quinta-feira, 30 de setembro de 2010

E vocês, concordam ou não?


'As mulheres podem tornar-se facilmente amigas de um homem; mas, para manter essa amizade, torna-se indispensável o concurso de uma pequena antipatia física.'

Estou a modos que a concordar com esta pequena frase. A amizade é algo muito relativo entre um homem e uma mulher...mas também pode ser um sentimento natural e genuíno.

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Ocupação de tempos livres

Não é segredo que uma das várias ocupações do meu tempo livre é a ver series...mas como sou uma pessoa ocupada e com alguma dificuldade em conseguir as coisas que quero ver (se não é a legenda é a qualidade e vice versa) atraso-me sempre muito em comparação com a realidade. Já acabei de ver Dexter, espero ansiosamente pelos novos episódios que vou ter em breve (?!) mas entretanto vou deixar-me envolver por uma família disfuncional mas totalmente funcional, Brothers and Sisters. Gosto de famílias grandes, problemáticas, unidas, sinceras, presentes, etc... e até tenho uma família relativamente grande, unida, problemática, etc. Discutimos, fazemos as pazes, cortamos na casaca umas das outras mas estamos sempre lá quando é necessário. Apesar de tudo a minha família é unida. E é por isto que esta série me chama tanto a atenção... e ainda tenho tanto para ver...

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Um dia alguém disse: 

Gosto quando escreves sobre mim.

Ao que devia ter respondido: 

Nem te passa pela cabeça que TUDO é sobre ti... (não disse mas pensei)


e agora que deixou de ser sobre ti nem sei bem do que vai ser...talvez deixe de ser...

Ainda sou do tempo de ...


I'm a big big girl
In a big big world

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Eu tenho uma amiga...

...e que amiga!!!!


xD

Depois temos dias assim, como este...

...em que me desiludo com algumas pessoas que estão à minha volta. Em que simplesmente deixo de acreditar que isto faça sentido. Claro que há pessoas e pessoas. e também devo desiludir as pessoas que estão à minha volta. No final, nada faz mais sentido que no inicio... Simplesmente o que nunca fez nunca há-de fazer.

Idolos

Este vai ser o primeiro e o último post que faço sobre este programa.

Mas aquela gente ganha alguma coisa para ir fazer figurinhas para ali?? É que se ganharem bem eu também vou, sou a primeira da fila...garanto que faço com que as audiências subam...


Mas será que não há coisas melhores para dar na TV ao Domingo à noite...na rtp 1 estava a dar um filme com um gajo lindo mas acabou :(

domingo, 26 de setembro de 2010

Apetece-me...

...sair daqui em busca do desconhecido.

Só para quem vê Dexter...

O titulo informativo é só para facilitar a vida aqueles que não vão entender nada daquilo que escrevo...

É só a mim, ou a vocês, fãs de Dexter, ou a mulher dele também vos irrita um bocado?
Antes deles casarem até achava ela querida e muito cutxi cutxi mas depois a mulher teve ali um curto circuito qualquer. Aquela mulher só complica. À mínima coisa é terapias , é desconfianças, é merdinhas que não lembra a ninguém. E depois é toda queridinha a falar, toda melosa...ai que aborrecimento que a gaja me dá. Eu sei que o gajo é um serial killer e que corta pessoas aos bocados mas na verdade ele é um querido...fofo, mas fofo que só visto...

sábado, 25 de setembro de 2010

Dias...

Tenho dias que caio na realidade e que tenho a noção do quanto ridículo isto pode ser. 
Do quanto parva, idiota, burra, consigo ser comigo mesma. Só eu é que não percebo, só eu é que não consigo ver, só eu é que me iludo. 
Se ao menos ainda tivesse razões para tal, se ao menos ainda tivesse algum motivo que me levasse a acreditar, até compreenderia esta minha posição. 
Não admito que me digam para sair deste sonho, não admito que me digam que só eu é que não percebo, não admito que seja só um sonho. 
Tem dias em que acordo e digo-me: BASTA, tudo tem um limite. Tu não precisas disto, és muito mais que isto. Mas depois há uma sms, um telefonema, uma conversa, algo que não é nada mas que acalenta o sonho. Algo que sem intenção faz com que o sonho continue e não pare. 
Ás vezes sinto que só nesse sonho é que me encontro, no entanto, tenho a noção que é quando menos sou  eu, sou outra pessoa. 
Vivo num sonho, numa ilusão mas depois tenho dias em que sei que não passa disso, em que sei que nada vai mudar. Ou seja, eu é que tenho de sair deste sonho. 
Agora pergunto: como é que se sai de um sonho onde nos sentimos bem, mas que temos a noção da dura realidade, que não passa de um sonho. Até que ponto o ser humano vive no seu sonho?
Tem dias em que não me apetece sonhar mais, tem dias em que só me apetece deixar de sonhar. Sonhar faz-me sentir viva, sonhar faz-me sentir o coração a bater.
Tudo tem dias, hoje não sonho, simplesmente vivo  e tu não fazes parte da minha vida, infelizmente...

Desafio

A Denise Luz do blogue Há luz ao fundo do túnel propôs-me este desafio há muito tempo e como prometido ele cá está...tinha de ter tempo e paciência para isto e já que no mês de Setembro tenho que pôr as coisas em dia cá está.

O desafio consiste em:

1) Pôr o Windows Media Player [ou outro qualquer] no modo aleatório.
2) Carregar "seguinte" para cada pergunta.
3) Usar o título da música como resposta a cada pergunta, mesmo que não faça sentido e sem fazer batota!
4) Fazer comentários às perguntas/respostas.

