versão de Natal só me aborrece mais um bocado...e é ver-me, quando começa a dar na rádio ou na Tv, a cantarolar com os meus botões...Por acaso sabem se já há alguma vaga no Júlio de Matos?...é que este é o primeiro sinal que estou a atingir o auge da minha loucura...
Depois e que não fica muito atrás (ai a inveja é uma coisa tão feia) é aquela publicidade do Baileys em que há aquela gaja a cantar: 'let it snow let it snow', é que além daquilo passar assim umas quatros vezes em qualquer intervalo a gaja tem uns lábios mesmo sexy's (ou pelo menos eu acho) e fico a roer-me de inveja porque também queria ter uns assim...








O nome do hospital mal escrito era só para ver se estavam atentas...lolololol

Coisas que me irritam...

A sério, sei que estou a ser demasiado exigente com a maioria da população que escreve o suposto Português mas por favor PAREM de me mandar sms com muitos x's e esqueçam mudar palavras, fazer abreviaturas que não lembra a ninguém (muito menos a mim) porque eu levo no mínimo 10 minutos a decifrar sms dessas...
Sei que a maioria das pessoas faz isso, mas infelizmente eu não consigo...não consigo matar o Português...para mim o cúmulo foi quando as caloiras do meu curso colaram um cartaz à entrada da ESE a dizer : 'Não mecher'...
Quando chegamos a esse ponto é porque temos que fazer algo... e que tal escrever correctamente.
Sei que dá uma trabalheira enorme usar o 'e', o 's', o 'q'... mas please... façam esse favorzinho... não vou gostar nada que comecem a escrever o meu nome com um X em vez do S...

Também já me chateia um bocado os virus do msn...é assim um bocado chato estarem constantemente a enviarem-me virus...tipo já apagavam isso...não?

Hoje acordei assim...

Hoje lembrei-me desta música, mas não a tinha aqui para ouvir, então bora lá ao you tube... e nada melhor que partilhar com vocês...mas aviso já que o video tem um problema qualquer que no fim fica a repetir...

Ornatos Violeta - Ouvi dizer
Ouvi dizer que o nosso amor acabou.
Pois eu não tive a noção do seu fim!
Pelo que eu já tentei,
Eu não vou vê-lo em mim:
Se eu não tive a noção de ver nascer um homem.
E ao que eu vejo,
Tudo foi para ti
Uma estúpida canção que só eu ouvi!
E eu fiquei com tanto para dar!
E agora
Não vais achar nada bem
Que eu pague a conta em raiva!
E pudesse eu pagar de outra forma!
Ouvi dizer que o mundo acaba amanhã,
E eu tinha tantos planos pra depois!
Fui eu quem virou as páginas
Na pressa de chegar até nós;
Sem tirar das palavras seu cruel sentido!
Sobre a razão estar cega:
Resta-me apenas uma razão,
Um dia vais ser tu
E um homem como tu;
Como eu não fui;
Um dia vou-te ouvir dizer:
E pudesse eu pagar de outra forma!
Sei que um dia vais dizer:
E pudesse eu pagar de outra forma!
A cidade est…

Com o Natal à porta, ofereceram-me dois selinhos :)

O primeiro selo foi oferecido pelo Ergela do A Noite do Lobo, mas pelos vistos ele não tem regras por isso cá fica...



 O segundo selo que ganhei dá a entender que o meu blog é o remédio para todas as mazelas, por isso quanto à gripe A, qual Tamiflu (ou sei lá como se escreve) passem aqui umas horas a ler estas minhas parvoíces que ficam logo prontos (as) para outra gripe...é remédio santo. (LOL) Quem mo deu foi a Mariquita do Em Ponto de Rebuçado.




Pelo que percebi nem um nem o outro têm regras por isso vou pedir que todos os meus seguidores os levem como uma prendinha de Natal adiantada... sei que o correcto era pôr aqui todos os blogues, mas meus queridos (as) isso ía dar-me muito trabalho e hoje estou com a preguiça no auge...não levem a mal.

Ouviste?

Saí sem nada dizer, virei as costas e saí. 
Tu nem reparaste que saí da tua vida, não quisseste vir atrás, não quisseste correr e eu saí.
Saí para nunca mais voltar, saí porque não quis mais esta brincadeira.
Simplesmente saí.

 Ainda não deste por isso? 

Oh!!!mas eu já saí. Não foi hoje, não foi ontem, não foi na semana passada, nem no mês passado...saí quando nem sequer chequei a entrar...

Não ouviste a porta a bater? 

