Mulheres

As nossas conversas muitas vezes vão dar ao mesmo...o sexo. Desta vez o tema principal era despir-se em frente a um rapaz no dito acto em si...
Parece saído de um filme mas realmente nós entre beijos e carícias muitas vezes escolhemos posições, luz e ambiente de forma a que eles não reparem naquela gordurinha que tende a instalar-se numa determinada zona do corpo, na celulite, na pele casca de laranja,etc...
Interessante é perceber que um homem nessa altura quer lá saber desses pormenores todos...digo eu. Eles têm a cabeça noutro lugar, ou seja no mesmo em que nós também a devíamos ter...
Digo isto porque, acho que realmente pensar nisso em excesso é uma perda de tempo, claro que devemos cuidar de nós mas estar constantemente a pensar nisso faz qualquer uma dar em doida pela a aparência. Penso que para uma queca de uma só noite, isso pode ser relevante (não quer dizer que seja) mas para um relacionamento a longo prazo um bom cérebro faz milagres...mas enfim isso também pode ser a minha maneira de pensar e afinal eu sou gaja.
Um conselho que dou a todas aquelas que pensam exageradamente nisso (isto é para ti) aproveitem o momento porque é de momentos que se vive a vida, e sim, mais vale um bom pirafo do que nenhum.
Como um dia me disseram a prática leva ao aperfeiçoamento....e eu acredito mesmo nisto.

Comentários

  1. sniff sniff...tanta sapiência..

    Ao menos alguém que entenda o que por vezes os rapazes se empenham em explicar. Não digo que não compreenda o sentimento de insegurança que mora por detrás de tais actos, e hoje em dia engana-se a pessoa que pense que o mesmo não acontece com os homens, por vezes a insegurança é partilhada. A única maneira de dar a volta à solução é 5 minutos de conversa sobre o assunto e fazer fé que a compreensão impere, e seja por uma falsa segurança, ou por uma segurança atingida com base na confiança, desfrutar o momento e por de lado o lamento para outros dias.

    ResponderEliminar
  2. Pois bem minha cara Silvia, serve o presente comment para realçar a sua tremenda, ou não, leveza feminista...concordo plenamente com o que afirmou, mas...há que ver que nem todos somos iguais e reagimos da mesma maneira, pelo que penso deverão haver muitas soluções para essas psicoses todas....lolol

    ResponderEliminar

Enviar um comentário