1 - Como te sentes hoje?
Pedro Abrunhosa - Agarra-me esta noite.
Esta noite ou uma qualquer o que é preciso é que me agarres...boa música para começar, sem dúvida.

2 - Vais ser alguém na vida?
Alanis Morissette - Mary Jane
Não ouvia esta música com atenção há muito tempo mesmo...mas sim, estou lá, na direcção errada. Mas que raio é isto, deitar-me abaixo logo na segunda música...vou acabar a chorar.

3 - Como os teus amigos te vêem?
Jack White & Alicia Keys - Another way to die
Realmente os meus amigos andam a perguntar-se o que se passa realmente comigo. Mas que raio de música é esta para a forma como os meus amigos me vêem, será que não confiam em mim os sacanas???

4 - Vais casar?
Joss Stone - 4 and 20
Mas que raio de pergunta é esta, claro que não, mas vá poderia ponderar no assunto e não, não estou farta de esperar... se aparecer um gajo com o qual me sinta capaz de dar tal passo... porque não. Até estou a achar piada a isto.

5 - Qual é a música do teu melhor amigo?
Alicia Keys - Empire State of mind part II
Mas olha lá, tu andas com vontade de ir a New York? Por acaso cá me cheira que não há nada neste meu pc que possa ser a música do meu melhor amigo...é que nós andamos em mundos musicais totalmente diferentes.

6 - Qual é a história da tua vida?
Joss Stone - Lady
Mas que raio é isto??? Não podia ter saído uma música mais relacionada comigo??? Acho que vou sabotar este desafio...

7 - Como é que foi a escola secundária?
Seal - I´m still in love in love with you

8 - Como é que podes ir adiante na vida?
Styllus Rob - Innima Tora
Realmente foi uma festa pegada...

9 - Qual é a melhor coisa nos teus amigos?
Coldplay - High Speed
Alta velocidade!!

10 - O que é que está "in" esta semana?
Joss Stone - Propper Nice
Acho que isto está viciado, com tanta música que está para passar está sempre a sair do mesmo cd. estou a ficar assustada com estas associações...

11 - Como é a tua vida?
Seal - Love´s Divine
Ok, é agora que vou bater a retirada...isto está a ficar deprimente...

12 - Que música vai tocar no teu funeral?
Mesa - No one knows
Na verdade ninguém saberá...boa escolha, mas não seria esta a primeira escolha.

13 - Como é que o mundo te vê?
Alexandra Burke - Hallelujah
Aleluia Irmão... mas que raio, porque não fiz uma selecção do que tinha no pc antes de por isto a rodar.

14- Vais ter uma vida feliz?
Florence and the Machine - Blinding
É isso, se não acordar vou continuar a deixar passar por mim todas aquelas coisas boas que fazem a vida ser feliz.

15 - O que é que os teus amigos REALMENTE pensam sobre ti?
Ferro Gaita - Rei di Tabanka
Não façam perguntas ok?

16 - As pessoas têm inveja de ti?
Tom Snare - Other city
Mas porque raio estou com a sensação que estou a ouvir algumas músicas pela primeira vez...mas se têm inveja podem parar com isso que não tenho grandes coisas para invejar além de ser uma pessoa linda e maravilhosa e ter nascido num berço de palha tal e qual o Menino Jesus.

17- Como te podes fazer feliz?
Alicia Keys & Beyoncé - Put it in a Love song
E cá está mais uma que nunca tinha ouvido, e posso dizer que este último cd da Alicia está a deixar muito a desejar...mas garanto que se me fizerem uma musica de amor lamechas vou fazer aquela cara de meio surpresa e do tipo: Eu não gosto destas coisas..., mas depois vou dizer: Oh que fofo, que querido mas não voltes a repetir,ok?

18 - Com que música farias um striptease?
50 Cent feat Justin Timbarlake - Ayo Technology
Se soubessem o quanto detesto esta música em qualquer versão não a iam por para fazer um striptease...era um pirafo perdido.

19 - Se um homem numa carrinha te oferecesse um doce, o que farias?
Rihana - Take a Bow
Realmente não quero pensar nisso, os meus pais sempre me disseram que não aceitasse nada de estranhos...e nunca aceitei. O mais certo era manda-lo ir dar uma curva...não é qualquer doce que faz mudar os princípios que me ensinaram.

20 - O que é a tua mãe pensa de ti?
Yann Tiersen - La Valse d'Amelie
Sim, realmente a minha mãe acha que eu sou assim, nada a acrescentar

21- Qual é o teu segredo mais escuro e profundo?
Nikolaj Grandjean - Heroes & Saints
Está tudo perfeito assim mesmo...longe da perfeição. Esta música está a parecer-me um bocado mórbida.

22 - Qual é a música do teu inimigo mortal?
The Veils - The leavers dance
E logo eu que adorava esta música...não faz sentido ou então sou eu que não quero que faça.

23 - Como é a tua personalidade?
Linkin Park - Leave out the rest
Estou a sentir a coisa um tanto ou quanto mórbida aqui para estes lados...irra que eu sou inesquecível para aqueles que me conhecem e que minimamente gostam de mim...mas sim esqueçam o resto e centrem-se no que realmente importa.

24- Que música vai tocar no dia do teu casamento?
Band of Skulls - Friends
Banda Sonora do Lua Nova...até não me importava muito. Mas voltamos ao mesmo, eu não quero casar...não vou encher bocas a ninguém e nem me comprometer com alguém pelo risco de isso sair furado...Não faço as coisas por menos ou é para sempre ou então não é...e como o para sempre é relativo e depende de muita coisa e as pessoas mudam muito não tenciono assinar um papel que me vai ligar a alguém para o resto da vida. Mas na verdade os meus amigos são os meus amigos e são lindos e fantásticos :) e claro que se uma dia mudar de opinião e casar eles t~em que estar lá para partilhar a loucura comigo.

