Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Setembro, 2011

A modos que é isto...

Sento-me em frente ao computador e não sai nada. Não me ocorre nada para escrever.  Na realidade até me ocorre umas quantas coisas, das quais não estou de todo preparada para partilhar no momento.  E depois ainda temos aquela porcaria dos vírus, aquilo começa a irritar-me mesmo a sério, não consigo seguir os passos que me dizem, pois a minha linguagem de 'computurês' é muito básica e ainda não alcancei o patamar de copiar ficheiros html e colá-los sei lá onde...Estou chateada e vou fazer beicinho e bater o pé!

A minha compreensão ainda não atingiu esse nivel

Juro que não entendo o que leva as pessoas a deixarem que chafurdem nas suas vidas desta forma. Todos os momentos mais baixos, todas as falhas são expostas. Estas pessoas não têm noção de como isto afecta a vida futura delas. Estamos a falar de professores, advogados, etc... Ainda ontem falava com pessoal amigo de como uma noite de copos pode afectar a imagem a nível profissional. Uma noite de copos em que estamos com os nossos amigos no bar do costume a fazer o que mais de normal pode haver, pode estragar uma boa imagem profissional, se isto pode acontecer nem quero pensar no que pode acontecer numa casa com não sei quantas câmaras em que se sabe tudo. A fama é uma coisa tão efémera...

Banda sonora do dia 7#

If I lay here,
If I just lay here,
Would you lay with me and just forget the world?
Depois de sábado à noite só podia ser este o resultado. Sou só eu que quero o impossível?!? Algo normal só assim para variar não faria mal nenhum...

Decidi-me pelo lado mais seguro!

Desapareço, evito, não falo, não vejo. Quando alguém não nos quer por perto, nada melhor que compactuar com isso. Assim evito desentendimentos, chatices e problemas de coração...  e afinal, já diz o velho ditado: longe da vista, longe do coração...

Não vejo mas vejo!

Não sou muito dada a novelas, mas há uns tempos tive aí umas jantaradas em casa de uma amiga e enquanto degustávamos a bela da refeição regada de um bom vinho viamos a novela da Sic, Laços de Sangue. Eu que não sou nada dada a este tipo de coisas comecei a ver e num instante percebi a trama toda. Só há uma coisa que me faz confusão, como é que uma gaja que já matou alguns familiares, fez tanto mal a outros e continua a fazer, sai sempre impune e consegue fugir à policia. Não sei se é só de mim, mas aquilo já enjoa. Como só vejo raramente só apanho a gaja presa e depois quando volto a ver já ela anda a infernizar a vida à irmã e vice versa. A sério que não entendo porque raio fazem estas coisas em modo: dura e dura e dura e continua a durar. Tudo o que é demais enjoa pah!!!

às vezes, mas só às vezes!!!

Olho para todo o caminho que já percorri.  E tenho a certeza que fiz algo de errado ao longo desse caminho. Mas não consigo arrepender-me das decisões que tomei, mas continuo a olhar para trás e a sentir que me falhou alguma coisa.

Resumindo as coisas em três palavras...

Não me apetece!!!

De certezinha que amanhã quando o sol nascer, irá nascer para todos e com certeza que melhores dias virão e aí já me vai apetecer...

E a modos que é isto, sucumbi à curiosidade.

E ontem, enquanto estava a fazer um zapping antes de dormir deparei-me com a apresentação dos participantes da Cada dos Segredos e só posso deduzir que estava correcta. Aquilo é mesmo do pior. Não sei onde foram desencantar aquelas pessoas mas foram ao fundo do fundo. Nada contra ninguém em especial mas aquelas apresentações fazem deles assim umas bestas e delas umas meninas da vida. Oh God!!! Mas é como disse, podem ser muito boas pessoas mas aqueles vídeos e as coisas que disseram sobre eles não abona nada a favor. E também não me fizerem ter vontade de voltar a ver, por isso, acho que a Casa dos Segredos fica mesmo só por ontem à noite.

People Change

As pessoas mudam. Por mais que digam que nunca vai mudar, simplesmente tudo muda.Cada vez mais acho que é a lei da vida. Por mais que digam que as pessoas não mudam, elas mudam. Podem não mudar da forma como gostariamos, mas mudam. Talvez por ter tanto medo de mudar que faço as coisas da forma que faço.

