Saltimbanco

Às vezes sinto-me como um saltimbanco. Sinto que não criei raízes em lugar algum e com ninguém. Sinto que sou um ser estranho para quem me rodeia. Sinto que não dou o melhor de mim. Às vezes sinto-me deslocada, como se não pertence-se a lugar algum. Como se estivesse sozinha, sem capacidade de comunicar com o que me rodeia. Por isso, só queria ter asas e voar para um lugar onde pudesse sentir que faço parte integrante de algo, que sou uma parte para fazer o todo. Acho que isto é do Natal se estar a aproximar e o espírito natalício estar num outro lugar qualquer que não no meu coração.

Comentários