25 - Que música vai tocar na tua lua-de-mel?
Coldplay - Green Eyes
Mesmo sem me casar posso fazer várias luas de mel, certo? Mas esta música não tem muita lógica, visto que os meus olhos não são verdes...são de uma cor indefinida...isto queria dizer que o gajo estaria a pensar noutra gaja de olhos verdes e estava logo a barraca armada, divórcio certo.

26 - O que os desconhecidos acham de ti?
The Killers - A white demon love song
Banda sonora do Lua Nova outra vez, isto está viciado. Só pode. Os desconhecidos não podem achar nada porque não me conhecem mas normalmente nunca vão muito à bola comigo porque eu sou assim tipo bicho do mato e anti social e antipática e distante...depois revelo-me e passam a adorar-me ahahahahahahahah (imaginem esta gargalhada assim meio diabólica que é para combinar com a música).

Estava a ver que isto nunca mais acabava...irra que coisa que me deu tanto trabalho.
Agora façam favor de pegar nisto e responderem lá nos vossos blogues é que isto deu-me muito trabalho para ficar aqui esquecido...

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Hoje é só isto....

...falas muito bem mas não me convences.
Não me venham cá com tretas e com conversas muito giras de que basta sonhar e ir atrás...ou se tem uma carteira recheada por trás ou então o sonho não passa mesmo disso, um sonho. 
Ou deixas de viver ou, então, vives sempre atrás de algo que nunca saberás se conseguirás realizar.
É sempre tudo muito giro na teoria, porque na prática as coisas têm sempre o problema monetário como o principal...
Nem sempre que uma porta se fecha, se abre um janela. Ás vezes temos que procurar por outra porta, ou por uma fresta, qualquer ponto de luz que nos siga.

Se fico chateada? Não, mas aborrece-me um bocado.


Saio do trabalho tarde e a más horas, cansada e a precisar de um banho relaxante... entro no carro e sinto que o ambientador apesar de novo não deita cheiro nenhum (acho que passou a validade), não passa nenhuma música de jeito no rádio, apanho os semáforos todos vermelhos (quatro, numa recta) e quando chego à minha rua tenho uns filhos da mãe que ao estacionarem ocuparam o lugar de pelo menos mais três carros... apesar de ter um carro pequeno tenho que dar umas quatro voltas ao quarteirão que isto aqui é só sentidos proibidos e obrigatórios e ainda tenho que ir deixar o carro no cu de Judas... Ninguém merece e muito menos eu!!!

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Digam o que disserem, mas...


... as classes sociais são cada vez mais distintas. Cada vez mais, há uma maior diferença das classes, não há aquele meio termo. O rico não dá porque não quer ficar com menos e o pobre quer sempre mais porque o que tem nunca chega. Era tão bom se vivêssemos num mundo igual. Com oportunidades iguais para todos, vivências, sonhos, desejos. Há aqueles que desejam ter pão para comer... depois há aqueles que jogam pão fora todos os dias só porque sim. Onde é que está a igualdade?!?

A história deste Blogue

Este blogue surgiu de uma conversa de amigas, uma brincadeira porque me disseram que eu até era capaz de ter jeito para a coisa. O nome foi ao calhas e porque queríamos algo que até soasse a sexy... tenho cá um jeito para a coisa que saiu a Gaja  nos seus Desabafos de Gaja
Mas, além dessa brincadeira, este blogue nasceu na vontade de me apetecer falar sobre certas coisas e ter a sensação que não há ninguém para me ouvir.
Hoje e sempre sei que haverá sempre alguém por perto para falar das minhas coisas...mas com o tempo as minhas coisas, ficaram cada vez mais, minhas. Sou uma rapariga que falo demasiado mas ao mesmo tempo não digo nada. Detesto sentir que estou a maçar as pessoas com as minhas coisas...afinal as minhas coisas não são nada ao lado de problemas que outras têm. As minhas coisas são as minhas coisas.
São essas mesmas coisas que às vezes gostava de conseguir publicar aqui.
Tenho a total noção que tenho a mesma quantidade de post's guardados, que tenho de editados...e ainda ficam de fora aquelas brilhantes ideias que tenho ao longo do dia e que depois se desvanecem e não chegam  a passar para aqui... já era hora de me deixar destas mariquices e publicar tudo o que vai nesta cabeça, ou é melhor continuar assim, sem nada dizer mas dizer tudo ao mesmo tempo? Continuar a guardar tudo e sem maçar ninguém... às vezes pergunto-me: Se realmente quando ninguém nos ouve o melhor é escrever tudo o que nos vai na alma?

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Sinto, sei que sinto...

...uma dor que não sei explicar. Às vezes, algo desperta em mim uma dor tão profunda no coração. Mas não é uma dor fisica, não é uma dor que posso dizer que é relacionada com a saúde. É algo mais intimo. É uma dor tão profunda e que dói tanto, mas tanto que não é qualificável... é como se fosse um aperto no coração.
Nesses momentos só penso se todos aqueles que são importantes para mim estão bem. Há coisas que não conseguiria suportar agora. Só sei que a dor continua, o aperto, o vazio. É algo que não sei explicar.

Ainda sou do tempo de ...


