Fretes, Basta!!!

Acho que chegamos a uma fase das nossas vidas que os fretes deixam de fazer sentido. Tenho dito mais vezes a palavra NÃO e sinto-me bem. Por vezes custa-me dizer o não mas é o melhor para mim. Deixei de fazer fretes só porque sim, só porque não conseguia recusar. Agora estamos a par de deixar o maior frete da minha vida. Cometi um erro há 13 anos atrás e está na altura de o corrigir. Ninguém merece fazer aquilo que não gosta e muito menos quando isso está a arruinar com o nosso sistema nervoso. Já tive uma depressão há custa disso, não vou ter outra, não me chame eu Gaja Maria...

Comentários

  1. A mim também me custa. É feitio. Mas também tenho aprendido que quando é um frete e quando não sou necessária e quando me prejudica... não é não.

    ResponderEliminar
  2. Como te compreendo, fretes já eram, acho que é a maturidade.

    ResponderEliminar
  3. Olha, foi um bocado essa ideia que me fez arejar uns tempos do blog!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário