Às vezes é preciso parar um bocado. Pôr um stop em algo que não está bem. Aliviar os nossos ombros e seguir em frente. Ainda não sei para que lado vou seguir, ainda não sei o que fazer mas ficar aqui não faz sentido. Há que alargar horizontes, fazer coisas novas, conhecer novos lugares, viver novas experiências. Infelizmente a situação condicionadora que a crise faz nas nossas vidas não permite dar os passos com a rapidez desejada ma vou a passos pequenos. Sei que um dia chegarei a qualquer lado.

Comentários