Stalking - Reportagem da SIC

Por acaso vi esta reportagem e não consegui não me arrepiar e recordar os tempos em que o meu ex me fez um pouco do que se falou na reportagem. Ainda hoje, quando se fala no assunto e eu refiro que aquilo me magoou muito, dão me de resposta que eu dramatizei demais.
No entanto, não considero que tenha dramatizado demais. Só eu sei o quanto senti a minha privacidade invadida por uma pessoa que eu já não queria na minha vida. As chamadas, mensagens, esperas, perseguições, controlo... é mau demais. Passado um tempo ainda tentei a amizade porque todo o mundo me dizia que ele tinha mudado. Só correu mal. Hoje em dia quero distância daquela pessoa e para sorte minha ele acabou por emigrar mas durante uns tempos ainda me enviava prendas por correio, cartas, ligava a meio da noite ou quando lhe apetecia, perguntava por mim às pessoas, de certa forma tentava controlar a minha vida. Tive de mudar de número, de mail, bloqueá-lo em todas as redes sociais, tentar privatizar tudo ao máximo. Há pouco tempo ele aproveitou a conta de uma amigo em comum para vir falar comigo, não tive alternativa a bloquear a pessoa e apagar. 
 Não foi caso de ter de fazer queixa, mas muitas vezes tive de o ameaçar com isso. Tive de lhe fazer frente e ser forte para assim que virasse as costas desatar a chorar.
Se ele me fez mal fisicamente? Não chegou a isso. Mas a nivel psicológico ele conseguiu arruinar um pouco mais de mim. Não sou a mesma. não tenho a confiança que tinha, não sorrio tantas vezes quanto o fazia, não ando descansada...sinto que perdi um pouco de mim. Por isso mesmo não deixo qualquer pessoa entrar na minha vida, estou constantemente de pé atrás. Nunca ninguém disse que viver era fácil, às vezes temos que viver um dia de cada vez e ver no que dá...
 

Comentários