Dia Dos Namorados

Como não podia deixar de ser, lá tinha eu que opinar sobre mais qualquer coisa...
Dia dos Namorados, acho muito giro, pode até ter a sua piada (eu nunca lhe achei muita graça) mas eu gostava de perceber o porquê de tanta coisa neste dia...
Há tantos dias para se jantar fora, para se fazer surpresas que neste dia tudo perde a piada. Os restaurantes estão cheios, romantismo nem vê-lo porque os empregados estão a correr de um lado para o outro, a servir à pressa e a tentar vazar mesas para mais casais.
Os presentes variam entre um coração a dizer 'i love you', um peluche (olhem que eu adoro peluches), ou um ramo de rosas (que neste dia são carissimas) mas neste dia é tudo tão sem graça...(viva o consumismo)
É neste dia que tudo acontece e nunca nada é simplesmente por acaso.
Eu sou apologista de que todos os dias servem para surpreender, e quando menos se espera mais piada tem...sei que uma surpresa tem sempre riscos, mas deve ser aí a piada.
Porque é que não se compra um presente porque simplesmente nos apetece, ou porque não se vai jantar fora ao tal restaurante sempre que nos apetece.
Eu acho que a vida é feita de momentos e é pena que nós os limitemos a certos dias do ano.
Acho que não devia haver um só dia para dizer-mos amo-te a alguém, porque todos os dias são dias para relembrar-mos a alguém o quanto é importante para nós, que faz parte da nossa vida e que nada é por acaso, quer seja por um simples sms, por uma chamada curtinha ou em pensamento...afinal o ser humano tem cerca de 60mil pensamentos por dia (podemos dispensar pelo menos 10mil para a nossa cara metade)...
Agora conselhos, surpreendam a vossa cara metade e em vez de corações, peluches e rosas ofereçam-lhes um brinquedo da sex shop...pelo menos apimenta a coisa e, digo eu, deve valer a pena...pelo menos para quebrar monotomias onde elas existem...

Comentários

  1. concordo contigo, todos os dias devemos fazer surpresas ,e "lutar" pela nossa cara metade, e nao apenas num dia.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário