Hoje

Hoje está um dia cinzento. Mais parece um daqueles dias em que não devia ter saído da cama. A cabeça está a mil, o coração está despedaçado e o corpo está dorido. Tanto que não devia ter saído que assim que fiz o que tinha que fazer enfiei-me na cama outra vez e daqui só saio para trabalhar porque sou obrigada. 
Pergunto: quanto tempo é necessário?!? Já não me aguento neste estado deplorável de parvoíce crónica por alguém que não merece o ar que respira, mas não consigo pôr para lá das costas.

Comentários