Sei que a maioria não sabe sequer o que é isto... mas era o que de melhor se fazia no Algarve há uns anos atrás. Esta semana há mais disto na Recepção ao Caloiro. Não me canso de ouvir. Simples mas é da terra e dá sempre uma boa gargalhada...

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Isto vem um bocado atrasado mas estou a tentar por tudo em ordem...esta semana é que é.

1. Referir quem é que ofereceu o selo
Foi a Sofia do blogue Devaneios Infundados

2. Qual é o teu chá preferido:
Chá de menta e um da lipton que é o Morroco

3. Quantas colheres de açúcar costumas meter?
Não gosto de pôr açúcar no chá e nem posso. Gosto de sentir o seu aroma...

4. Passar o selo para 6 pessoas
Passo a todos os amantes de chá...não se acanhem, peguem e levem convosco e digam-me as vossas preferências.

A praia roubada.

Fiquei de cá vir falar do livro que tinha comprado para ajudar na aventura d'A Maria e o Gato, mas fui deixando passar e passar e não pus nada. Tenho a dizer que o livro chegou cá no segundo dia posterior a fazer a transferência. Está em óptimo estado e estou a contar poder ajudar mais, porque nunca devemos desistir dos nossos sonhos. Agora que acabei de ler o PS I Love you vou começar este e desejo que seja uma história tão envolvente como a anterior. 


Encerradas numa pequena ilha na costa do Atlântico, duas comunidades vivem de costas voltadas entre si. Enquanto La Houssinière se transformou numa cidade próspera devido ao turismo que a única praia de toda a ilha lhe proporciona, Les Salants permaneceu esquecida no tempo, habitada apenas por pescadores e marinheiros que, tal como a vida que levam, são rudes e amargos. Mado nasceu em Les Salants, mas cedo partiu com a mãe para Paris. Após a morte desta, a jovem decide voltar à ilha da sua infância e reencontrar o pai. Mas o regresso ao passado não é fácil. A ilha, constantemente varrida por um vento inclemente, encerra em si todo um universo de mistérios e contradições, inacessíveis a uma «desconhecida». Mas, estranhamente, tal parece não ter acontecido com Flynn, um jovem irlandês que, embora recém-chegado, é alvo da afeição e da confiança de todos, até do pai de Mado, um homem cujo coração está fechado para o mundo e que se mantém teimosamente recolhido num silêncio sepulcral. Face a uma comunidade fechada, supersticiosa e apostada em manter acesos ódios ancestrais, Mado decide desafiar a sorte e as marés e consegue vencer o orgulho e as crenças dos habitantes de Les Salants. Juntos, vão tentar mudar o futuro da povoação e o seu próprio destino. Para Mado, esta vai ser uma incursão no amor e o (re)encontro com os valores familiares e comunitários. Poderá um castelo de areia sobreviver às marés?

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Há pessoas que pensam que não...

...mas eu posso afirmar que sim, que consigo ter uma vida social perfeitamente normal sem ser necessário ter um namorado obrigatóriamente.
Sei que é dificil para algumas mentes mais tacanhas deste mundo acreditarem que isso é possivel mas eu faço mais qualquer coisa além de casa trabalho e trabalho casa. Tenho vida própria. É bom que saibam que também tenho amigos com quem sair, pessoas com quem quero estar. Faço tudo o que os outros fazem e secalhar até com mais qualidade...Vou jantar fora, vou ao cinema, vou comer gelados e lanchar...também tenho companhia para almoçar se quiser, enfim, a única coisa que não tenho é alguém deitado ao meu lado na minha cama e mesmo assim isso é relativo. Tenho familia e amigos, tenho pessoas com quem gosto de falar e estar. Sou praticamente normal só não tenho é namorado, ponto final parágrafo.
Isto de acharem que lá porque não tenho namorado não preciso de certas coisas aborrece-me, chateia-me e deixa-me triste. Será que as mentes são tão pequenas que acham que é sempre preciso fazer tudo a dois? Será que só posso ter direito a sopas e descanso e horários decentes se tiver um gajo em casa à minha espera?  Não seja por isso, a Gaja vai já abrir inscrições para ter um gajo aqui à sua disposição... 

O Outono está quase a chegar...


e eu fico feliz por isso. Gosto de sentir o frio pela manhã. Gosto dos dias mais pequenos. Gosto de ver as folhas a cair. Gosto de usar casacos e cachecóis. Gosto de ir à praia ver o pôr do sol com algumas nuvens. Simplesmente gosto.

domingo, 19 de setembro de 2010

às vezes reparo que há pessoas que são felizes com as desgraças dos outros. Parece que ficam mais alegres se alguém que caminhe a seu lado tropeça, que a vida não lhe sorria. Já vi disso por perto, já vivi isso na pele.
Porque raio eu não sou capaz de ficar feliz com as desgraças dos outros, porque será que sinto que sou só eu a preocupar-me com os outros, com aqueles que sinto que preciso deles por perto e felizes para  eu poder estar bem. Talvez se eles não precisam de mim e não se preocupam comigo eu também deveria não me importar, não querer ser capaz... e porque raio eu quero sempre saber, me preocupo, tento estar lá.



Sinto a tua falta, a tua presença, o teu sorriso...

sábado, 18 de setembro de 2010

Tenho cá para mim...


...que quem desenha/cria certas roupas não as passa a ferro. Há certas coisas com determinados penduricalhos e merdas que é quase impossível de passar a ferro e ficar lisinha e direitinha com era suposto ficar :S

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Às vezes gosto...

