Depois da tempestade vem sempre a bonança

Pelo menos prefiro acreditar que sim.
 Estes últimos tempos foram meio complicados. Houve acontecimentos muito bons e alegres, houve muita preocupação e momentos piores. Mas o fim reserva sempre algo bom. Hoje que a minha mana regressou a casa, com um pé partido e depois de estar longe e de nos preocupar sem intenção não é que recebo uma prenda muito boa. Houve alguém demasiado cruel que abandonou um cãozinho muito pequenino numa berma de uma estrada demasiado movimentada e em que os carros passam sempre a grandes velocidades, mas fez esse acto de crueldade no momento certo, pois, eu estava a passar e recolhi-o. Agora está ali no meu quintal, com o dono do território às turras com ele, mas uma coisa é certa, mimos e comida nunca lhe faltarão :)

Comentários