As cinquenta sombras


Eu li os livros. Quando apareceram pelos mercados portugueses logo não me suscitou muita curiosidade, talvez pelas criticas ao livro que fiquei sem vontade. Primeiro ouvi dizer que era muito sadomasoquista, depois que eram copias do Twilight e sei lá quantas mais coisas.
Não achei nem uma nem outra. Admito que é uma escrita fraca, sem grande linguagem, a tradução dos livros tem algumas gafes (deduzo que fizeram o trabalho muito à pressa e no último nota-se mais), mas é um romance com muito sexo.

Li os livros e era capaz de ler mais um ou dois. Quando leio trilogias fico sempre com esta sensação do: e depois?. Foi assim com Stieg Larsson ou mesmo com o Twilght.
Sobre o livro, acho que é um pouco exagerado na parte orgásmica da coisa, pois a mulher vêm-se sempre em todas as relações. Acho que para ser um romance à séria falta um pouco mais de romance e um pouco menos de sexo, coisa que acontece para aí a 200 páginas do fim do terceiro livro. Mas gostei, não tem uma história de bradar aos céus, mas tem história. Levei o tempo todo para perceber a história da personagem masculina. Adorava que a minha metade da laranja trabalhasse com ele ahahahahah (dispensava era as cinquenta sombras, o homem é demasiado inconstante pah e demasiado possessivo e isso enerva-me).
Eu até aconselho o pessoal a ler, gostei e não me arrependo nada do tempo que dispensei a ler o livro. 

Comentários

Enviar um comentário