...de por uma musica a tocar em modo repeat. Começa e acaba assim durante um longo período de tempo. Faço-o muitas vezes com a mesma música, desde ontem que estou a ouvir a mesma. Constantemente o faço enquanto estou aqui a escrever algo ou enquanto ando por aí a cuscar uma centena de blogues. Há melodias que me transportam para outro mundo. Há músicas que têm magia para quem as ouve e consegue em cada palavra, em cada nota, em cada segundo, sentir tudo aquilo que faz sentido.

MMMMMMMMMMEEEEEEEEEE-DDDDDDDDDDOOOOOOOOOO

As pessoas quando se apaixonam são todas iguais?

estamos a atravessar uma fase de muitas dúvidas...

Sessão de Cinema

Simplesmente apeteceu-me rever esta loucura de Woody Allen e ficar-me aqui a roer de vontade da apanhar o primeiro avião com destino a Barcelona.

Vicky e Cristina, jovens americanas, viajam de férias para Barcelona. Vicky é sensata e está prestes a se casar; Cristina é impulsiva e curte aventuras amorosas. Ao conhecer o sensual pintor Juan Antonio numa galeria, Cristina se sente imediatamente atraída por ele. Seu interesse só aumenta quando fica sabendo que ele tem uma relação intempestiva com a ex-mulher, Maria Elena. Juan convida as duas para um fim-de-semana na montanha, bebendo e fazendo amor. Vicky fica horrorizada, mas Cristina a persuade de entrar na aventura.  






Mais uma comédia romântica que a Andreia não iria ver comigo... e estas histórias de primeiro detesto-te e depois já gosto de ti derretem-me o coração, e depois gosto muito da Amanda Seyfried e como gaja que sou derreto-me a ver estas coisas...

Uma jovem americana viaja até à cidade de Verona (de onde é originária Julieta Capuleto, da conhecida história de Romeu e Julieta) e decide aderir a um grupo de voluntários que respondem a cartas endereçadas a Julieta, dando conselhos amorosos aos seus remetentes. Quando responde a uma carta datada de 1957, ela inspira a sua autora a viajar até Itália, em busca da sua paixão perdida, acabando por desencadear uma série de ocorrências que trará amor às suas vidas, Mais do que alguma vez imaginaram...





E por último, não podia perder mais uma aventura da caríssima Angelina Jolie, e logo esta que ela está loira. Que posso dizer sobre este filme, hum... quando for grande quero ser como ela, é que ela passa o filme todo a correr. e corre, corre, corre e por fim corre ainda mais, não para. Não há-de ela estar magra que nem um cão... Tenho a dizer que é um pouco previsível mas está bem feito. 



Quando a sua lealdade é posta em causa, Salt foge e utiliza as suas aptidões e anos de experiência como agente secreta, de modo a não ser capturada. À medida que Salt faz de tudo para provar a sua inocência, mais dúvidas se levantam, continuando assim a busca pela sua verdadeira identidade. Só há uma pergunta a fazer: "Quem é Salt?".






Eu sei que isto era um post desnecessário mas apeteceu-me, ok... não me contrariem.

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Pensamento do ano!!!

Os homens são piores que as mulheres, ponto final parágrafo.

Sei que devia cheirar a queimado mas levei 27 anos a constatar este facto.

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Pergunta pertinente do dia

Porque raio as pessoas dão demasiada importância ao que não gostam em vez de darem valor e reconhecimento ao que gostam?
Sou só eu a achar que devemos dar valor ao que gostamos. Por exemplo eu gosto de uma boa canjinha feita pela minha mãe mas detesto ervilhas com ovos (até o cheiro), mas quero lá saber das ervilhas se a canjinha me está a saber tão bem e foi feita com tanto amor e carinho.
O mesmo é com tudo na vida, porque raio hei-de dar valor e reconhecimento ao que não gosto? Se não gosto não era melhor virar as costas e seguir em frente? Isto de se dar importância e reconhecimento ao que não gostamos é chato e feio, lamentavelmente é a minha opinião. 
Se não gosto não volto a provar... e olha que com as ervilhas com ovos escalfados ainda lhe dei o beneficio da dúvida mas foi tempo perdido...

Eu até sou de dar segundas oportunidades, às vezes até mais mas por vezes também não dou...depois também há aquelas coisas que há primeira pode correr mal e vale a pena experimentar outra vez...

Ainda sou do tempo de ...

Ironic -  Alanis Morissette

It's a traffic jam when you're already late
It's a no-smoking sign on your cigarette break
It's like ten thousand spoons when all you need is a knife
It's meeting the man of my dreams
And then meeting his beautiful wife
And isn't it ironic... don't you think
A little too ironic... and yeah I really do think...

Na vida há demasiadas coisas irónicas, tal como esta música diz, uma delas acontece mais do que devia. No outro dia falava com uma amiga sobre paixões, atracções, amores não correspondidos. Nada que fosse útil, mas foi uma conversa esclarecedora e por isso lembrei-me desta música. Na minha singela opinião, já conheci o homem da minha vida, aquele que por mais tempo que passe, por mais que não o veja, que não fale com ele, que não oiça a sua voz, sei que ele está lá e que quando o ouvir, o ver, o sentir... o meu coração vai bater mais rápido, irei perder a força nas pernas, as borboletas vão estar em alta no meu estômago... enfim, pode passar uma vida, que ele, irá mexer com o meu sistema nervoso sempre. Não o amo, não gosto dele como se fosse a última pessoa no mundo, não espero por ele e sei que nada mudará, mas sei também que por ele sou capaz de dar a volta ao mundo, que sou capaz de ir a correr num estalar de dedos. É a tal pessoa, a pessoa perfeita, mas tenho a noção que não é um ser perfeito. Longe disso, mas vejo-o como perfeito, vejo-o como o tal... Um dia, mais tarde ou mais cedo, sei que vou conhecer alguém que será perfeito para mim e que, principalmente, gostará de mim tal e qual como sou, mas, tenho a certeza que nunca irei esquecer esta pessoa e tudo o que ela faz em mim. Sei que vou seguir em frente e que depois já não lhe darei esta importância mas para já tenho a sensação que no mundo tudo pode mudar menos o facto de ele mexer comigo de tal forma que era capaz de tudo. Isto não é saudável, bem sei, mas a minha amiga disse-me que queria uma paixão assim, queria viver algo assim. Eu não quero, mas simplesmente não consigo ignorar o que sinto, o que penso. Só me pergunto como é que no meio de tanta imperfeição (todos nós somos seres imperfeitos) consigo ver a perfeição e dizer que aquela pessoa é a tal que sempre procurei...