Acidentes de Viação

É coisa de me pôr toda arrepiada e com muita vontade de chorar. Detesto ver acidentes, é aquela sensação de querermos fazer algo mas não podemos fazer nada que resolva o problema. Acabei de presenciar um acidente aqui na minha rua, um dos carros vai pra sucata de certeza e o outro também vai levar uns bons arranjos. Ninguém ficou ferido mas uma das condutoras estava em pânico e eu quase comecei a chorar de ver a sra assim... deu-me vontade de a confortar e de chorar com ela. Só penso que se algum dia tiver um acidente acho que entro em pânico e tenho um ataque qualquer...espero bem que esse dia nunca chegue.

O meu cão tira-me do sério!!

Fui dar banho ao meu cão. Ele tem o pêlo preto brilhante mas por andar no quintal fica com o pêlo sujo assim mais para o preto baço. Dei-lhe banho, sequei-o, penteei-o e fui arrumar as coisas. Assim que virei as costas foi esfregar-se na areia e ficou castanho. Ralhei com ele e ele ainda foi esfregar-se mais na areia. Agora como castigo não lhe faço festas, está todo sujo outra vez :(

Sou uma mulher de sorte

Não tenho tudo o que quero, mas tenho tudo o que preciso (ou quase tudo, se não tenho é porque não preciso, certo?).

Há coisas para as quais eu não fui feita!

E eu não fui feita para o amor, para as coisas fáceis e simples.

Sometimes

É mais fácil não querer mudar as coisas, fazer com que tudo fique igual, do que arriscar e ter de mudar tudo. Acho que por vezes nos habituamos a tais situações na nossa vida por mero comodismo. Esse comodismo aborrece-me, enerva-me e irrita-me, agora, mais que nunca. Acomodei-me a tudo o que tenho na vida e no fundo acho que nem me permito a alterar o que quer que seja. Isso aborrece-me. Todas as vertentes que posso alterar na minha vida e arriscar, não arrisco. Tenho sempre receio do NÃO, esse bicho papão. Tenho medo do não após uma entrevista, tenho medo do não é possível fazer isto ou aquilo, ter isto ou aquilo. Tenho medo desse bicho papão de três letrinhas apenas e que me pode deitar abaixo a qualquer momento. E se eu não conseguir? Será que vou ganhar forças e seguir em frente ou vou ficar derrotada num canto à espera que me dêem a mão. E o pior não é ter medo do não, é simplesmente não acreditar que o sim é possível. Estou a tentar caminhar a passos de bebé nesse mundo que é o…

Happy Thank You More Please

Quem viu este filme?!? Há uma cena em que o gajo diz a ela para fechar os olhos e simplesmente ouvir o que ele diz sobre ela. A partir desse momento tudo muda. Ela vê o que não quis ver até aquele momento. Viu a pessoa que está por detrás daquela cara ou corpo desengonçado e simplesmente ouviu o que lhe ia na alma e foi precisamente naquele momento que se apaixonou por ele. E se fosse assim na vida real, será que eu conseguia que ele se apaixonasse por mim só de ouvir tudo o que me vai na alma?!?
Pior que não ter um emprego é ter um trabalho onde somos reais fantoches. O pior é quando isso começa a fartar...é sinal de desemprego à vista! Haja paciência, muita paciência.

E depois há pessoas como eu #2

Que continuo a ser parva todos os dias. It is noteasy to livein my skin. Melhores dias virão e quiçá coisas boas acontecerão...

Banda Sonora da noite #2

Adoro o original, mas esta versão também não lhe fica atrás.

Há todo um grupo de pessoas que eu admiro. Mas admiro mesmo.

Faz-me assim alguma confusão, ou fazia, porque acho que vou entrar no espírito da coisa. Imaginem estarem a pagar a uma pessoa para fazer um trabalho, mas estarem a pagar um bom valor à hora. E essa pessoa tem algumas coisas para fazer mesmo, tipo tem o trabalho para o qual está a ser pago, certo. Então essa pessoa à qual estão a pagar para fazer o trabalho acende cigarro atrás de cigarro a olhar para o trabalho que tem pela frente. Ficam assim a fumar o cigarro e a olhar para o trabalho como se não soubesse mesmo o que fazer ou na espera que ele se faça sozinho. Esta noite vou fazer o mesmo, enquanto estiver no meu horário de trabalho e reinar a confusão, vou dar um passo para trás e avaliar a situação e esperar que com a ajuda divina o trabalho se faça. Se depois me vieram chamar a atenção eu vou dizer que estava a avaliar melhor a situação para depois poder controlar os danos. É por coisas assim que este país está como está.