Mas eu saí e bati a porta ruidosamente para te dar uma oportunidade de vires atrás quando percebesses que já tinha saido.
Não vieste e eu saí.
Saí mas acho que no fundo continuo à espera, não sei do quê se fui eu que saí.

Só gostava de perceber porque saí e porque não vieste à minha procura...
oh!!! era porque não tinha de ser...

Para mais tarde recordar

Ao fim de 9 anos... de lágrimas, sorrisos, discusões, alegrias, fases boas e más, conhecer muita gente, fazer amizades, são momentos destes que nos fazem acreditar que vale a pena.
Não posso deixar de dizer que o que sou hoje, muito foi em função do que vivi entre aquelas 4 paredes, e  de que apesar de muitas vezes me apetecer virar as costas e sair, irá ser sempre a Tlp... mas um dia, esse dia vai chegar...
Faltam aqui muitas marcas, de pessoas inesqueciveis que por lá já passaram, que por lá ainda andam mas não podemos estar todos sempre juntos...
Meninas para a semana há mais e no sítio do costume...

Conversas...

# Sabes que para alguém entrar na tua vida, TU tens de deixar. Tens de abrir o coração e permitir que ele te vá conhecendo, se vá apaixonando...Deixaste?

$ Deixei o quê?

# Entrar na tua vida, no teu coração.

$ Não, tinha medo.

# Medo do quê?

$ Que me magoassem, de sofrer, sei lá... tive medo.

# Quem tem medo compra um cão e tu tens dois por isso faz-te à vida e deixa-te de balelas...deves querer milagres...


E mais uma vez está tudo dito...


É Dezembro!!! é normal que esteja assim....

Às vezes queria chegar aqui e dizer tudo assim como se nada dissesse. Escrever como se não me importasse de quem vai ler e o que vão perceber. Simplesmente escrever sabendo que não serei julgada e que não me irão apontar o dedo. Queria só chegar aqui e dizer tudo, ao invés de não dizer nada. Queria que todos me percebessem e compreendessem...

Queria simplesmente despir a capa com que me tapei e dizer tudo sem medo de reacções. Não pretendo de forma alguma magoar alguém ou fazer disto uma lavagem de roupa suja, longe de mim tal coisa. Os pensamentos menos bons guardo para mim e só para mim, mas queria não ter este receio de escrever.
Daí as pessoas quererem muitas vezes ter blogues anónimos, talvez um dia possa criar um com esse fim, para já só me apetece deixar esta forma confusa com que escrevo e passar a ser clara e transparente. Mas tenho receio de meter a pata na poça...

Querido Pai Natal

Esta é a primeira vez que te escrevo, pois acho que nos inocentes 26 aninhos nunca acreditei muito em ti, na minha infância a história do Pai Natal que desce a chaminé e que corre o mundo durante a noite não foi lá muito convincente. Depois qual é o Pai Natal que diz a uma criança: 'A prenda é pelo Natal e pelos anos...' a criança fica logo traumatizada, lá quer saber do gordo de barbas brancas que só lhe traz uma prenda por ano, quando as outras crianças ganham duas...
Por isso desta vez acho por bem dizer já o que quero que é para não te dar muito trabalho e nem fazeres as habituais asneiras...e porque este ano eu portei-me mesmo bem, podes perguntar a quem passa por aqui que não têm nada a apontar. a Gaja é um doce de pessoa, meiga como nunca visto, não se irritou com ninguém, não gritou, não esperneou... em suma, fui um anjinho.

Cá vai:
muita roupa nova porque felizmente não tenho nada que me fique assim melhorzinho, se é que me entendes... já deixei reservadas em algumas loj…

Pensamentos dispersos

Às vezes pergunto-me se nos dias que correm as pessoas ainda amam…
Pergunto-me se ainda gostam daqueles pequenos defeitos que fazem de nós o que somos… Se ainda se desejam… Se ainda querem amar… Se querem aquele aconchego… Se querem alguém ali que não se questione o porquê de estar ali, simplesmente está porque o seu coração diz que é ali que deve estar…
Sei que pareço doida por isto, mas o amor faz-me alguma confusão ao sistema nervoso. Possivelmente sou mais uma daquelas pessoas frias que não amam com medo de serem magoadas. Ou que já foram tão magoadas que têm medo de se magoar outra vez.
Simplesmente o amor assusta-me, mas não é por isso que não quero amar e ser amada. Se tenho medo que me magoem, tenho, mas é um risco que estou disposta a correr.
Agora o que não entendo é aquelas pessoas que dizem amar, amar como se o mundo fosse acabar, pregam aos sete ventos que amam aquela pessoa, que são os melhores dias das suas vidas e que passado um mês o amor acaba e que é tão simples como a…