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Hoje era capaz de dar uma unha do dedo mindinho só para comer...

...uma boa canja de galinha feita pela minha mãe. Preciso daqueles miminhos vindos da nossa mãe e que tanto nos acalmam e que fazem tudo parecer certo e bom...
Haverá coisa melhor no mundo que ao sair do trabalho tarde, cansada e a más horas, apanhar um fresquinho fantástico ao sair porta a fora e olhar para o céu e vê-lo carregado de nuvens... entrar no carro, conduzir até à praia só para sentir aquele fresco bom mais um bocado, ouvir a rebentação e ficar olhar o céu carregado de nuvens...simplesmente não pensar em nada durante uns minutos e ficar ali , só a aproveitar aquele momento tão meu.... depois é só entrar no carro novamente e regressar ao mundo, à realidade, à minha realidade.


domingo, 12 de setembro de 2010

Para a semana isto promete!!!

Como já vem sendo hábito, a Associação Académica da Ualg todos os anos nos surpreende com a recepção ao caloiro. A mim surpreende-me mais com a recepção do que com a dita semana académica em si, mas isso é conversa para outro dia. Cá fica o cartaz das grande festa para a semana e pelo que parece lá me vão fazer ir umas noites...

Fugiu-se- me por entre os dedos!!!


O que não me escapava era só a cama, a minha cama de lençóis fresquinhos e com um pequeno cobertor para as horas mais frescas da madrugada, as minhas quatro almofadas fofinhas... mas pelo vistos escapou e bem. A minha idade já não permite estas loucuras de dever horas e horas de sono à cama, já não permite deitar-me várias noites seguidas quando o sol começa a dar o ar da sua graça e também já não permite directas das noitadas para o trabalho. Esta gente quer acabar comigo, estou a ver que assim não resisto até ao próximo Verão. Hoje, só preciso de uma massagem, alguém se oferece???

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Feminino vs Masculino


Sou só eu que nunca sei o que estes símbolos querem dizer? Sou só eu que tenho dúvidas sempre que vejo algum.? Por mais que me digam que é este ou aquele e idem aspas, nunca sei e quando me deparo com estes sinais na porta de uma casa de banho fico sempre na dúvida...
E podem cá vir com todas as teorias para poder distinguir que não vou querer saber, daqui a pouco já nem me lembro... a preguiça mental é uma coisa tramada. E porque raio não metem nas portas dos WC aqueles símbolos clássicos da homem ou mulher, não... têm que complicar que é para a sô dona Gaja voltar atrás e perguntar a quem a acompanha qual é o símbolo correcto para não entrar na porta errada...

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Dexter season 4

Já estou quase a terminar esta fantástica série. (terminar como quem diz, porque não tarda nada e começa a 5ª temporada, mas nessa altura já estou actualizada e é só acompanhar o desenrolar da história). E não é que agora os links deram para ficar indisponíveis :S, não é que eu andasse a sacar, desses sites manhosos...eu compro, a sério que compro, mais que não seja em sonhos.

What you listened, head or heart?

E vocês que fariam?


No outro dia ao falar com um daqueles amigos para sempre, daqueles que por mais tempo que passe a coisa é sempre a mesma. Daqueles que não me diz nada durante meses mas que se eu aparecer à frente dele agora é como se tivesse estado todos os dias comigo. Daqueles que posso ligar para pedir seja o que for e que não me diz que só lhe ligo por interesse (ou se o diz não é a mim)
Indo de encontro ao que interessa, falávamos de projectos pendentes e de decisões que tenho que tomar e sobre as quais ando meio perdida, sendo que nestas alturas só gostava de ter um pai aqui perto, mas um pai de verdade... Adiante, essas decisões englobam a maior divida que alguma vez poderei adquirir ao longo da minha vida. Não estou a brincar, além de ser a maior em termos monetários é aquela que vai modificar ou solidificar todas as minhas opções pelo menos durante os próximos cinco anos. 
Estávamos nós a falar de mudanças na vida, do que tinha que sacrificar e alterar, dos medos e receios de algo correr mal, quando temos o seguinte diálogo:

Ele- Nada mais simples do que isto, falas com 10 amigos daqueles que sabes que podes contar e cada um te dá 10€ por mês...vais ver que assim já é mais fácil e que consegues fazer tudo na mesma.
Eu - E tu estás a ver 10 pessoas darem 10€ todos os meses para eu gastar?
Ele - Sim, eu dava na boa...é que 10€ por mês nem dá para pagar uma mini por dia...

