Ontem vi aquela reportagem da TVI - Passaporte do Engano

Aquela sobre pegar nas malinhas e sair pelo mundo fora à procura de trabalho.
Fiquei com medo, muito medo. Deram exemplos de pessoas que simplesmente vão, de pessoas que vão através de pessoas, de pessoas com alternativa e de pessoas sem alternativa.
Fiquei assustada. Neste momento ainda não consigo tirar da cabeça a imagem do homem que ia para a Suíça com 60€ no bolso e sem certezas de nada. Chegou lá e lá ficou sozinho, sem saber falar a língua e pelos vistos sem trabalho (pois foi enganado).
Não imaginam o que me custou aquela reportagem acabar assim. As pessoas ficam preocupadas, será que nem lhe disseram onde podia procurar abrigo, ou se lhe deram algumas dicas?!? Sei que o sr não foi para lá com a TVI, sei que calhou a ir no autocarro onde fizeram a reportagem, mas e fica assim. Lamento não conseguir tirar da cabeça a cara de sofrimento do homem por ter deixado a família para trás, os olhos de tristeza cada vez que a jornalista lhe dizia que aquilo podia ser trampa...é o desespero, é a procura por algo melhor. Minha gente, deu medo, muito medo. Ir com 60€ no bolso para o estrangeiro, com trabalho ou sem trabalho é um risco, mas o desespero faz isto. Nem quero pensar o que leva uma pessoa a arriscar assim... Não consigo deixar de pensar no homem e na família sem saber de nada...

Comentários