Lua nova

Como não podia deixar de ser, ontem lá fui ver o filme. Nada daquelas loucuras que se falava, com salas esgotadas, confusão para comprar os bilhetes, fazer reservas... Nada disso, foi chegar lá, comprar os bilhetes, ir jantar, voltar para beber café e comprar as pipocas e procurar o nosso lugar.
O filme, bem esse está um bocado aquém do que eu imaginava, gostei da banda sonora... mas devo dizer que suspirei junto às adolescentes de 16 aninhos ou menos, quando o Taylor Launter despiu a blusa pela primeira vez... é que realmente o rapaz tem um corpo de fazer suspirar qualquer uma ao contrário do Robert Pettinson que quando aparece sem blusa parece assim uma coisa do outro mundo. Como podem andar por aí a dizer que ele é o homem mais bonito do mundo...longe disso.
Mas o filme, bem esse é assim um bocado grande, mas vê-se bem... agora tenho de esperar mais um ano pelo terceiro...oh! God.

Não há nada como...

...noites passadas com os nossos amigos.  As conversas, as brincadeiras, a cumplicidade...enfim, a amizade no seu estado mais puro que a taxa alcoolémica permite. O quarteto volta à carga... ups, afinal já não somos o quarteto...


Nada como umas boas caipiblack's (as melhores da cidade) para começar a noite no lugar do costume...




entre uma mini e um pica pau...




até o sol nascer na linha do horizonte...

a Gaja e as compras

A Gaja e as compras têm assim uma relação amor/ódio.
Como Gaja não tenho a menor paciência para andar às compras e muito menos compras de Natal, mas, como qualquer gaja, também gosto de ter coisas novas e como tal gastar montes de dinheiro mal gasto.
Tinha tirado o dia para começar e quiçá acabar as compras de Natal... a parte boa é que já comprei três prendas... a parte má é que ainda faltam algumas. Vontade e imaginação que é bom, também não há.

Por isso minha gente, se alguém tiver ideias fantásticas de prendas para os meus queridos cunhados, rapazes simpáticos e casados com as minhas manas mais velhas, avisem-me... se alguém tiver ideias para uma prenda para a minha mãe, também aceito... humm, para um puto reguila, para uma míuda muito fixe, para as minhas manas... enfim, aceito ideias para quase toda a minha família. E se houver alguém que se voluntarie para ir comprar melhor ainda...

Sim eu sei, hoje estou rabugenta e chata...

Diz-me com quem andas, que eu dir-te-ei quem és!!!


Somos o que somos por andarmos com quem andamos?
Devemos ligar a aparências ou devemos tentar conhecer realmente as pessoas... descobrir a sua verdadeira essência e não catalogá-las consoante as pessoas que as acompanham.









Sobre a vizinha do post anterior, como eu sou uma querida não fiz nada do que disse que ia fazer... falo muito e depois faço pouco... é assim.

A minha vizinha

Não gosta de mim, só pode.
Como é possivel ela não gostar de mim perguntam-se vocês, pois bem não sei.
 A dita senhora parece que me anda a controlar os horários. Isto porque, se me deito tarde (ou cedo, depende do contexto), lá para as 9:30 ela pôe o rádio a tocar bem alto. Assim, a modos que a servir tipo despertador. Desta vez a dita sra teve mais criatividade e não é que pôs a a Tv no máximo... só pode, porque acordei a ouvir as gargalhas do Goucha naquele programa da manhã.
Agora também já não gosto dela, fiquei chateada... tinha acabado de me deitar e com aquelas gargalhadas na minha cabeça não consegui pregar olho...
Se fiquei fula? Fiquei... quando chegar do trabalho amanhã à noite ela vai ver, ou melhor vai ouvir... o meu cd dos The Gift que ja anda a tocar por aqui pela terceira semana consecutiva...depois eu e ela logo falamos... ou melhor devo é falar com os srs agentes da PSP. Já tou a fazer a novela toda.
Mas a partir de hoje acho que já não vou sorrir e dizer bom dia quando …

E o boteco hoje está de festa...

É com muito gosto que começo o mês a anunciar que chegámos às 10000 visitas. Com 57 seguidores e com estas visitas todas, hoje é dia de festa... por isso vamos lá atirar serpentinas e confetis (não sei se é assim que se escreve), abrir um bom espumante e comer uma fatia de bolo...

A realidade é que uma boa parte dessas visitas são minhas que há falta de ter algo útil para fazer vou só ali ao blog ver se tenho algum comentário ou se alguém postou algo novo para cuscar... vida de blogueira é cansativa.

Obrigado a todos(as), sem vocês isto não era a mesma coisa...ai não era não.