Continuamos esta conversa mais um bom bocado enquanto bebiamos cada um a sua mini, mas isto fez-me pensar, vocês seriam capazes de dar todos os meses 10€ a um amigo vosso para o que quer que fosse? E não cobrariam nada em troca? E nunca apontariam o dedo pela forma como o vissem gastar o dinheiro?
Há coisas que não se misturam e amigos são amigos mas negócios à parte. Fico imensamente feliz por saber que tenho pessoas que me rodeiam que eram capazes de tal coisa por mim, realmente são de amigos destes que todos nós precisamos.

terça-feira, 7 de setembro de 2010

A Maria e o Gato

 Eu tenho um projecto, I have a project, j'ai un plan, tengo un plano…
… ou, dito de outra forma, I have a dream que, para já, passa por Bruges, mais concretamente pelo College of Europe [isto dito assim, caraças, até parece uma cena toda pipi]. Acontece que um Master of Arts in EU International Relations and Diplomacy Studies lá em Bruges é coisa para me deixar penhorada por sete gerações [no mínimo]. Ora como eu não tenho onde cair morta [trabalho para o Estado, está tudo dito!] e estou longe de vir a herdar o que quer que seja, não me resta outra alternativa que não seja vender o recheio da casa. Portanto preparem-se, pessoas! Para além de livros, cds, colchas bordadas à mão, carteiras, frigideiras e panelas, tachos quase a estrear, serviços de loiça, copos e jarros, cristais e porcelanas, isto vai começar a parecer a Feira do Relógio. Preços amigos do cliente, artigos em belíssimas condições [como novo, senão mesmo a estrear], tudo na base da bela da transferência bancária para uma conta destinada para o efeito. O projecto, esse, chama-se: Take us to Bruges [eu e ao gato, of course!] e eu sei que vocês são bem capazes de me ajudarem a lá chegar.
  
 
Pois bem, minha gente, demorei a vir aqui publicitar a Maria e o Gato mas o que interessa é que estive sempre a par do que se passava por lá. Hoje acabei de dar o 2º passo para ajudar no sonho da Maria. Aqui a Gaja licitou e bem o livro da Joanne Harris - A praia roubada. Hoje já fiz a tranferência e agora estou pacientemente à espera do livro na minha casa... assim que o receber avisarei. Entretanto há outras licitações a decorrer e já sabem, não custa nada ajudar um sonho...

Anda cá que és meu!!! -»»»»» Ainda sou do tempo

Acho uma piada enorme a esta coisa do: És minha! ou És meu!
Por norma até nem ligo muito a essas coisas mas o sentimento de posse em relação às pessoas faz-me rir. Quando é que as pessoas percebem que ninguém é de ninguém, ninguém é dono de quem quer que seja. Eu sou dona da minha cadela e do meu cão e tenho que me responsabilizar por toda a merda que façam. Agora nunca serei dona de nenhum ser humano, nunca ousarei dizer a ninguém que alguém é meu, independentemente da relação que tenha com essa pessoa. 
Não sei como é que alguém pode viver sabendo que há alguém neste mundo que se considera seu dono. Eu não consigo e por isso mesmo é que estou sozinha. Não me venham cá com merdas mas quando se chega ao ponto de me dizerem com quem posso ou não falar, o que posso ou não vestir, a quem posso sorrir, se posso sair ou não é logo caso de os mandar dar uma curva. Aconteceu num passado, uma história que não acabou 100% bem e que me persegue até aos dias de hoje. Às vezes dói um bocadinho saber que há outra pessoa neste mundo que tem de saber onde estou, o que faço e que anda atrás de mim... que arranja sempre forma de saber como estou e onde estou. 
Não sei como é que alguém se pode achar dono de alguém só porque é namorado de alguém, só porque têm uma relação de quantos anos seja... Quando se é dono de algo há sempre tendência para tratar mal, não estimar e não dar o devido valor, por isso façam o favor a vocês próprios e não se considerem donos de ninguém... por mim fiquem com quem quiserem, só me deixem fora disso porque já tenho coisas demais com que me preocupar do que ser uma pedra no sapato dos outros...


Este post era para ser totalmente diferente e com uma outra música mas agora apetece-me que assim seja. 
Tenho pena destas pessoas porque têm o que querem mas nunca darão valor ao que têm porque só enxergam o umbigo delas...
Ainda  procurei o vídeo original mas não encontrei, sorry.

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

I'm not perfet, but I'm perfectly me

Só quem nunca passou necessidades é que diz que o dinheiro não traz felicidade. Só quem nunca teve fome e não tinha dinheiro para comer é que pensa que o dinheiro é desnecessário. Só quem conta os cêntimos até ao final do mês e sobrevive com o pouco que tem é que lhe dá o valor necessário. 
Concordo a 100% com aquelas pessoas que dizem que de que serve ter dinheiro se não se tem saúde. E haverá algo pior do que não ter saúde? Mas e será que não ter dinheiro para se tratar não é bem pior... haver uma cura e não ter dinheiro para a suportar não é bem pior?


Sou uma gaja normal, como todas as outras e compro coisas desnecessárias/futilidades. Gasto muito dinheiro mal gasto que podia poupar, vou jantar fora mais vezes que o necessário, compro mais roupa que o que preciso, compro marcas, compro cd's e dvd's, compro brincos e pulseiras, maquilhagem que nunca vou usar, inscrevo-me em ginásios que depois não vou, ando de carro quando podia andar a pé... e podia continuar por aí em diante, mas na verdade até nem sou das piores... até sou muito pés na terra e sei que há muitas coisas que não posso ter mas que queria e muito. 
Não foi educada a ter tudo o que queria, mas sim a ter o que precisava. Se eu queria um boneco qualquer porque sim, recebia uma boneca ali dos trezentos porque era a que se podia comprar e já ia com sorte ,Se queriamos tal vestido, a minha mãe fazia um parecido porque era o que se podia arranjar. Somos 4 irmãs e muita coisa passou de uma para a outra... Se fui feliz assim, fui e muito. Se hoje tivesse filhos tentaria dar-lhes tudo o que não tive porque acho que todos os pais querem dar o melhor aos filhos. Agora se isso é o mais correcto, não concordo.
Voltando ao assunto do dinheiro, não há ninguém que fique feliz só por ter dinheiro, visto que este não compra a verdadeira amizade, o verdadeiro amor (e será que ele existe), os verdadeiros valores...este, se não for bem gerido traz muito interesse à baila e arruína uma vida. O mundo é tal e qual uns abutres em busca de carne fresca...
Amor e uma cabana só faz sentido nas músicas e nos filmes, porque na vida real todos queremos mais e não me venham cá com tangas porque também eu seria muito feliz numa cabana com um gajo qualquer e com montes de sexo, e prazer e por aí além mas quando viesse o temporal e chovesse lá dentro e alagasse o chão até a barraca levantava voo...

Nada faz mais sentido que o que é dito sem sentido
Neste caso escrito.

domingo, 5 de setembro de 2010

Sessão de Fotos

O Vestido e os óculos (LOL)


O Cabelo




















Os acessórios


Os noivos





















E foi assim, ri, diverti-me, tirei fotos, comi, saltei e dancei, não apanhei o bouquet, não houve sorteio da liga nem da gravata. Mas houve um vídeo do casal apaixonado, dançarinos a dançar várias danças de salão, um pequeno fogo de artificio e comida que dava para festa até amanha. Ainda houve festa até às tantas mas eu desisti porque estava cansada e não havia rapazitos solteiros...

Acabadinha de sair da festa... amanhã há mais mas com menos tortura

Aqui dá para ver tudo menos os óculos (que me ficam a matar) e a maquilhagem. Simples, mas estava linda, maravilhosa, fantástica (olhá baba a escorrer, levei o dia todo a ouvir elogios...quando a maquilhagem começou a sair esse mesmos acabaram-se).
Para quem pensava que eu vinha para aqui queixar-me que era um cachalote mas que devia ser magra, enganou-se, o vestido é que disfarça muito bem... amanhã a festa continua e mais fotos irão aparecer :)
Agora vou só pôr os pés de molho...

sábado, 4 de setembro de 2010

Quem é que disse que ir a casamentos só é complicado para os noivos?? Pois enganam-se redondamente, deste as 7h da matina que estou de pé... isto é cabelos, é maquilhagem, é vestir vestidos todos xpto, é anda de saltos altos (quase que não pratiquei), é fotos (muitas e muitas, tem de ficar para a história)... isto não para. Comer que é bom ainda não vi nada. assim que tiver tempo venho aqui pôr fotos, isto se tiver alguma de jeito...

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Haverá tarefa mais difícil que pintar as unhas??? 

Pois parece que sim, a maquilhagem... vá lá que esta eu marquei com alguém que percebe do assunto fazer de mim uma gaja linda...

Se soubessem o quanto estou arrependida por não ter marcados unas e pés...tornaria o meu serão mais agradável.
às vezes tenho a sensação que só eu é que não estou a viver um grande amor, só eu é que não estou apaixonada... mas um dia ele vai aparecer... um grande amor para me arrebatar o coração.

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

É qualquer coisa como isto...

eu devo assustar as pessoas ou afins. Cada dia que passa tenho mais a certeza que sou tipo bicho do mato... afasta que posso morder!!!

Este é o mês de por as coisas em dia, por isso vai haver selos para todos vós :)

Este selo foi-me oferecido pela Lia do Arco Íris de Sentimentos que é cá da minha terra mas que anda lá para cima... e que faz aninhos hoje :D


Se este blogue é uma delicia não sei porque nunca o provei mas que tenho uma mania do caraças de pôr aqui umas imagens de doces/gelados que devem ser uma delicia, lá isso tenho.
Vamos ao que interessa:

 1 - Quem é que nunca vais conseguir esquecer:
Posso dizer que nunca irei esquecer as 2 pessoas que já perdi que marcaram bastante a minha vida. Mas acho que nunca esquecerei os meus sobrinhos, as minhas manas, a minha mãe... os meus amigos, aqueles que por qualquer motivo me fazem falta todos os dias.

2 - Alguém comanda a navegação da tua vida?
Se alguém comandasse a navegação da minha vida isto não andaria assim à deriva até chegar a um bom porto, fiz-me entender???

3 - Oferecer o selo a 3 pessoas ou mais:
Espera aí que fiz confusão... então mas eu tinha só que responder ao desafio ali debaixo???

4 - Comentar o blogue da criadora:
Mas afinal quem é a criadora? já comentei o da Lia, não chega???


Venha de lá o desafio que eu já fui enganada (só porque quis eheheh)

Atribuir 5 músicas a 5 blogues. É importante que os eleitos dêem continuidade ao desafio, porque é esse o objectivo. Vai ser assim, eu hoje estou do contra e por isso vou só dizer 5 músicas que adoro, sem as quais não podia viver... pode ser que um dia diga o porquê de significarem tanto mas hoje fico só por aqui. 
 
Sting - Desert Rose - Choro sempre que oiço esta música
 
U2 feat Mary J Blige - One
 
Red Hot Chili Peppers - Scar Tissue 
 
 
Gloria Gaynor - I will survive

Quem quiser pegar no desafio original está à vontade e quem quiser pegar na minha versão também.